Show simple item record

dc.contributor.authorSeverino, Patrícia Baggio
dc.date.accessioned2020-10-27T17:39:24Z
dc.date.available2020-10-27T17:39:24Z
dc.date.issued2020-07-29
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/13383
dc.description.abstractUmbilical cable is one of the main systems for monitoring, powering, and supplying chemicals foroffshore oil and gas wells. Polyamide 11 (PA 11) composes the ducts for the chemical injection andcan suffer withseveral degradation processes. Little is known about the degradation resulting from the chemical contact between the applied products and the PA 11. Currently, the inherent viscosity is the analytical technique most used by the oil industry in monitoring the polyamide 11degradation, as it allows inferring about the polymeric molar mass. However, this technique makes use of toxic solvents, and generates hazardous waste. A more compliant alternative with the concepts of green chemistry and operational safety, is the use of rheological analyzes in a small amplitude oscillatory regime. This technique allows to evaluate changes in the molecular structure of the polymer, provides information on the molar mass distribution, storage module (G') and loss module (G''), does not use solvents and is an automatedand robust technique. In this sense, the objective of this work was to establish a correlation between the analysis of oscillatory rheometry with the inherent viscosity tomonitor the degradation of polyamide 11. It were analyzed polyamides with four different levels of degradation and two chemical products, A ( naphtha base, diesel oil, butoxyethanol and mercaptoethanol) and B (condensed aldolic base and ethanol), most used during oil and gas production as corrosion inhibitors and H2S scavengers, respectively. It was observed through the values of corrected inherent viscosity (VIC) and viscosimetric molar mass (𝑀𝑣̅̅̅̅) that extrusion reprocessing resulted in PA 11 with different molar masses possibly due to hydrolytic degradation, associated with polycondensation reactions. By analyzing the Cole-Cole curve, an increase in the molar mass distribution was observed. It was also possible to verify that the immersion time and the type of degrading chemical medium has a greater impact on the degradation of PA11. Since the Newtonian plateau was not identified in the viscosity curve as a function of frequency, an alternative to the Cox-rule Merz was the use of β, which showed a greater variation between the values obtained by VIC and by rheometry for the mostdegraded samples. A good correlation was found between rheometry and viscosity in solution, indicating that the methodology used can be used to measure the variation in the molar mass of the polyamide 11.eng
dc.description.sponsorshipNão recebi financiamentopor
dc.language.isoporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectPoliamida 11por
dc.subjectViscosidade inerentepor
dc.subjectRegime oscilatóriopor
dc.subjectPolyamide 11eng
dc.subjectInherent viscosityeng
dc.subjectOscillatory regimeeng
dc.titleAvaliação da degradação de poliamida 11 empregada em cabos umbilicais por viscosidade inerente e reometria em regime oscilatóriopor
dc.title.alternativeEvaluation of polyamide 11 degradation employed in umbilical cables by inherent viscosity and reometry in oscillatory regimeeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Cruz, Sandra Andrea
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9632409046763256por
dc.description.resumoO cabo umbilical é um dos principais sistemas de monitoramento, alimentação elétrica, e abastecimento de produtos químicos dos poços offshore de petróleo e gás.A poliamida 11 (PA 11) compõe os dutosdestinados à injeção de produtos químicos, e pode sofrer com diversos processos de degradação.Pouco se sabe sobre a degradação resultante do contato químico entreos produtos aplicados ea PA 11. Atualmente, aviscosidade inerenteé a técnica analítica maisutilizada pela indústria petrolífera nomonitoramentoda degradação da poliamida 11, porpossibilitar fazer inferências sobre a massa molar polimérica. Porém, essa técnica faz uso de solventes tóxicos, e gera resíduos perigosos. Uma alternativa mais complacente com os conceitos da química verdee de segurança operacional,é a utilização de análises reológicas em regime oscilatório de pequena amplitude. Essa técnicapermite avaliar mudanças na estrutura molecular do polímero, fornece informações sobre a distribuição da massa molar, módulo de armazenamento (G’) e módulo de perda (G’’), não faz uso de solventes e é uma técnica automatizada e robusta.Neste sentido, o objetivo deste trabalho foi estabelecer uma correlação entre as análises de reometria em regime oscilatório com a viscosidade inerente com o intuito de monitoramento da degradação da poliamida 11. Foram analisadas poliamidas com quatrodiferentes níveis de degradação e dois produtos químicos, A(base nafta, óleo diesel, butoxietanol e mercaptoetanol)e B(base condensado aldólico e etanol), mais empregados durante a produçãode petróleo e gáscomo inibidores de corrosão e sequestrantes de H2S, respectivamente.Observou-se por meiodos valores de viscosidade inerente corrigida (VIC)e massa molar viscosimétrica (𝑀𝑣̅̅̅̅)que o reprocessamento porextrusão resultou em PA 11 com diferentes massas molarespossivelmente devido à degradaçãohidrolítica, associado a reaçõesde policondensação. Pela análise da curva de Cole-Cole, observou-se um alargamento na distribuição de massa molar. Também foi possível constatar que o tempo de imersãoe o tipo de meio químico degradantetem maior impacto na degradação da PA 11. Uma vez que não foi identificado o platô newtonianona curva de viscosidade em função da frequência,uma alternativa à regra de Cox-Merz foi a utilização deβ, que apresentou uma maior variação entre os valores obtidos por VIC e por reometria para as amostras mais degradadas. Foi encontrada boa correlação entre a reometria e a viscosidade em solução, indicando que a metodologia empregada pode ser utilizada para medir a variaçãomassa molar da poliamida 11.por
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação de Mestrado Profissional em Química - PPGQpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICApor
dc.publisher.addressCâmpus São Carlospor
dc.contributor.authorlatteshttp://lattes.cnpq.br/4449365726409890por


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil