Show simple item record

dc.contributor.authorFrisanco, Fernanda Menegatti
dc.date.accessioned2020-03-12T14:02:29Z
dc.date.available2020-03-12T14:02:29Z
dc.date.issued2020-02-19
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/12322
dc.description.abstractIntroduction: Primary Health Care provides universal access to services and comprehensive health care, in addition to organizing health systems, with positive impacts on the health of populations, especially the most vulnerable ones. Prenatal care has received great prominence in Primary Health Care, in order to guarantee care quality and humanization, promoting maternal and child well-being and impacts on maternal and perinatal morbidity and mortality. In this sense, the quality of a health service can be measured by the access to consumer goods as well as by the qualification of health professionals involved with prenatal care. The purpose of this study is the elaboration and validation of a questionnaire for studies of the Knowledge, Attitude and Practice of health professionals, specifically aimed at identifying these aspects in the assistance they provided in prenatal care. Objective: To develop and validate a questionnaire, using the methodology based, assessing the knowledge, attitudes and practices of Primary Health Care doctors and nurses about low-risk prenatal care. Methods: It is research with methodology based on Knowledge, Attitudes and Practices. It was developed with health professionals from the health units of Primary Health Care in a city in the interior of São Paulo. The steps of this study were: elaboration of the questionnaire based on recommendations from the area federations and technical manuals from the Ministry of Health, Brazilian Federation of Gynecology and Obstetrics Associations and in the quick consultation manual for UNICAMP health professionals, reviewed by two experts in the medical field. Subsequently, the questionnaire was validated by 24 health professionals, doctors and nurses who work in prenatal care, selected by simple randomization. The data collected with the professionals were tabulated in Microsoft Excel 2010 spreadsheets, with a quantitative analysis inferring how much the questions were properly understood by the respondents, the variability with which they were interpreted by them and how much the questionnaire was able to identify the points of interest to the research, as well as validating the intelligibility, the precision of the interpretability and the accuracy of the questions. Results: The results were presented through the responses obtained by the participants and are described in a table. In the topic Knowledge, eight conditions were demonstrated in relation to the care of pregnant women during prenatal care in Primary Health Care in which the participants marked right or wrong, the answers corresponded to more than 60% of correct answers, according to what the literature judges it correct; Also in this topic, some clinical cases were made available with the following contents: routine laboratory tests of prenatal care, risk factors for some health conditions, diagnosis and treatment of some common conditions during pregnancy, control of subsequent consultations, vaccination and shared care . In the topic of attitudes, it brought the opinion of the participants in relation to questions about the role of professionals in relation to the care of pregnant women during prenatal care. Most participants (82%) demonstrated positive attitudes towards this type of care. However, the positivity index for questions 19 and 24 was below 42%. In the topic of practices, the answers about the practices of the participants in relation to the care of pregnant women during prenatal care, highlighted that 100% of the participants presented positive practices about prenatal care. As for the critical assessment of the professionals in relation to the questionnaire, some suggestions for topics to be added to the instrument are highlighted, such as family planning, blood type and sexually transmitted infection during pregnancy. After the presentation of these results, the discussion took place, which was divided into two items: one that presents the characterization of the participants and the second with the responses and evaluation of the participants on the questionnaire, which resulted in the validation of the instrument. Considerations: It was concluded that the construction of the questionnaire and the analysis of the knowledge resulting from it allowed to validate the degree to which the questions were properly understood or misunderstood, the degree to which individuals within a group interpret the questions differently, the effectiveness of the questions in requesting adequate information and any areas of information that were invalided by the public of the proposed questionnaire. Its validation, following the steps proposed by the knowledge, attitudes and practices, allowed the conclusion of a version that is ready for future assessments of the knowledge, attitude and practice of professionals in the care of pregnant women, as well as showing clues as to the need for qualification of the professionals who provide assistance to low risk prenatal care in the Primary Health Care of this municipality.eng
dc.description.sponsorshipNão recebi financiamentopor
dc.language.isoporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectConhecimentopor
dc.subjectAtitudepor
dc.subjectPráticapor
dc.subjectAtenção primária à saúdepor
dc.subjectCuidado pré-natalpor
dc.subjectKnowledgeeng
dc.subjectAttitudeeng
dc.subjectPracticeeng
dc.subjectPrimary health careeng
dc.subjectPrenatal careeng
dc.titleElaboração e validação de um questionário para avaliar conhecimentos, atitudes e práticas de médicos e enfermeiros da atenção primária à saúde sobre assistência ao pré-natal de baixo riscopor
