Show simple item record

dc.creatorLopes, Guilherme Martins
dc.date.accessioned2016-06-02T20:09:19Z
dc.date.available2014-06-30
dc.date.available2016-06-02T20:09:19Z
dc.date.issued2014-02-19
dc.identifier.citationLOPES, Guilherme Martins. Estudo teórico e experimental de paredes esbeltas de alvenaria estrutural. 2014. 150 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Exatas e da Terra) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2014.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/4690
dc.description.abstractThe resistance to compression is the property that determines the use of masonry as a structural system since the great majority of structural elements in such systems are generally subjected to compressive stresses. One of the factors to be taken into account in the design of these compression elements is their slenderness. For design in Brazil it is still used the concept of simplified slenderness where the buckling length is determined by an effective depth (hef) and the radius of gyration is replaced by a parameter called the effective thickness (tef) for calculating a resistance reduction factor. This reduction factor has its origin in very old international standards and building codes, dating back to when these codes used the allowable stresses method for the dimensioning of structural elements; due to its age, an effective explanation and derivation of this factor, therefore, has been lost and is unknown at this time. With the various updates of international standards for structural masonry and the consequent adoption of the limit state design method for dimensioning of elements, this factor has been abolished. In the Brazilian standards, however, even with the adoption of the limit state design method, this factor is still used, which is a contradiction. Studies on the strength reduction due to slenderness effects show that there are large differences when comparing the results given by the simplified method in the NBR with those given by international standards. These differences probably don t lead to loss of structural integrity of structures in Brazil because the slenderness ratio has been limited to low values, particularly in the case of unreinforced masonry.eng
dc.description.sponsorshipUniversidade Federal de Minas Gerais
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectAlvenariapor
dc.subjectEsbeltezpor
dc.subjectDimensionamento a compressãopor
dc.subjectParede esbeltapor
dc.subjectSlendernesseng
dc.subjectCompressive designeng
dc.subjectSlender Walleng
dc.titleEstudo teórico e experimental de paredes esbeltas de alvenaria estruturalpor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Parsekian, Guilherme Aris
dc.contributor.advisor1Latteshttp://genos.cnpq.br:12010/dwlattes/owa/prc_imp_cv_int?f_cod=K4796386T6por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/3711546679283097por
dc.description.resumoA resistência a compressão é propriedade determinante no uso da alvenaria como estrutura, uma vez que a grande maioria dos elementos estruturais nesse tipo de sistema construtivo são submetidos preponderadamente ao esforço de compressão. Um dos fatores a ser levado em conta no dimensionamento de elementos comprimidos é a esbeltez desse elemento. Até hoje no Brasil utiliza-se o conceito de esbeltez simplificado, onde o comprimento de flambagem é determinado por uma altura efetiva (hef) e o raio de giração é substituído por um parâmetro chamado espessura efetiva (tef) para cálculo de fator minorador de resistência. Esse fator tem sua origem em normas e códigos de construção internacionais bastante antigos, remontando a épocas em que esses códigos tratavam o dimensionamento pelo Método das Tensões Admissíveis, tendo sido perdida e, portanto, sendo desconhecida a efetiva explicação da sua dedução. Com as diversas atualizações de normas internacionais em alvenaria estrutural e com a consequente adoção do Método dos Estados Limites para dimensionamento, esse fator foi abolido. Na normalização brasileira, mesmo com a adoção do Método dos Estados Limites, esse fator continua vigente, o que gera uma contradição. Estudos sobre o efeito da redução da resistência devido à esbeltez, mostram que existem grandes diferenças nos resultados quando se compara o método simplificado na NBR com os de outras normas internacionais. Essas diferenças provavelmente não induzem a perda de segurança nas estruturas nacionais porque o índice de esbeltez tem sido limitado a valores baixos, em especial no caso de alvenaria não-armada.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Estruturas e Construção Cívilpor
dc.subject.cnpqENGENHARIAS::ENGENHARIA CIVIL::CONSTRUCAO CIVILpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record