Show simple item record

dc.creatorGória, Paula Salles
dc.date.accessioned2019-03-08T17:52:35Z
dc.date.available2019-03-08T17:52:35Z
dc.date.issued2018-07-10
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/11070
dc.description.abstractOrchid bees (Apidae, Euglossini) are important Neotropical pollinators. Two main features characterize these species: the tongue, which reaches at least half the body length, enabling the search for food resources in general, and the habit on the part of males of collecting aromatic compounds from various plant sources, which is a behavior that is unclearly associated with reproduction. Euglossa cordata is commonly found in cities and has primitive social behavior. Its nests are generally small and often reactivated in relationships between mothers and daughters, sisters or even unrelated females. Although Eg. cordata has been widely studied with regard to ecological and sociogenetic aspects, few studies have investigated how its occupation of the different environments occurs or its patterns of distribution over larger areas, especially with the use of more than one type of molecular marker. The 229 specimens analyzed were from 13 different Brazilian states distributed among the five major geographical regions (central, northeastern, northern, southeastern and southern Brazil). Genetic analysis were performed to verify the suggested sex-biased dispersal pattern, as well as determine population structuring and genetic diversity through the analysis of the mitochondrial 16S gene fragment and 15 microsatellite loci. The 20 characterized haplotypes showed considerable haplotype diversity and low nucleotide diversity. The results of the mitochondrial marker analysis also indicate certain genetic heterogeneity among populations, whereas the microsatellite loci indicate greater homogeneity among populations, which is explained by the relationship between dispersal and occupation of the environments by each of the sexes. The occurrence of gene flow, the presumed high number of individuals, the absence of diploid males and the great allelic diversity found suggest a health population. In addition, this work recovered a discussion about the difficulty of amplification of the mitochondrial genes COI and CytB for this species. The data also point to the existence of distinct population groups associated with the coastal and inland regions of the country, suggesting two dispersal routes, which underscores the need for further studies on the species, involving, for example, phylogeographic analysis.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)por
dc.language.isoporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rights.uriAcesso abertopor
dc.subjectDispersão sexo-assimétricapor
dc.subjectEstrutura populacionalpor
dc.subjectGene 16Spor
dc.subjectGenética de populaçõespor
dc.subjectHymenopterapor
dc.subjectMarcadores molecularespor
dc.subjectMicrossatélitespor
dc.subjectSex-biased dispersaleng
dc.subjectPopulation structureeng
dc.subjectPopulation geneticseng
dc.subjectMolecular markerseng
dc.titleVariação gênica e estrutura populacional de Euglossa cordata (Linnaeus, 1758) acessadas por meio de marcador mitocondrial e locos microssatélitespor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Del Lama, Marco Antonio
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7198095288825585por
dc.contributor.advisor-co1Ferreira, Kátia Maria
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4837147817191478por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7049630070832874por
dc.description.resumoAs “Abelhas das Orquídeas” (Apidae, Euglossini) são importantes polinizadoras neotropicais, denominação justificada, entre outras coisas, por duas características de suas espécies: a glossa, que ultrapassa ao menos metade do tamanho corpóreo, permitindo a busca de recursos alimentares de forma generalista, e o hábito de coleta de compostos aromáticos em variadas fontes vegetais realizado pelos machos e associado, de forma não totalmente esclarecida, à reprodução. Euglossa cordata é uma espécie muito comum em cidades, que apresenta comportamento primitivamente social e cujos ninhos, em geral pequenos, são frequentemente reativados em relações entre mães e filhas, irmãs ou, ainda, fêmeas não aparentadas. Embora muito estudada em seus aspectos ecológicos e sociogenéticos, poucos são os trabalhos que investigam a forma como se deu a ocupação dos ambientes tão diversos em que se encontra, bem como os padrões observados de distribuição ao longo de áreas mais extensas, especialmente com a utilização de mais de um tipo de marcador molecular. Os 229 espécimes analisados nesse trabalho foram oriundos de 13 estados brasileiros distribuídos em cinco regiões geográficas (Centro Oeste, Nordeste, Norte, Sudeste e Sul), e as análises genéticas foram realizadas a fim de verificar o sugerido padrão de dispersão sexo-assimétrico, examinar sua estrutura populacional e sua diversidade genética, a partir da utilização de fragmento do gene mitocondrial 16S e de 15 locos microssatélites. Os 20 haplótipos caracterizados mostraram considerável diversidade haplotípica e baixa diversidade nucleotídica. Além disso, os resultados obtidos com o marcador mitocondrial assinalam certa heterogeneidade genética entre as populações, ao passo que os locos microssatélites indicam maior homogeneidade entre as mesmas, padrão explicado pela relação entre dispersão e ocupação dos ambientes por cada um dos sexos. A ocorrência de fluxo gênico, o presumível elevado número de indivíduos, a ausência de machos diplóides e a grande diversidade alélica encontrados sugerem boa saúde populacional. O trabalho também recuperou uma discussão sobre a dificuldade de utilização dos genes mitocondriais COI e CytB para essa espécie. Os dados apontam, ainda, para a existência de grupos populacionais distintos associados às regiões litorâneas e do interior do país, sugerindo duas rotas de dispersão, o que ressalta a necessidade da continuação dos estudos com a espécie, abordando, por exemplo, análises filogeográficas.por
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Genética Evolutiva e Biologia Molecularpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICApor
dc.subject.cnpqCIENCIAS BIOLOGICASpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA::GENETICA ANIMALpor
dc.description.sponsorshipIdCAPES: Código de Financiamento 001por
dc.ufscar.embargoOnlinepor
dc.publisher.addressCâmpus São Carlospor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record