Mostrar registro simples

dc.creatorToppa, Rogério Hartung
dc.date.accessioned2016-06-02T19:30:06Z
dc.date.available2005-05-16
dc.date.available2016-06-02T19:30:06Z
dc.date.issued2004-06-09
dc.identifier.citationTOPPA, Rogério Hartung. Estrutura e diversidade florística das diferentes fisionomias de Cerrado e suas correlações com o solo na Estação Ecológica de Jataí, Luiz Antônio, SP.. 2004. 149 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2004.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/1834
dc.description.abstractJataí Ecologycal Station, located at Luiz Antonio city, has a great habitat diversity spread from strict aquatic environments, like rivers, creeks and lakes, to wetlands and flood plains, till vegetation kinds free from flooding. The following steps were adopted to this work: 1) mapping and characterizing different phytophysiognomies found at Jataí Ecologycal Station, and determining each physiognomy area; 2) carrying out a floristic survey; 3) carrying out the phytossociological survey of Cerrado existing physiognomies at the area; 4) characterizing granullometrically and chemically the soil under each plot; 5) comprehending existing correlations among Cerrado soil and phytophisiognomies recorded. The following working hypothesis were tested: 1) There are different phytophysiognomical kinds of vegetations at Jataí Ecologycal Station, occupying distinct areas. Null hypothesis Jataí Ecologycal Station is physiognomically homogeneous. 2) Floristic composition and structure of different physiognomies at Jataí Ecologycal Station are correlated with granullometrical and chemical features of the soil. Null hypothesis There is no correlation between soil characteristics and phytophysiognomies. To evaluate these hypothesis, phytophysiognomies mapping, vegetation analysis, soil analysis and soil versus vegetation correlation analysis were carried out. Based on photointerpretatives analysis and on field survey, eight phytophysiognomies classes were determined ( cerradão , regenerating cerrado, semi-deciduous forest, flood plain vegetation, campo sujo , cerrado stricto sensu , Pinus and Eucalyptus reflorestation). Most of the Jataí Ecologycal Station (60,72% or 5471,8 ha) has cerradão as principal vegetation. To the phytosociologycal survey, 2631 individuals were sampled at cerradão , being 1229 in the lower layer (0,25ha; 4.916 ind./ha) and 1412 in the upper layer (1ha). A total of 118 species were identified in the cerradão two layers. In the cerrado stricto sensu , 642 individuals were recorded, being 190 in the lower layer (0,25ha; 760 ind./ha) and 452 in the upper layer (1ha). A number of 50 species were identified in the two cerrado stricto sensu phytofisiognomies layers. The diversity index (H ), considering the two studied vegetation types, was 3,44 (70,45% equitability). Indexes were 3,20 in the cerradão (67,08% equitability) and 2,99 in the cerrado stricto sensu (76,43% equitability). In the upper layer of the cerradão , the basal area was 18,37m2/ha, and cerrado stricto sensu was 4,20m2/ha. Statistical analysis showed that cerradão and stricto sensu cerrado phytophysiognomies are distinct according to chemical and granulometrical soil properties. Granulometrical features seemed to be important environmental variables to distinguish the two studied phytophysiognomies. Based on the obtained results, it is believed that soil has an indirect correlation on species density and on vegetal physiognomies occurency at studied area.eng
dc.description.sponsorshipUniversidade Federal de Minas Gerais
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEcologia vegetalpor
dc.subjectEstação ecológica de Jataí (SP)por
dc.subjectCerradospor
dc.subjectSistema de informação geográficapor
dc.subjectPlantas e solopor
dc.titleEstrutura e diversidade florística das diferentes fisionomias de Cerrado e suas correlações com o solo na Estação Ecológica de Jataí, Luiz Antônio, SP.por
dc.typeTesepor
dc.contributor.advisor1Pires, José Salatiel Rodrigues
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4767627D8por
dc.description.resumoA Estação Ecológica de Jataí, localizada no município de Luiz Antônio-SP, possui uma grande diversidade de habitats distribuídos desde os ambientes verdadeiramente aquáticos como rios, córregos e lagoas, passando por banhados e formações periodicamente alagáveis, até as formas de vegetação totalmente livres de inundações. Para realização desta pesquisa foram adotadas as seguintes etapas de trabalho: 1) mapear e caracterizar os diferentes tipos fitofisionômicos existentes na Estação Ecológica de Jataí e determinar a área de cada fisionomia; 2) realizar o levantamento florístico; 3) realizar o levantamento fitossociológico das fisionomias de Cerrado existentes na área; 4) caracterizar granulometricamente e quimicamente o solo sob cada parcela amostrada nas fisionomias de Cerrado; 5) compreender as correlações existentes entre solo e fitofisionomias de Cerrado amostradas. Foram testadas as seguintes hipóteses de trabalho: 1) Há diferentes tipos fitofisionômicos na vegetação da Estação Ecológica de Jataí, ocupando áreas distintas. Hipótese Nula A Estação Ecológica de Jataí é fisionomicamente homogênea. 2) A composição florística e a estrutura das diferentes fisionomias amostradas na Estação Ecológica de Jataí estão correlacionadas com os fatores químicos e granulométricos do solo. Hipótese Nula Não há correlações entre características do solo e as fitofisionomias. Para isso foram realizados: mapeamento das fitofisionomias, análise da vegetação, análise do solo e análise das correlações solo versus vegetação. Com base nas análises fotointerpretativas e no levantamento de campo foram determinadas oito classes fitofisionômicas (cerradão, cerrado em regeneração, floresta mesófila semidecídua, vegetação de várzea, campo sujo, cerrado stricto sensu, plantio de Pinus e reflorestamento com eucalipto). A maior parte da Estação Ecológica de Jataí (60,72% ou 5471,8 ha) possui o cerradão como cobertura vegetal. Para o levantamento fitossociológico, foram amostrados no cerradão 2631 indivíduos, sendo que para o estrato inferior foram amostradas 1229 plantas em 0,25 hectare (4.916 ind./ha) e para o estrato superior foram amostradas 1412 plantas em um hectare. Para os dois estratos amostrados do cerradão, foram identificadas 118 espécies. No cerrado stricto sensu foram amostrados 642 indivíduos, sendo que para o estrato inferior foram amostradas 190 plantas em 0,25 hectare (760 ind./ha) e para o estrato superior foram amostradas 452 plantas em um hectare. Para os dois estratos da fitofisionomia cerrado stricto sensu, foram identificadas 50 espécies. O índice de diversidade (H ) observado, considerando os dois ambientes estudados, foi de 3,44 (equitabilidade de 70,45%). Para o cerradão o índice foi de 3,20 (equitabilidade de 67,08%) e para o cerrado stricto sensu foi de 2,99 (equitabilidade de 76,43%). Para o estrato superior do cerradão da Estação Ecológica de Jataí, a área basal foi de 18,37m2/há e do cerrado stricto sensu foi de 4,20m2/ha. As análises estatísticas revelaram que as fitofisionomias cerradão e cerrado stricto sensu são distintas em relação aos dados químicos e granulométricos do solo. As características granulométricas apresentaram-se como variáveis ambientais importantes para distinguir as duas fitofisionomias estudadas. Com base nos resultados obtidos acredita-se que o solo possui uma correlação indireta na densidade das espécies e no estabelecimento das fisionomias vegetais no local estudado.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Ecologia e Recursos Naturaispor
dc.subject.cnpqCIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA::ECOLOGIA DE ECOSSISTEMASpor


Arquivos deste item

Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples