Show simple item record

dc.creatorSilva, Wellington dos Santos
dc.date.accessioned2016-06-02T20:21:18Z
dc.date.available2007-10-19
dc.date.available2016-06-02T20:21:18Z
dc.date.issued1996-09-27
dc.identifier.citationSILVA, Wellington dos Santos. Estudo da origem do cromossomo 21 extra em portadores de Síndrome de Down.. 1996. 69 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 1996.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/5436
dc.description.abstractDown syndrome is usually due to meiotic nondisjunction leading to trisomy 21.The origin of nondisjunction in trisomy 21 has so far been studied using cytogenetic heteromorphisms and DNA polymorphisms. Short sequence repeats have recently been described as an abundant class of DNA polymorphisms in the human genome, which can be typed using the Polymerase Chain Reaction (PCR) amplification. Analysis of these polymorphisms may provide a more accurate understanding of the meiotic stage of nondisjunction in trisomy 21 than that previously provided by chromosomal heteromorphisms. The following DNA polymorphisms located in pericentromeric region of human chromosome 21. Were typed D21S13E, D21S16 and D21S120. The other polymorphism studied was HMG14-GT2 which map to the terminal band 21q22.3. In the present stud such markers were used in order to the determine the parental origin and the meiotic stage of the additional chromosome 21 in 32 cases of Down syndromy. Seven families were informative showing that nondisjunction ocurred in meiosis I and three were from maternal origin using HMG14-GT2 polymorphism. In the other molecular systems the families are not informatives.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectSíndrome de Downpor
dc.subjectCromossomospor
dc.subjectNão disjunçãopor
dc.subjectDNApor
dc.subjectPolimorfismopor
dc.subjectReação em cadeia de polimerasepor
dc.titleEstudo da origem do cromossomo 21 extra em portadores de Síndrome de Down.por
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Barbosa, Calógeras Antonio de Albergaria
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/0434592982925844por
dc.description.resumoA trissomia do cromossomo 21, mais conhecida como síndrome de Down, geralmente resulta da falta de disjunção cromossômica durante a meiose. A origem da não disjunção vem sendo estudada através do uso de heteromorfismos citogenéticos e pelo estudo dos polimorfismos de DNA. Pequenas seqüências repetitivas foram descritas como uma classe abundante de polimorfismos de DNA no genoma humano as quais podem ser tipadas através da técnica de reação de polimerase em cadeia (PCR). A análise destes polimorfismos provê um conhecimento maior sobre a origem e o estágio meiótico da não disjunção. Neste trabalho foram utilizados os marcadores D21S13E, D21S16 e D21S120, localizados na região pericentromérica do cromossomo 21, além do HMG14-GT2, localizado na região 21q22.3, para estudar a origem e o estágio meiótico da não disjunção do cromossomo 21 extra em 32 famílias com um filho portador de síndrome de Down. Entre estas, 7 famílias (22%) foram informativas, mostrando que a não disjunção ocorreu na meiose I, e 3 casos foram de origem materna, comprovados através do estudo do sistema HMG14-GT2. Para os outros sistemas moleculares estudados no presente trabalho, nenhuma família se mostrou informativa.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Genética Evolutiva e Biologia Molecularpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record