Mostrar registro simples

dc.creatorPasserini, Mariana Duó
dc.date.accessioned2016-06-02T19:31:49Z
dc.date.available2010-05-05
dc.date.available2016-06-02T19:31:49Z
dc.date.issued2010-03-08
dc.identifier.citationPASSERINI, Mariana Duó. Influência das frentes frias nos mecanismos de funcionamento da represa da UHE Carlos Botelho (Lobo/Broa) Itirapina SP, dos pontos de vista químico, físico e biológico. 2010. 111 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2010.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/1980
dc.description.abstractIn Brazil there is a numerical predominance of river systems, which favors the construction of reservoirs. These reservoirs have great ecological, economic and social significance, so, the management, conservation and recovery of these systems are of fundamental importance with repercussions on the economy, social work and the uses of aquatic systems. Climatological phenomena, such as the passage of cold fronts, are important factors that influence the water quality of reservoirs. Given this, this work aimed to study the influence of cold fronts in the mechanisms of function of the hydroelectric reservoir of Carlos Botelho (Lobo/Broa), the change in the phytoplankton community, in the destratification of the water column and the change in chemical and physical composition of the reservoir, thus contributing to the understanding of the phenomenon of global circulation of aquatic systems, especially in shallow reservoirs. Two samples were collected for this work, one in the dry season and another in the wet season. The environmental variables were collected in the water column, resulting in the vertical profile of the reservoir. The results show that before the passage of the cold front, during periods of low wind speed, we could see the stratification formed in the water column. During the passage of the cold front, the stress of wind increase and the solar radiation decrease and temperature decreases, promoting vertical mixing of water, resulting in the destratified water column and thus providing homogeneity of physical and chemical variables and the resuspension of nutrients and diatoms that were dormant in the sediment and their rapid multiplication in the water column.eng
dc.description.sponsorshipUniversidade Federal de Sao Carlos
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectLimnologiapor
dc.subjectFrentes friaspor
dc.subjectFitoplânctonpor
dc.subjectReservatórios de águapor
dc.subjectNutrientespor
dc.subjectReservatóriospor
dc.subjectReservoirseng
dc.subjectPhytoplanktoneng
dc.subjectCold frontseng
dc.subjectNutrientseng
dc.titleInfluência das frentes frias nos mecanismos de funcionamento da represa da UHE Carlos Botelho (Lobo/Broa) Itirapina SP, dos pontos de vista químico, físico e biológicopor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Tundisi, José Galizia
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5730659239785432por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1982495528270707por
dc.description.resumoNo Brasil ocorre a predominância numérica de sistemas fluviais, o que favorece a construção de represas. Estas represas possuem grande significado ecológico, econômico e social, portanto, o gerenciamento, a conservação e a recuperação desses sistemas são de importância fundamental com reflexos na economia, na área social e nos usos dos sistemas aquáticos. Fenômenos climatológicos, como a passagem de frentes frias, são fatores importantes que influenciam na qualidade da água dos reservatórios. Diante disto, neste trabalho objetivou-se estudar a influência das frentes frias nos mecanismos de funcionamento da represa da UHE Carlos Botelho (Lobo/Broa), na alteração da comunidade fitoplanctônica, na desestratificação da coluna de água e na alteração da composição química e física do reservatório, contribuindo assim, para a compreensão dos fenômenos de circulação global dos sistemas aquáticos, principalmente de represas rasas. Duas coletas foram realizadas para este trabalho, uma na estação seca e outra na chuvosa. A escolha do período da coleta baseou-se em dados climatológicos, hidrológicos e análises das repartições climáticas. As variáveis ambientais foram coletadas na coluna da água, obtendo-se o perfil vertical da represa. Os resultados demonstram que antes da passagem da frente fria, durante períodos de baixa velocidade de vento, pôde-se perceber a estratificação formada na coluna de água. Já durante a passagem da frente fria, o estresse do vento aumenta e a radiação solar e a temperatura ambiente diminuem, promovendo uma mistura vertical da água, resultando na desestratificação da coluna da água e, consequentemente, na homogeneização das variáveis físicas e químicas e a ressuspensão dos nutrientes e das diatomáceas que estavam dormentes no sedimento e sua rápida multiplicação na coluna de água.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Ecologia e Recursos Naturaispor
dc.subject.cnpqCIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIApor


Arquivos deste item

Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples