Mostrar registro simples

dc.creatorRoseira, Camila Eugenia
dc.date.accessioned2016-06-02T19:48:23Z
dc.date.available2014-02-19
dc.date.available2016-06-02T19:48:23Z
dc.date.issued2013-12-13
dc.identifier.citationROSEIRA, Camila Eugenia. Diagnóstico de conformidade do processamento de produtos para saúde: análise de indicadores de qualidade na atenção primária a saúde. 2013. 83 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2013.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/3266
dc.description.abstractHealth-associated infections (HAI) in non-hospital care is a subject still little explored in literature. Among measures that assist in the prevention and control of HAI is the quality of medical instruments processing which aims to avoid the risks from their use. In order to enable the assessment of medical instruments processing in Primary Health Care (PHC), were adapted and validated quality indicators to assess the practice of medical instruments processing for PHC. Assuming this, it was aimed to diagnose the completeness of the medical instruments processing in PHC health services and assess the usability of the instrument available. This is a study with two arms: the) non-experimental, correlational descriptive and b) methodological study. The hypothesis of this study is that there is difference in the medical instruments processing between Basic Health Units (BHU) and Family Health Centres (FHC). Data collection occurred in the city of São Carlos, in ten health services, selected by convenience. Seven health indicators were applied to evaluate the structure, process and result of that practice. This project was approved by Ethics and Research Committee of UFSCar n° 112,528. The results showed that this activity is a secondary practice in health units observed, because the professionals responsible for this activity are scaled to perform other activities concurrently. There are no records in any health service about medical instruments processing and testing for attesting the effectiveness of the process is not part of routine work. The cleaning process indicator was that had lower overall compliance index (18.18% for BHU and 20.00% for FHC), which deserves attention, given the importance of this step for the subsequent steps. Another point that deserves attention is that literature does not bring standardized information regarding the disinfection of medical instruments, which prevented this component was observed, and therefore suggests an aspect to be studied, so that it can assist professionals responsible for this to carry out disinfection safely for use of medical instruments. Regarding the usability of the indicators, the structure are the most achievable, being followed by the process and result. It should be noted that indicators that require sample are influenced directly by these in terms of implementation time. It is understood the need for studies about this topic on PHC, so that they are established strategies aimed at improving these factors contributing to occupational safety and patient.eng
dc.description.sponsorshipFinanciadora de Estudos e Projetos
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEnfermagempor
dc.subjectAtenção primária à saúdepor
dc.subjectEsterilizaçãopor
dc.subjectIndicadores de serviçospor
dc.subjectPrevenção de doençaspor
dc.subjectPrimary health careeng
dc.subjectSterilizationeng
dc.subjectNursingeng
dc.subjectService indicatorseng
dc.subjectDisease preventioneng
dc.titleDiagnóstico de conformidade do processamento de produtos para saúde: análise de indicadores de qualidade na atenção primária a saúdepor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Figueiredo, Rosely Moralez de
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2597491235073085por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/6191593587072537por
dc.description.resumoAs Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAS) em ambiente extra-hospitalar é um tema ainda pouco explorado pela literatura. Dentre as medidas que auxiliam na prevenção e controle das IRAS está a qualidade do processamento de produtos para saúde que visa evitar os riscos advindos de sua utilização. A fim de possibilitar a avaliação da prática de processamento de produtos para saúde na APS, foram adaptados e validados indicadores de qualidade para avaliar a prática do processamento de produtos para saúde na Atenção Primária à Saúde (APS). Partindo disto, o presente trabalho objetivou diagnosticar a conformidade do processamento de produtos para saúde em unidades da APS e avaliar a praticabilidade do instrumento disponível. Trata-se de um estudo com dois braços: a) nãoexperimental, correlacional-descritivo e b) estudo metodológico. A hipótese do presente estudo é que haja diferença quanto ao processamento de produtos para saúde entre Unidade Básica de Saúde (UBS) e Unidade Saúde da Família (USF). A coleta de dados ocorreu na cidade de São Carlos, em dez unidades de saúde, selecionadas por conveniência. Foram aplicados sete indicadores de saúde para avaliar a estrutura, processo e resultado da referida prática. Trabalho aprovados pelo Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da UFSCar Parecer n° 112.528. Os resultados mostraram que esta atividade é uma prática secundária nas unidades de saúde observadas, pois, os profissionais encarregados pela mesma são escalados para realizarem outras atividades, concomitantemente. Não há registros em nenhuma unidade de saúde sobre o processamento de produtos, e a realização de testes para comprovação da efetividade do processo não faz parte da rotina de trabalho. Os indicadores de processo limpeza foram os que obtiveram menor índice de conformidade (18,18% em UBS e 20% em USF), o que merece atenção, visto a importância desta etapa para as etapas subsequentes. Outro ponto que merece destaque é que a literatura não traz informações padronizadas a respeito da desinfecção de produtos para saúde, o que impediu que este componente fosse observado, e, consequentemente, sugere que seja um aspecto estudado, de modo que possa auxiliar aos profissionais responsáveis pela prática a realizarem a desinfecção de forma segura para uso dos produtos para saúde. Quanto à praticabilidade dos indicadores, os de estrutura são os mais exequíveis, sendo seguidos pelos de resultado e processo. Ressalta-se que indicadores que demandam amostra são influenciados diretamente por estes no quesito tempo de aplicação. Verifica-se a necessidade de estudos para aprofundamento deste tema na APS, de modo que sejam estabelecidas estratégias que visem a melhoria destes fatores, contribuindo para a segurança ocupacional e do paciente.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Enfermagempor
dc.subject.cnpqCIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEMpor


Arquivos deste item

Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples