Show simple item record

dc.creatorPonte, Lidiane Cola Roceti Dal
dc.date.accessioned2016-06-02T19:48:16Z
dc.date.available2011-01-27
dc.date.available2016-06-02T19:48:16Z
dc.date.issued2010-12-10
dc.identifier.citationPONTE, Lidiane Cola Roceti Dal. Social representation of teamwork in the home care program and its impact on integrated care. 2010. 195 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2010.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/3221
dc.description.abstractGiven the speed of the changes occurring in the political, economic, social, cultural and technological organizations in healthcare are seeking new standards for work processes and forms of administrations to respond effectively and fully the needs of workers and users. The home becomes a space that seeks to build a new logic of attention centered on the humane care. Thus, this research aimed to analyze the social representations about the teamwork of healthcare professionals from a home care program for caregivers and accompanied by the same program. This is an exploratory study that consisted of a first stage of the bibliography of publications in the Medline and Scielo base, and the second phase of participant observation and interviews with professionals who comprise the team of the Interdisciplinary Program of home care and carers together the program in the city of Marilia. It was used for data systematization ALCESTE 4.5 software and the analysis of categories occurred in the Theory of Social Representations. Teamwork for both team members, and for carers is in a range of professional groups working in the same apace, but each in their specific area.Thus, it is clear that the process of fragmented work performed by professionals, and conducts individual behaviors are the result of such representation on teamwork, ie the type grouping. These attitudes and actions come to produce care practices focus on medicalhegemonic models that are part of daily life of caregivers, helping them build their representations on teamwork also of type grouping.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectTrabalho em equipepor
dc.subjectPrograma de orientação domiciliarpor
dc.subjectEnfermagem - pesquisapor
dc.subjectEquipe de assistência ao pacientepor
dc.subjectServiços de assistência domiciliarpor
dc.subjectPatient care teameng
dc.subjectHome care serviceseng
dc.subjectNursing researcheng
dc.titleRepresentação social do trabalho em equipe no programa de internação domiciliar e suas repercussões no cuidado integralpor
dc.title.alternativeSocial representation of teamwork in the home care program and its impact on integrated careeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Ogata, Márcia Niituma
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3274294833403570por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/6970409715708461por
dc.description.resumoDiante da velocidade das transformações ocorridas nos campos político, econômico, social, cultural e tecnológico, as organizações na área da saúde estão buscando novos referenciais de processos de trabalhos e formas de gestões que respondam de maneira eficaz e integral às necessidades dos trabalhadores e usuários. O domicílio passa a ser um espaço que busca construir uma nova lógica de atenção centrada na humanização do cuidado. Desta forma, a presente pesquisa teve como objetivo analisar as representações sociais sobre o trabalho em equipe dos profissionais de saúde de um programa de internação domiciliar e dos cuidadores acompanhado pelo mesmo. Trata-se de um estudo exploratório que consistiu de uma primeira etapa do levantamento bibliográfico das publicações na base Scielo e Medline, e na segunda etapa da observação participante e entrevistas com os profissionais que compõem a equipe do Programa Interdisciplinar de Internação Domiciliar e com os cuidadores, na cidade de Marília. Utilizou-se para sistematização dos dados o software ALCESTE 4.5 e a análise das categorias ocorreu sob a luz da Teoria das Representações Sociais. O trabalho em equipe tanto para os integrantes da equipe, quanto para os cuidadores constitui-se em um conjunto de categorias profissionais atuando em um mesmo espaço, porém, cada um em sua área específica. Dessa forma, percebe-se que o processo de trabalho fragmentado realizado pelos profissionais, condutas e comportamentos individuais são resultados dessa representação sobre o trabalho em equipe, ou seja, do tipo agrupamento. Essas atitudes e ações acabam produzindo práticas de cuidados centradas nos modelos médico-hegemônico que fazem parte do cotidiano dos cuidadores, ajudando-os a construírem suas representações sobre o trabalho em equipe, também do tipo agrupamento.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Enfermagempor
dc.subject.cnpqCIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEMpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record