Show simple item record

dc.creatorFerreira, José Jamacy de Almeida
dc.date.accessioned2016-06-02T20:18:08Z
dc.date.available2008-03-25
dc.date.available2016-06-02T20:18:08Z
dc.date.issued2008-03-14
dc.identifier.citationFERREIRA, José Jamacy de Almeida. Efeitos dos exercícios de aquecimento e alongamento na flexibilidade de sujeitos idosos. 2008. 95 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2008.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/5090
dc.description.sponsorshipFinanciadora de Estudos e Projetos
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectExercícios de alongamentopor
dc.subjectExercícios de aquecimentopor
dc.subjectExercícios flexibilidadepor
dc.subjectIdosos (Saúde)por
dc.subjectTermografia por infravermelhopor
dc.subjectMúsculospor
dc.titleEfeitos dos exercícios de aquecimento e alongamento na flexibilidade de sujeitos idosospor
dc.typeTesepor
dc.contributor.advisor1Salvini, Tânia de Fátima
dc.contributor.advisor1Latteshttp://genos.cnpq.br:12010/dwlattes/owa/prc_imp_cv_int?f_cod=K4783618J3por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7942403520160630por
dc.description.resumoEste estudo teve o propósito de avaliar as alterações termográficas associadas ao exercício localizado em sujeitos idosos e jovens. Um protocolo de exercícios utilizando carga de 1 Kg foi aplicado durante 3 minutos aos flexores do joelho de 14 sujeitos idosos (67±5 anos) e 15 jovens (23±2 anos) saudáveis. A temperatura do membro exercitado e contralateral foi medida por meio de termografia por infravermelho em condições pré-exercício, imediatamente pósexercício e durante o período de 10 minutos pós-exercício. Foi observada uma diferença (p<0,01) na temperatura pré-exercício entre os sujeitos idosos e jovens. Embora não tenha sido observada diferença entre a temperatura pré-exercício e imediatamente pós-exercício no membro exercitado, o perfil termográfico mostrou uma concentração de calor nas áreas exercitadas, para ambos os grupos. Apenas para os sujeitos jovens houve diminuição da temperatura do membro exercitado (p<0,05) aos 10 min pós-exercício (de 30,7±1,7 para 30,3±1,5 º C). Em contraste, houve uma redução da temperatura pós-exercício no membro contralateral (p<0,01), para ambos os grupos. Estes resultados apontam para novas evidências de que sujeitos jovens e idosos apresentam capacidade similar de produção de calor; entretanto, os sujeitos idosos apresentaram uma menor temperatura de repouso e uma dissipação de calor mais lenta. Este trabalho contribui para melhorar o entendimento sobre as alterações de temperatura em sujeitos idosos e pode apresentar implicações na prática esportiva e para os programas de reabilitaçãopor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Fisioterapiapor
dc.subject.cnpqCIENCIAS DA SAUDE::FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONALpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record