Show simple item record

dc.creatorSouza, Dallas Kelson Francisco de
dc.date.accessioned2018-06-22T17:34:01Z
dc.date.available2018-06-22T17:34:01Z
dc.date.issued2018-03-07
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/10203
dc.description.abstractSince the begining of the 21st century, the exports of corn and cotton have increased, increasing the Brazilian participation in these international markets. In addition to the technological changes incorporated to the cultivation of these crops, this performance can also be attributed in part to the bigger competitiveness in the international market due to the devaluation of the exchange rate started in January of 1999. The objective of the present study is to evaluate the main determinants of the exported quantum of these crops, with emphasis on the influence of the exchange rate variations on export performance, taking in account its impact on the prices. The theoretical framework is based on the hypotheses about export supply, which assumes that agricultural exports depend largely on the domestic constraints of the exporting country. It was also adopted the theoretical concepts about the exchange rate pass-through. To reach the proposed objectives, we opted for the multivariate time series instruments. It was tested the time series stationarity conditions and performed the cointegration tests based on the methodology proposed by Johansen (1988, 1995), which allows to specificate the Vector Error Correction Model (VECM), and to separate short and long-run components. Four Vector Error Correction Models (VECM) were specified, which are: corn export supply, cotton export supply, the exchange rate pass-through to corn export prices and the pass-through rate to the cotton export prices. Additionally, these models were estimated using the Vector Structural Model of Error Correction - SVEC, consistent with the theoretical framework adopted in this research. The results indicate thatthe main determinants of maize and cotton exports were, in the long run, the crop prices. It is important to highlight the importance of the real exchange rate to raise maize exports while textile production decreases cotton exports. The exchange-rate pass-through to the maize export price was incomplete which implies that exchange rate changes influences the exporter's competitiveness. By the other side, the exchange rate pass-through was null for cotton prices, which indicates effect so that it to only impacts the exporter's mark-up. The results indicate that maize and cotton exporters obtained income gains in domestic currency when there was a devaluation in the exchange rate in the analyzed period. In summary, the Brazilian cotton market showed significant integration to the international market, as it presents a high coefficient of international price transmission.por
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)por
dc.language.isoporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rights.uriAcesso abertopor
dc.subjectExportaçõespor
dc.subjectMilho e Algodãopor
dc.subjectExchange Rate Pass-Throughpor
dc.subjectOferta de Exportaçãopor
dc.subjectSVECpor
dc.titleO Impacto das variações cambiais nas exportações do milho e do algodãopor
dc.title.alternativeThe impact of exchange rate on the exports of corn and cottonpor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Castro, Eduardo Rodrigues de
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5702172673123334por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/8674146442961426por
dc.description.resumoA partir do século XXI, as exportações de milho e algodão tiveram suas quantidades aumentadas, elevando a participação brasileira na comercialização externa destas culturas. Além das mudanças tecnológicas nos cultivos dessas commodities pode-se atribuir esse desempenho em parte aos ganhos de competitividade no mercado internacional advindo da mudança nos termos de troca que surgiram a partir da desvalorização do real que se iniciou em janeiro de 1999. Dessa forma, o objetivo do presente trabalho consiste em avaliar os principais determinantes do quantum exportado dessas culturas dando maior ênfase na influência das variações cambiais em seu desempenho exportador, considerando os impactos nos preços e volumes exportados desses produtos agrícolas. O arcabouço teórico utilizado refere-se às hipóteses acerca da oferta de exportação, adotando-se um modelo econômico que tem como pressuposto que as exportações agrícolas dependem em grande parte das condicionantes domésticas do país exportador. Também se adotou conceitos teóricos relacionados ao exchange rate pass-through com foco nos efeitos nos preços de exportação. Para alcançar os objetivos propostos optou-se pelos instrumentais de séries temporais multivariados; foram testadas as condições de estacionariedade das séries e executados os testes de cointegração com base na metodologia proposta por Johansen (1988, 1995), o que permitiu a especificação do Modelo Vetorial de Correção de Erro – VECM, que separa componentes de curto e de longo-prazo. Especificou-se 4 modelos Vetoriais de Correção de Erro – VECM: oferta de exportação do milho, oferta de exportação do algodão, pass-through da taxa de câmbio para os preços de exportação do milho e pass-through da taxa de câmbio para os preços de exportação do algodão. Adicionalmente, estes modelos foram estimados por meio do Modelo Estrutural Vetorial de Correção de Erro – SVEC, consistente com o referencial teórico adotado. Os resultados indicam que, para ambas as commodities, os principais determinantes das exportações do milho e do algodão foram, no longo-prazo, os preços das culturas. Destaca-se ainda a importância da taxa de câmbio real elevando as exportações do milho e da produção têxtil retraindo as exportações do algodão. O pass-through da taxa de câmbio para o preço de exportação foi incompleto no período para estimativa do milho, implicando que as variações cambiais afetaram a competitividade do exportador dessa cultura. Outro resultado foi o pass-through nulo para os preços do algodão, indicando que as variações cambiais agiram impactando apenas o mark-up do exportador dessa commodity. Consequentemente, os resultados indicam que os exportadores do milho e do algodão obtiveram ganhos de receita em moeda doméstica quando houve, no período analisado, desvalorização cambial. Em síntese, ressalta-se que o mercado brasileiro de algodão, apresentou indícios de significativa integração ao mercado internacional ao apresentar elevado coeficiente de transmissão de preço internacional.por
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Economia - PPGEc-Sopor
dc.subject.cnpqCIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIApor
dc.subject.cnpqCIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIA INTERNACIONAL::RELACOES DO COMERCIO; POLITICA COMERCIAL; INTEGRACAO ECONOMICApor
dc.ufscar.embargoOnlinepor
dc.publisher.addressCâmpus Sorocabapor


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record