Show simple item record

dc.creatorFerreira, Fernanda Yeza
dc.date.accessioned2018-10-08T22:39:28Z
dc.date.available2018-10-08T22:39:28Z
dc.date.issued2018-09-25
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/10558
dc.description.abstractObjective: to explore the influence of care demands of children who need special attention to health and health care practices in the physical, emotional and social burden of caregivers. Method: observational, analytical, transversal design of a quantitative approach. 100 caregivers participated in the study, who answered the following research instruments: characterization tool; Burden Interview Scale for Informal Caregivers; Perception of Family-Centered Care- country version; Evaluation Instrument for Primary Health Care - Child Version. For statistical analysis, the Fisher's exact test, Spearman's correlation and univariate and multivariate linear regression analysis were used. Results: the majority of caregivers (57%) had moderate to severe overload. The mean score of physical, social and emotional overload was 47.99. Caregivers of children who require mixed care presented a 262.2 times greater chance of overload than caregivers of children who demand medication care. The domains of collaboration and support of the Family Centered Care Perception Scale - parents version, presented as factors associated with overload (p <0.05). In the multivariate linear regression model, the "longitudinality" variable maintained a significant relationship with the physical, social and emotional overload score of the caregivers of children who need special attention to health (p = 0.023). Conclusions: when recognizing the influence of care demands and health care practices on the caregivers' overload, the health professional can implement care strategies in order to reduce the burden and, consequently, increase the quality of care offered to these clientseng
dc.description.sponsorshipNão recebi financiamentopor
dc.language.isoporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rights.uriAcesso abertopor
dc.subjectEnfermagempor
dc.subjectCuidadorespor
dc.subjectFamíliapor
dc.subjectCriançapor
dc.subjectNursingeng
dc.subjectChildeng
dc.subjectCaregiverseng
dc.subjectFamilyeng
dc.titleSobrecarga dos cuidadores de crianças que necessitam de atenção especial à saúde: influência das demandas de cuidado e das práticas de atenção à saúdepor
dc.title.alternativeOverload of caregivers of children who need special attention to health: influence of care demands and health care practiceseng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Okido, Aline Cristiane Cavicchioli
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4358128584478380por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/4569284221808812por
dc.description.resumoObjetivo geral: explorar a influência das demandas de cuidado das crianças que necessitam de atenção especial à saúde e das práticas de atenção à saúde na sobrecarga física, emocional e social dos cuidadores. Método: delineamento observacional, analítico, transversal de abordagem quantitativa. Participaram do estudo 100 cuidadores os quais responderam aos seguintes instrumentos de pesquisa: instrumento de caracterização; Escala de Sobrecarga para Cuidadores Informais- Burden Interview; Percepção do Cuidado Centrado na Família- versão pais; Instrumento de Avaliação da Atenção Primária à Saúde - Versão Criança. Para análise estatística utilizou-se o teste Exato de Fisher, Correlação de Spearman e Análise de regressão linear univariada e multivariada. Resultados: a maioria dos cuidadores (57%) apresentou sobrecarga moderada a severa. O escore médio da sobrecarga física, social e emocional foi de 47.99. Os cuidadores de crianças que demandam cuidados mistos apresentaram 262.2 vezes maior chance para sobrecarga que os cuidadores de crianças que demandam cuidado medicamentoso. Os domínios colaboração e suporte da escala de Percepção do Cuidado Centrado na Família- versão pais, apresentaram-se como fatores associados à sobrecarga (p<0,05). No modelo de regressão linear multivariado a variável “longitudinalidade” manteve relação significativa com o escore médio de sobrecarga física, social e emocional dos cuidadores de crianças que necessitam de atenção especial à saúde (p= 0.023). Conclusões: ao reconhecer a influência das demandas de cuidado e das práticas de atenção à saúde na sobrecarga dos cuidadores, o profissional de saúde pode implementar estratégias de cuidado com vistas a amenizar a sobrecarga e consequentemente, a potencializar a qualidade do cuidado ofertado a essa clientela.por
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Enfermagempor
dc.subject.cnpqCIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEMpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM::ENFERMAGEM PEDIATRICApor
dc.ufscar.embargoOnlinepor
dc.publisher.addressCâmpus São Carlospor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record