dc.title.alternativeElaboration and validation of a questionnaire to assess knowledge, attitudes and practices of doctors and nurses of primary health care about low risk prenatal careeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Fabbro, Márcia Regina Cangiani
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6978014098495031por
dc.description.resumoIntrodução: A Atenção Primária à Saúde possibilita o acesso universal aos serviços e à atenção integral à saúde, além de organizar os sistemas de saúde, com impactos positivos na saúde de populações, em especial, as mais vulneráveis. A assistência ao pré-natal tem recebido grande destaque na Atenção Primária à Saúde, com o intuito de garantir qualidade e humanização na assistência, promovendo o bem-estar materno-infantil e impactos sobre a morbimortalidade materna e perinatal. Neste sentido, a qualidade de um serviço de saúde pode ser medida pelo acesso aos bens de consumo como também pela qualificação dos profissionais de saúde envolvidos com a atenção pré-natal. A proposta deste estudo é a elaboração e validação de um questionário para estudos que avaliam Conhecimento, Atitude e Prática de profissionais de saúde, especificamente destinado a identificar estes aspectos na assistência prestada por eles no pré-natal. Objetivo Geral: Elaborar e validar um questionário, baseado na metodologia que avalia conhecimentos, atitudes e práticas de médicos e enfermeiros da Atenção Primária à Saúde sobre a assistência pré-natal de baixo risco. Método: Trata-se de pesquisa com metodologia baseado no Conhecimento, Atitude e Prática. Foi desenvolvida com profissionais de saúde das unidades de saúde da Atenção Primária à Saúde em um município do interior paulista. As etapas deste estudo foram: elaboração do questionário tomando como base recomendações das federações de área e manuais técnicos do Ministério da Saúde, Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia e Pré-natal e puerpério: manual técnico - Manual de consulta rápida para os profissionais de saúde da UNICAMP, revisados por dois experts da área médica. Posteriormente, o questionário foi validado por 24 profissionais de saúde, médicos e enfermeiros que atuam na assistência ao pré-natal, selecionados por aleatorização simples. Os dados coletados com os profissionais foram tabulados em planilhas do programa Microsoft Excel 2010, com uma análise quantitativa inferindo o quanto as questões foram adequadamente compreendidas pelos respondentes, a variabilidade com que foram interpretadas pelos mesmos e o quanto o questionário foi capaz de identificar os pontos de interesse da pesquisa, bem como validará a inteligibilidade, a precisão da interpretabilidade e a acurácia das questões. Resultados: Os resultados apresentados foram decorrentes das respostas obtidas pelos participantes e estão descritas em forma de tabelas. No tópico Conhecimento foi demonstrado oito condições em relação ao cuidado das gestantes durante o pré-natal na Atenção Primária à Saúde, nas quais os participantes assinalavam verdadeiro ou falso. Neste tópico as respostas corresponderam a mais de 60% de acertos, de acordo com o que a literatura julga correto; ainda neste tópico foram disponibilizados alguns casos clínicos com os seguintes conteúdos: exames laboratoriais de rotina do pré-natal, fatores de risco para algumas condições de saúde, diagnóstico e tratamento de algumas condições comuns na gestação, controle das consultas subsequentes, vacinação e cuidado compartilhado. O tópico Atitudes trouxe a opinião dos participantes em relação às questões sobre o papel dos profissionais em relação ao cuidado das gestantes durante o pré-natal. A maioria dos participantes (82%) demonstraram atitudes positivas frente a este tipo de cuidado. No entanto, o índice de positividade das questões 19 e 24 foi abaixo de 42%. Já no tópico Práticas, as respostas dos participantes em relação ao cuidado das gestantes durante o pré-natal destacou que 100% dos participantes apresentaram práticas positivas sobre o cuidado pré-natal. Quanto à avaliação crítica dos profissionais em relação ao questionário, destacam-se algumas sugestões de temas como planejamento familiar, tipagem sanguínea e infecção sexualmente transmissíveis na gestação, que foram acrescentados no instrumento final. A discussão foi dividida em dois itens: um primeiro que apresentou a caracterização dos participantes e o segundo com as respostas e avaliação dos participantes sobre questionário, o que resultou na validação do instrumento. Considerações: Concluiu-se que a construção do questionário e a análise do conhecimento decorrente dele permitiram validar o grau em que as perguntas foram adequadamente compreendidas ou mal compreendidas, o grau em que os indivíduos dentro de um grupo interpretam as perguntas de maneira diferente, a eficácia das perguntas em solicitar informação adequada e quaisquer áreas de informação que foram invalidadas pelo público do questionário proposto. Sua validação, seguindo as etapas permitiu concluir uma versão que está pronta para avaliações futuras do conhecimento, atitude e prática dos profissionais no atendimento à gestante, bem como mostra pistas da necessidade de qualificação dos profissionais que realizam à assistência ao pré-natal de baixo risco na Atenção Primária à Saúde deste município.por
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Enfermagem - PPGEnfpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM::ENFERMAGEM DE SAUDE PUBLICApor
dc.subject.cnpqCIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM::ENFERMAGEM OBSTETRICApor
dc.publisher.addressCâmpus São Carlospor
dc.contributor.authorlatteshttp://lattes.cnpq.br/9540155513179432por


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil