Show simple item record

dc.contributor.authorLui, Roberto Laridondo
dc.date.accessioned2016-06-02T20:20:35Z
dc.date.available2013-04-10
dc.date.available2016-06-02T20:20:35Z
dc.date.issued2013-02-04
dc.identifier.citationLUI, Roberto Laridondo. Estudos evolutivos em Auchenipteridae (Siluriformes) : citogenética, DNA mitocondrial e DNA satélite. 2013. 158 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2013.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/5408
dc.description.abstractThe neotropical freshwater fish fauna is the most diverse in the world, with more than 4.000 descrbed spcecies. In Brazil, about 2.500 species of freshwater fishes are considered valid, and the most formallyand a small portion under description, however, it is believed that this number can be significantly higher. Auchenipteridae, which is restricted to the Neotropical region, comprise 20 genus and about 90 species, of which 74 have been recorded for the Brazilian territory. Genetic studies, both chromosomic or moleculars, in Auchenipteridae, are few since the great diversity of species in this family and their wide geographic distribution. Thus, this thesis was developed with the goal of advance the knowledge in this family, specifically with regard to chromosomal studies classical and moleculars in the genus Ageneiosus, Parauchenipterus, Glanidium, Tatia and Trachelyopterus, and in the application of analysis of the DNA mitochondrial sequences to help in taxonomic problem involving the genus Parauchenipterus and Trachelyopterus. Ageneiosus is the genus most widely distributed among river basins of South America. Although chromosomal studies in the family are still few, this genus is the most studied in number of species, ranging from 54 to 56, differing from the rest of the family which present 58. Chromosomal analysis was performed in A. inermis of Araguaia river basin. Ageneiosus presents a slightly different genomic organization compared to the other species of Auchenipteridae. Evidences indicate that a chromosomal fusion that originated the first metacentric pair of A. inermis, can be a rearrangement basal for the genus. Regarding the B chromosomes, in this study, was described the second case of B chromosomes in Auchenipteridae (Trachelyopterus sp.), and it has been hypothesized that the B chromosomes this species may have a common origin in relation to the B chromosomes of P. galeatus. As expected, the results confirmed the great phylogenetic proximity between the genus Parauchenipterus and Trachelyopterus, moreover, indicated that the B chromosomes of the two species may present a common origin, prior to the diversification these genus. With regard to Tatia, this genus belongs to the subfamily Centromochlinae and has 13 valid species. Of these, T. viii jaracatia and T. neivai represent the only two species of the Paraná-Paraguay drainages. Chromosomal analysis was performed these two species, and thus, the first chromosomal data were generated for the genus. The two species of Tatia showed large chromosomal similarity, however, when compared with the others of Auchenipteridae, was possible to identify some differences in the karyotype formula, in the pattern of heterochromatin and in the distribution of 5S rDNA, which appear to be intrinsic of Tatia. Regarding to Glanidium ribeiroi, this species was collected at the Iguazu river, being that its fauna is characterized by high endemism, which is due to two factors: its rugged topography and their old insulation provided by formation of Iguazu falls. Chromosomal analysis was performed in a population of G. ribeiroi collected in a region in the final stretch of this basin, and the results revealed populational differences when compared with previous studies in others populations of the Iguazu river, which must be related to the rugged topography of this basin. In this thesis, was also presented an adaptation of the banding C technique, with respect to the use of a fluorescent dye (propidium iodide), rather than of non-fluorescent dye (Giemsa). This adaptation produces greater contrast of the heterochromatin bands in metaphase chromosomes and can be especially valuable when the organisms studied possess heterochromatin that is pale and difficult to visualize. Finally, the data obtained concerning the genus Parauchenipterus and Trachelyopterus, both by chromosome analysis as by analysis of two mitochondrial genes, will be used in the discussion of a paper still in preparation, that involves the validation or not of Parauchenipterus, genus that has been subject of debate in the taxonomic .eng
dc.description.sponsorshipUniversidade Federal de Minas Gerais
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectCitogenética de peixespor
dc.subjectDNA repetitivopor
dc.subjectAuchenipteridaepor
