Show simple item record

dc.contributor.authorPelais, Luiz Gustavo Beijo
dc.date.accessioned2021-07-22T12:49:06Z
dc.date.available2021-07-22T12:49:06Z
dc.date.issued2021-06-01
dc.identifier.citationPELAIS, Luiz Gustavo Beijo. Projetos pentecostais: organizações religiosas como empreendimentos e pastores como empreendedores. 2021. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2021. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/14654.*
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/14654
dc.description.abstractThe relationship between religion and economics is a classic issue for the Social Sciences, however it has been relegated to the background in recent times, whether by adherents of the idea that religions have a secondary importance in the social fabric, or by the irreversible separation of economics in relation to other social sciences. Inserting itself in this tradition of studies, this dissertation intends to contribute to the understanding of contemporary Pentecostalism as it is loaded with an ethics that is very much in line with the idea of the self made man. This ideology emerges as a response to recent changes in capitalism and in the labor market. A central subject of this process in Pentecostalism, in addition to all adherents, is the figure of the pastor, who, in our understanding, finds in the religious organization an opportunity to make a career, undertaking, "opening his own church", as recommended by the entrepreneurial “spirit”. Thus, for the development of the present work, a bibliographic research was carried out, reaching theoretical saturation in order to contemplate the background questions raised, as well as resorting to the use of secondary data for its corroboration. As a form of analysis, we critically frame the entrepreneurial ethos as a precarious response to an economicsocial condition that is also precariously emerging. Far from being a definitive reflection, we intend this to be the construction of a referential framework for future empirical analyses.eng
dc.description.sponsorshipOutrapor
dc.language.isoporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectPentecostalismopor
dc.subjectNeoliberalismopor
dc.subjectMercado religiosopor
dc.subjectEmpreendedorismopor
dc.subjectReligião e economiapor
dc.subjectPentecostalismeng
dc.subjectEntrepreneurshipeng
dc.subjectReligious marketeng
dc.subjectReligion and economyeng
dc.subjectNeoliberalismeng
dc.titleProjetos pentecostais: organizações religiosas como empreendimentos e pastores como empreendedorespor
dc.title.alternativePentecostal projects: religious organizations and priests as entrepreneurseng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Donadone, Julio Cesar
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7643906508178259por
dc.description.resumoA relação entre religião e economia é uma questão clássica para as Ciências Sociais, no entanto tem sido relegada a segundo plano nos últimos tempos, seja pelos adeptos da ideia de que as religiões possuem uma importância secundária na tecitura social, seja pelo irreversível apartamento da economia com relação às demais ciências sociais. Inserindo-se nessa tradição de estudos, a presente dissertação pretende-se uma contribuição para a compreensão do pentecostalismo contemporâneo enquanto carregado de uma ética que muito se alinha com a ideia do self-made man. Tal ideologia surge como resposta às mudanças recentes no capitalismo e no mercado de trabalho. Sujeito central desse processo no pentecostalismo, além de todos os adeptos, é a figura do pastor, que, em nossa compreensão, encontra na organização religiosa uma oportunidade para se fazer uma carreira, empreendendo, “abrindo sua própria igreja”, tal qual o recomendado pelo “espírito” empreendedor. Assim, para o desenvolvimento do presente trabalho, procedeu-se a uma pesquisa de natureza bibliográfica, alcançando a saturação teórica no sentido de contemplar as questões de fundo colocadas, bem como recorreu-se a utilização de dados secundários para sua corroboração. Como forma de análise, procuramos enquadrar criticamente o ethos empreendedor como uma resposta precária a uma condição econômico-social que se emerge também precariamente. Longe de ser uma reflexão definitiva, pretendemos que esta seja a construção de um quadro referencial para futuras análises empíricas.por
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciência Política - PPGPolpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::CIENCIA POLITICA::TEORIA POLITICApor
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIApor
dc.publisher.addressCâmpus São Carlospor
dc.contributor.authorlatteshttp://lattes.cnpq.br/4911692934227704por


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil