Show simple item record

dc.creatorFrancisco, Cristina de Oliveira
dc.date.accessioned2016-06-02T20:19:18Z
dc.date.available2012-06-01
dc.date.available2016-06-02T20:19:18Z
dc.date.issued2012-04-25
dc.identifier.citationFRANCISCO, Cristina de Oliveira. Avaliação das inter-relações entre função cardiopulmonar e mediadores inflamatórios no diabetes mellitus. 2012. 102 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2012.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/5295
dc.description.abstractDiabetes Mellitus (DM) is associated with many complications, including impairment of cardiorespiratory fitness and pulmonary function. Increasing evidences has suggested that comorbidities and systemic inflammation may be involved. The objective of this study was to evaluate cardiorespiratory function in rest and exercise in adults with DM and to verify the relationship between inflammation. Nineteen men with diabetes (51,16 years ± 5,92) and nineteen control subjects (48,79 years ± 7,47) were studied. All individuals were subjected to incremental cardiopulmonary exercise test in cycle ergometer, spirometry, intracellular cytokine lymphocyte profile, lipid and c-reactive protein (CRP) plasma concentration. In the exercise test, maximal overload (W), peak heart rate (HRpeak), oxygen consumption at peak (VO2peak) and at anaerobic threshold (VO2AT), respiratory exchange ratio (RER) were significantly lower in patients with DM than in control subjects. Control subjects and individuals with DM were not different in age, blood pressure, lipid and CRP plasma concentration and intracellular cytokine lymphocites production of TNF-α, IFN-γ, IL-4, IL-10 e IL-17. No significant differences were noted in pulmonary function variables, but abnormalities in these data were predictors to DM. In conclusion, the results confirm impairment of the cardiopulmonary fitness in subjects with DM. The inflammation associated with DM might be influenced by other factors absent in our sample. In addition, the data suggest spirometric abnormalities as predictive to diabetes mellitus.eng
dc.description.sponsorshipUniversidade Federal de Minas Gerais
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectDiabetes mellituspor
dc.subjectFunção pulmonarpor
dc.subjectErgoespirometriapor
dc.subjectInflamaçãopor
dc.subjectCitocinaspor
dc.subjectTeste de exercício cardiopulmonarpor
dc.subjectDiabetes Mellituseng
dc.subjectPulmonary functioneng
dc.subjectCardiopulmonary exercise testeng
dc.subjectInflammationeng
dc.subjectCytokineseng
dc.titleAvaliação das inter-relações entre função cardiopulmonar e mediadores inflamatórios no diabetes mellituspor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Leal, Ângela Merice de Oliveira
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7202663545989206por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7665896448082766por
dc.description.resumoO Diabetes Mellitus (DM) está associada a diversas complicações, incluindo redução do condicionamento físico e alteração da função pulmonar. O número de evidências sugerindo o envolvimento da inflamação sistêmica na fisiopatologia do DM e suas complicações é crescente. O objetivo do presente estudo foi avaliar o função cardiorespiratória em repouso e durante o exercício físico em indivíduos portadores de DM e verificar a sua relação com mediadores inflamatórios. Participaram do estudo 19 homens portadores de DM (51,16 anos ± 5,92) e 19 controles saudáveis (48,79 anos ± 7,47). As avaliações incluiam: teste de função pulmonar, teste de exercício cardiopulmonar com protocolo incremental em cicloergômetro, concentrações plasmáticas de lipídios e de HbA1c e o perfil de produção intracelular de citocinas linfocitárias em sangue periférico. No teste de exercício verificamos que a potência máxima, frequência cardíaca pico (FCpico), consumo de oxigênio no pico do exercício (VO2pico) e no limiar de anaerobiose (VO2LA) e a taxa de troca gasosa (RER) foram significativamente menores em indivíduos do grupo diabético. Não houve diferença entre os grupos em relação a idade, concentração plasmática de lipídios, proteína C-reativa (PCR), perfil de produção linfocitária das citocinas TNF-α, IFN-γ, IL-4, IL-10 e IL-17. Também não foram observadas diferenças entre os grupos no teste de função pulmonar, porém alterações nessas variáveis foram preditivas para DM. Concluindo, nossos resultados confirmam a redução da capacidade cardiopulmonar em indivíduos com DM. A inflamação sistêmica associada ao DM pode ser influenciada por outros fatores ausentes na amostra estudada. Adicionalmente, os dados sugerem anormalidades espirométricas como fatores preditivos para o diabetes mellitus.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Fisioterapiapor
dc.subject.cnpqCIENCIAS DA SAUDE::FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONALpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record