dc.titleEstudos evolutivos em Auchenipteridae (Siluriformes) : citogenética, DNA mitocondrial e DNA satélitepor
dc.typeTesepor
dc.contributor.advisor1Moreira Filho, Orlando
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3927076022470557por
dc.description.resumoA ictiofauna de água doce neotropical é a mais diversa do mundo, com mais de 4.000 espécies descritas. Em território brasileiro, cerca de 2500 espécies de peixes de água doce são consideradas válidas, sendo a maioria formalmente descrita e uma pequena parcela em fase de descrição, entretanto, acredita-se que esse número possa ser significantemente maior. Auchenipteridae, que é restrita a região Neotropical, compreende 20 gêneros e cerca de 90 espécies das quais 74 já foram registradas para o território brasileiro. Esse grupo é dividido em duas subfamílias, Centromochlinae e Auchenipterinae. Os estudos genéticos, tanto cromossômicos quanto moleculares, em Auchenipteridae, são escassos visto a grande diversidade de espécies dessa família e sua ampla distribuição geográfica. Assim este trabalho objetivou progredir o conhecimento nesta família, no que se refere aos estudos cromossômicos clássicos e moleculares nos gêneros Ageneiosus, Parauchenipterus, Glanidium, Tatia e Trachelyopterus, e na aplicação da análise de sequências do DNA mitocondrial para auxiliar na problemática taxonômica que envolve os gêneros Parauchenipterus e Trachelyopterus. Ageneiosus é gênero mais amplamente distribuído entre as bacias hidrográficas sul-americanas. Apesar dos estudos cromossômicos na família ainda serem poucos, este gênero é o mais estudado em número de espécies, com variação do 2n de 54 a 56, diferindo do restante da família que apresenta 58. Foi realizada análise cromossômica de A. inermis da bacia do rio Araguaia. Ageneiosus apresenta uma organização genômica um pouco diferente quando comparada com as outras espécies de Auchenipteridae. Evidências indicam que uma fusão cromossômica originou o primeiro par metacêntrico, rearranjo que pode ser um evento basal para o gênero. Em relação aos cromossomos B, neste trabalho foi descrito o segundo caso de cromossomos B em Auchenipteridae (Trachelyopterus sp.), e levantada a hipótese de que os cromossomos B de Trachelyopterus sp. possam ter uma origem comum em relação aos cromossomos B de P. galeatus. Conforme esperado, os resultados confirmaram a grande proximidade filogenética entre os gêneros Parauchenipterus e Trachelyopterus, além de indicarem que os cromossomos B vi das duas espécies possam apresentar origem comum, anterior à diversificação desses gêneros. No que se refere à Tatia, este gênero pertence à subfamília Centromochlinae e possui 13 espécies válidas. Destas, T. jaracatia e T. neivai representam as únicas duas espécies da drenagem Paraná-Paraguai. Foi realizada análise cromossômica dessas duas espécies, sendo estes os primeiros dados cromossômicos para o gênero. As duas espécies de Tatia apresentaram grande semelhança cromossômica, entretanto, quando comparadas com as outras de Auchenipteridae, foi possível identificar algumas diferenças na fórmula cariotípica, no padrão de heterocromatina e na distribuição do rDNA 5S, que parecem ser intrínsecas de Tatia. No tocante a Glanidium ribeiroi, esta espécie foi coletada no rio Iguaçu, sendo que sua fauna é caracterizada por elevado endemismo, o que se deve a dois fatores: sua acidentada topografia e ao antigo isolamento proporcionado pela formação das cataratas do Iguaçu. Foi realizada análise cromossômica de uma população de G. ribeiroi coletada em uma região no trecho final dessa bacia, e os resultados revelaram diferenças populacionais quando comparados com estudos prévios em outras populações do rio Iguaçu, o que deve estar relacionado com a acidentada topografia dessa bacia. Nesta tese, também foi apresentada uma adaptação da técnica de bandamento C, no que se refere à utilização de um corante fluorescente (iodeto de propídeo), em vez do corante não-fluorescente (Giemsa). Esta modificação gera maior contraste das bandas heterocromáticas de cromossomos metafásicos, podendo ser valiosa principalmente quando os organismos apresentarem heterocromatinas pálidas e de difícil visualização. Por fim, os dados referentes aos gêneros Parauchenipterus e Trachelyopterus, tanto por análise cromossômica quanto pela análise de dois genes mitocondriais, serão utilizados na discussão de um trabalho ainda em preparação, que envolve a validação ou não de Parauchenipterus, gênero que vem sendo assunto de debate no âmbito taxonômico.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Genética Evolutiva e Biologia Molecular - PPGGEvpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICApor
dc.contributor.authorlatteshttp://lattes.cnpq.br/9248633088721225por


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record