Mostrar registro simples

dc.creatorCosta, Suely de Souza Melo da
dc.date.accessioned2016-06-02T19:30:19Z
dc.date.available2004-08-13
dc.date.available2016-06-02T19:30:19Z
dc.date.issued2000-02-25
dc.identifier.citationCOSTA, Suely de Souza Melo da. Caracterização ambiental da reserva extrativista Chico Mendes (Acre-Brasil): subsídios ao plano de manejo.. 2000. 168 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2000.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/1884
dc.description.abstractThe main objective of this work was the environmental characterization of 'Reserva Extrativista Chico Mendes , a Protected Area located in the state of Acre, Brazil. This analysis had a view to achieving a general diagnosis of the reserve environmental situation in the face of patterns of land and resource utilization and to providing an ecological basis for the planning of the sustainable exploitation of its natural resources. The methodology employed in this work involved the elaboration of a georeferenced digital data bank with thematic maps and morphometric information on hydrography, elevation, slope, soils, roads and human activities within the reserve area and in its surroundings (10 km buffer zone). Landscape structural elements were analyzed in 3 hydrographic basins identified in the hydrography map. These basins were further divided into 4 management units on which our study was focused. Our results show that RECM presents only 1% of its area modified by anthropic activities, heterogeneously distributed throughout the reserve and mainly associated to the location of colocações. The reserve surroundings have 16, 73% of its area modified by anthropic activities mainly located south and southeastern to the reserve. Predominant land uses in these areas constitute extensive cattle-raising and agriculture. We conclude from this analysis that the RECM has been playing its role as a Protected Area of sustainable use, particularly due to its great extension and low human demographic density. However its surroundings are fairly overtaken by various anthropic activities what suggests an urgent need for observing legal aspects of land utilization in the 10 km buffer zone around the reserve as well as constantly monitoring human activities within this zone and in its surroundings.eng
dc.description.sponsorshipFinanciadora de Estudos e Projetos
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEcologiapor
dc.subjectPolítica ambientalpor
dc.subjectDiagnóstico ambientalpor
dc.subjectUnidades de Gerenciamentopor
dc.subjectSistema de informação geográficapor
dc.subjectAção antrópicapor
dc.subjectGestão ambientalpor
dc.titleCaracterização ambiental da reserva extrativista Chico Mendes (Acre-Brasil): subsídios ao plano de manejo.por
dc.typeTesepor
dc.contributor.advisor1Santos, José Eduardo dos
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8533387365058570por
dc.creator.Latteshttp://genos.cnpq.br:12010/dwlattes/owa/prc_imp_cv_int?f_cod=K4708621T9por
dc.description.resumoEste trabalho teve como objetivo a caracterização ambiental da Reserva Extrativista Chico Mendes (RECM) no Estado do Acre-Brasil. O conhecimentos dos condicionantes permanentes da paisagem são essenciais para a proposição de medidas que possam oferecer uma orientação ecológica ao planejamento da área. Neste contexto, a elaboração de um banco de dados georefecenciados possibilitou a compreensão dos sistemas ambientais da Reserva, auxiliando a caracterização e o diagnóstico ambiental da mesma, na perspectiva da utilização racional de seus recursos naturais. A metodologia de análise ambiental envolveu o uso do Sistema de Informação Geográfica (SIG) através dos softwares IDRISI e MAPINFO, empregados para a elaboração de alguns mapas temáticos, em termos de hidrografia, hipsometria, modelo digital de elevação do terreno, clinografia, malha viária, divisão da reserva por município, ação antrópica na Reserva e entorno (zona de amortecimento, 10 Km). Os elementos estruturais da paisagem foram analisados dentro de três bacias hidrográficas, identificadas a partir da análise do mapa de hidrografia. Estas bacias, de acordo com suas características individuais, foram divididas em 4 unidades de gerenciamento, que foram utilizadas como unidade de estudo. A análise ambiental das UGs permitiu interpretar as condições ambientais da área de estudo e em seu entorno relacionadas aos aspectos sociais e interferências antrópicas. Os resultados do presente estudo, permitiu observar que a RECM possui apenas 1% de área de ação antrópica, distribuídos de forma heterogênea, geralmente associados a presença de colocações, enquanto que seu entorno possui 16,73% de ação antrópica concentrados principalmente na região Sul e Sudeste, com dois usos principais para o solo, pecuária e agricultura itinerante. Deste modo concluímos que a RECM vem cumprindo seu papel de Unidade de Conservação de Uso Sustentável, especialmente por sua grande extensão e densidade demográfica, entretanto, seu entorno apresenta-se bastante comprometido com os mais diversos tipos de atividade antrópica, sugerindo a necessidade urgente de se observar os preceitos legais para utilização da zona de amortecimento, bem como o monitoramento constante em relação à evolução da atividade antrópica em seu interior e entorno.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Ecologia e Recursos Naturaispor
dc.subject.cnpqCIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIApor


Arquivos deste item

Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples