Show simple item record

dc.creatorGagetti, Bruna Leone
dc.date.accessioned2016-09-20T20:40:32Z
dc.date.available2016-09-20T20:40:32Z
dc.date.issued2015-06-02
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/7297
dc.description.abstractBirds contribute to many kinds of environmental services, such as predation on arthropods, which results in their population control, and reduced folivory and higher growth rates of plants. In addition, insectivorous birds are sensitive to environmental disturbances, requiring protected areas for conservation and being indicators of environmental quality. In this research, we sampled the insectivorous birds and tested whether they affect the abundance of arthropods and folivory rates. We compared three areas of different successional stages and management, and seasonality in a protected area of Atlantic Forest in southeastern Brazil. The areas selected were anthropic area (“sede”), early and advanced stages of succession. We carried out samplings of birds through 12 fixed points for 13 months and classified species in guilds, grouping the consumers of arthropods between strict and facultative insectivorous. We also proceed a twice bird exclusion experiment (rainy and dry season), comparing arthropod abundance and foliar damage in covered vs. non-covered branches. A total of 186 species of birds have been recorded, with 142 consumers of arthropods. The composition of birds was affected by spatial variation, as the temporal variation presented a diffuse influence. The advanced stage area hosts a higher species richness of specialists, threatened, endemic and with a high degree of environmental sensitivity. The “sede” adds generalist and low degree of sensitivity species. The exclusion of birds resulted in a significant increase in abundance (z=24,682, p = 0) and diversity (z=12,825, p = 0) of arthropods, but this was not reflected in differences in folivory; thus which may be driven by other factors such as the bottom-up effect. The abundance of arthropods showed an inverse relationship with the abundance of strict and facultative insectivorous birds and this control through predation occurred in all areas, suggesting the importance of omnivorous species. The spatial variation of insectivorous birds highlights the potential of each sampled area for maintenance of the functional role of these birds, and this might be considered for management practices.eng
dc.description.sponsorshipNão recebi financiamentopor
dc.language.isoporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rights.uriAcesso abertopor
dc.subjectBioindicadorespor
dc.subjectCascata tróficapor
dc.subjectExclusão de avespor
dc.subjectMata Atlânticapor
dc.subjectAtlantic Foresteng
dc.subjectBio-indicatorseng
dc.subjectBird exclusioneng
dc.subjectTrophic cascadeeng
dc.titleAves insetívoras e sua relação com taxas de folivoria no Parque Estadual Carlos Botelho, SPpor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Piratelli, Augusto João
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4747322084219058por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7749975548596753por
dc.description.resumoAs aves contribuem para diversos tipos de serviços ambientais, como a predação de artrópodes, que resulta em seu controle populacional, redução na folivoria e maiores taxas de crescimento das plantas. Além disso, aves insetívoras são sensíveis às perturbações ambientais, necessitando de áreas protegidas para sua conservação e sendo indicadores de qualidade ambiental. Neste trabalho nós caracterizamos a avifauna insetívora e testamos o efeito desta sobre a abundância de artrópodes e taxas de folivoria, comparando três áreas de estágios sucessionais, usos e zoneamento distintos e períodos do ano em uma área protegida de Mata Atlântica no sudeste do Brasil. As áreas selecionadas foram: área antropizada (sede), estágio inicial e estágio avançado de sucessão. Para isso, realizamos a amostragem da avifauna por meio de 12 pontos fixos durante 13 meses, classificamos as aves em guildas e agrupamos os consumidores de artrópodes entre insetívoras estritas e facultativas. Também fizemos um experimento de exclusão de aves aplicado duas vezes (estação chuvosa e seca). Analisamos a abundância de artrópodes coletados e o dano foliar ocorrido durante o experimento em ramos com rede de exclusão e controle. 186 espécies de aves foram registradas, sendo 142 consumidoras de artrópodes. A composição de aves foi afetada pela variação espacial, já a variação temporal apresentou uma influência difusa. A área de estágio avançado abriga maior riqueza de espécies especialistas, ameaçadas, endêmicas e com alto grau de sensibilidade ambiental, mas estas também estão presentes nas outras áreas. A sede adiciona espécies generalista e de baixo grau de sensibilidade à área estudada. A remoção das aves resultou em um aumento significativo da abundância (z=24,682, p=0) e diversidade (z=12,825, p=0) de artrópodes, porém isso não refletiu em diferenças na folivoria e esta pode estar sendo controlada por outros fatores como o efeito bottom-up. A abundância de artrópodes apresentou relação inversa com a abundância de aves insetívoras estritas e facultativas e este controle por meio da predação ocorreu em todas as áreas, indicando a importância de espécies onívoras. Nossos resultados mostram que a variação espacial da avifauna insetívora evidencia as potencialidades de cada área, sendo que todas apresentam a manutenção do papel funcional destas aves. É importante que estes pontos sejam considerados no manejo de cada zona para ações efetivas na conservação.por
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Conservação da Faunapor
dc.subject.cnpqCIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIApor
dc.ufscar.embargoOnlinepor
dc.publisher.addressCâmpus São Carlospor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record