Show simple item record

dc.creatorLeite, Alessandra de Cássia
dc.date.accessioned2016-06-02T19:48:20Z
dc.date.available2012-05-14
dc.date.available2016-06-02T19:48:20Z
dc.date.issued2012-02-29
dc.identifier.citationLEITE, Alessandra de Cássia. Mulheres em situação de violência doméstica : o ponto de vista dos profissionais de Unidades Básicas de Saúde. 2012. 161 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2012.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/3245
dc.description.abstractThe objective of this study was to understand the psychological and cultural meanings of health professionals of Primary Health Care (PHC) on the issue of women in situations of domestic violence served by them including their uncertainties and difficulties. We tried to interpret the views of these professionals, or their ideas, perceptions and concepts with which they work. The research consisted of Basic Health Units (BHU) of a municipality in the state of Sao Paulo. This is a qualitative study with semi-structured interviews, which contents were analyzed for their utterances expressed during these interviews. We tried to close the final number of participants for sampling by empirical and theoretical saturation. In other words, utterances (corresponding to the empirical data "raw") were analyzed, interview by interview, and were organized into categories formulated in accordance with the theoretical view of the researchers, the interruption of data collection occurred when the empirical data did not support anymore the formulation of new analytical categories and also no longer contributed to the deepening of the categories set out above, in the judgment of the researchers. The results are the 14 subjects that after transcribed, correspond to a corpus of 42,336 words. Respondents comprise a relatively heterogeneous group, with regard to trained professionals (nurses, nursing assistant, nurse, doctors, dentists and pharmacists). For each of the pre-made categories, which were translated into the proposed topics to the participants, were formulated analytical categories: themes or types of statements related to the problems surrounding the issue of women in violent situations (understanding of the phenomenon), emerged in these three Categories: About the violence, risk factors, gender issues. In pre-category themes or types of statements related to the first reception and care for women victims of violence were raised three categories: APS and violence against women, Dynamics of the reception and first aid, Notification. In the themes or types of statements related to other procedures to be undertaken in the APS and women in situations of violence fell into two categories: secondary and tertiary preventive measures and Prevention. Finally, the pre-category: themes or types of statements about the possible difficulties in personal and institutional care provided in APS appeared four: Social and psychosocial, educational difficulties, intrasectoral difficulties, and intersectoral difficulties. The work of discussion of these results was performed by means of a gender perspective. It can be concluded from the difficulty of PHC professionals in meeting the women in violent situations, and these difficulties begin to address the woman who is in this situation to the development / implementation of the plan of care. There is a need for intersectoral work of the network to approach these women and full inclusion in school curricula of the problem for society to constantly look for gender equality and so you can prepare your professionals to meet these women. The limits of the research were identified.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEnfermagempor
dc.subjectPessoal da saúde públicapor
dc.subjectAssistência à saúdepor
dc.subjectCentros de saúdepor
dc.subjectAtenção primária à saúdepor
dc.subjectViolência conjugalpor
dc.subjectViolência domésticapor
dc.subjectIdentidade de gêneropor
dc.subjectDomestic Violenceeng
dc.subjectPersonal Healtheng
dc.subjectPrimary Health Careeng
dc.subjectGender Identityeng
dc.subjectViolenceeng
dc.subjectComprehensive health careeng
dc.subjectHealth centereng
dc.titleMulheres em situação de violência doméstica : o ponto de vista dos profissionais de Unidades Básicas de Saúdepor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Fontanella, Bruno José Barcellos
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0111581000671476por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/2991421471849399por
dc.description.resumoO objetivo deste trabalho foi compreender significações psicológicas e culturais de profissionais de saúde da Atenção Primária à Saúde (APS) sobre a questão das mulheres em situação de violência doméstica por eles atendidas, incluindo suas eventuais dúvidas e dificuldades. Procuramos interpretar os pontos de vista desses profissionais, ou seja, suas ideias, percepções e conceitos com que trabalham. O campo de pesquisa foi constituído por Unidades Básicas de Saúde (UBS) de um município do interior do Estado de São Paulo. Trata-se de um estudo qualitativo com entrevistas semidirigidas, cujos conteúdos foram analisados quanto às enunciações expressas durante esses depoimentos. Procurou-se fechar o número final de participantes pela técnica de amostragem por saturação empírica e teórica. Noutros termos, as enunciações (correspondentes aos dados empíricos brutos ) foram analisadas, entrevista por entrevista, e foram organizadas em categorias formuladas de acordo com a visão teórica dos pesquisadores; a interrupção da coleta de dados deu-se quando os dados empíricos não mais subsidiaram a formulação de novas categorias analíticas e também não mais contribuíram para o aprofundamento das categorias anteriormente formuladas, segundo o julgamento dos pesquisadores. Os resultados dizem respeito a entrevistas com 14 sujeitos que, depois de transcritas, corresponderam a um corpus de 42.336 palavras. Os entrevistados compõem um grupo relativamente heterogêneo quanto às formações profissionais (enfermeiros, auxiliar de enfermagem, técnico de enfermagem, médicos, odontólogos e farmacêutico). Para cada uma das pré-categorias formuladas, que foram traduzidas em questões propostas aos participantes, foram formuladas categorias analíticas. A primeira correspondeu a temas ou tipos de enunciados relacionados à problemática que envolve a questão da mulher em situação de violência (compreensão do fenômeno); nestas surgiram três categorias: Sobre a violência, Fatores de riscos, Questões de gênero. A segunda correspondeu a enunciados relacionados à recepção e aos primeiros cuidados às mulheres em situação de violência foram levantadas três categorias: APS e a violência contra mulher, Dinâmica da recepção e primeiros cuidados e Notificação. Da terceira pré-categoria, relativa a temas ou tipos de enunciados relacionados aos outros procedimentos a serem empreendidos na APS quanto às mulheres em situação de violência, emergiram duas categorias: Medidas preventivas secundárias e terciárias e Prevenção. Por fim, na pré-categoria relativa aos temas ou tipos de enunciados sobre as eventuais dificuldades pessoais e institucionais nos atendimentos realizados na APS, foram elaboradas quatro: Questões sociais e psicossociais, Dificuldades educacionais, Dificuldades intrasetoriais, Dificuldades intersetoriais. O trabalho de discussão destes resultados foi realizado por meio da perspectiva teórica de gênero. Podese concluir a dificuldade dos profissionais da APS no atendimento das mulheres em situação de violência, sendo que essas dificuldades iniciam-se na abordagem inicial da mulher que se encontra nessa situação até a elaboração/execução do plano de cuidado. Observa-se a necessidade do trabalho da rede intersetorial para a abordagem integral dessas mulheres e a inserção da problemática nos currículos escolares para que a sociedade caminhe em busca da igualdade de gênero e para que possa preparar seus profissionais para o atendimento dessas mulheres. Os limites da pesquisa foram apontados.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Enfermagempor
dc.subject.cnpqCIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEMpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record