Show simple item record

dc.creatorBarbosa, Kleilson Carmo
dc.date.accessioned2016-06-02T20:09:19Z
dc.date.available2005-04-11
dc.date.available2016-06-02T20:09:19Z
dc.date.issued2005-03-28
dc.identifier.citationBARBOSA, Kleilson Carmo. Avaliação experimental do fenômeno de retração em alvenaria de blocos de concreto.. 2005. 252 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Exatas e da Terra) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2005.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/4689
dc.description.abstractThe shrinkage phenomenon is the cause of many verified pathological manifestations in buildings, especially in those with masonry produced with concrete blocks. The present work has as goal experimentally to evaluate the effect of shrinkage in masonry of concrete blocks. Studies had been carried through of shrinkage tests with blocks of different strength and processes of cure and also monitoring deformations of small walls constructed with each type of block. The walls had its deformations monitored for a period of one year, having been that the analyses had been formed taking in account the three first months of age. With the shrinkage tests are expected to get coefficients that allow the forecast of this effect in walls. From the necessary knowledge of the shrinkage of the wall it is possible to foresee the possibility of the appearance of cracks and to determine the necessity of the creation of control joints to prevent pathology and also to foresee losses of protension in prestressed masonry. As result of the work was possible to improve the procedure of test of shrinkage of concrete blocks according to Brazilian normalization. From the tests of walls it can be suggested values of shrinkage coefficient to be considered in project. Also it was possible to quantify some relative characteristics to the phenomenon, as the highest shrinkage observed in blocks produced with low quality control and in walls executed in recent ages, the impediment of shrinkage in the first row due to restriction of the support slab, the same order of magnitude for vertical and horizontal unrestricted shrinkage, among others.eng
dc.description.sponsorshipFinanciadora de Estudos e Projetos
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectAlvenariapor
dc.subjectBlocos de concretopor
dc.subjectAlvenaria estruturalpor
dc.subjectRetraçãopor
dc.titleAvaliação experimental do fenômeno de retração em alvenaria de blocos de concreto.por
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Parsekian, Guilherme Aris
dc.contributor.advisor1Latteshttp://genos.cnpq.br:12010/dwlattes/owa/prc_imp_cv_int?f_cod=K4796386T6por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4738631T6por
dc.description.resumoO fenômeno da retração é a causa de muitas manifestações patológicas verificadas em edifícios, especialmente naqueles com alvenarias produzidas com blocos de concreto. O presente trabalho tem como meta avaliar experimentalmente o efeito de retração em alvenarias de blocos de concreto. Estudos foram realizados através de ensaios de retração em blocos de diferentes resistências e processos de cura e também através do monitoramento das deformações de pequenas paredes construídas com cada tipo de bloco. A partir do conhecimento preciso da retração da parede é possível prever a possibilidade do aparecimento de fissuras e determinar a necessidade da criação de juntas de controle para evitar patologias e também prever perdas de protensão em alvenarias protendidas. Como resultado do trabalho foi possível aprimorar o procedimento de ensaio de retração de blocos de concreto segundo normalização brasileira. A partir dos ensaios de paredes pode-se sugerir valores de coeficiente de retração a serem considerados em projeto. Também foi possível quantificar algumas características relativas ao fenômeno, como a maior retração observada em blocos produzidos com baixo controle de qualidade e em paredes executadas em idades recentes, o impedimento de retração na primeira fiada pela restrição da laje de apoio, a mesma ordem de grandeza para retração livre vertical e horizontal, entre outros.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Estruturas e Construção Cívilpor
dc.subject.cnpqENGENHARIAS::ENGENHARIA CIVIL::CONSTRUCAO CIVILpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record