Show simple item record

dc.creatorMartins, Niara
dc.date.accessioned2016-06-02T20:21:26Z
dc.date.available2011-10-11
dc.date.available2016-06-02T20:21:26Z
dc.date.issued2011-05-27
dc.identifier.citationMARTINS, Niara. Número mínimo de indivíduos e diversidade genética de onça-parda (Puma concolor) no Núcleo Santa Virgínia, Parque Estadual da Serra do Mar, São Paulo. 2011. 75 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2011.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/5487
dc.description.abstractABSTRACT The cougar (Puma concolor) is the second largest feline species in Brazil. It has a wide distribution across the Americas, occurring from southwestern Canada to the Strait of Magellan, in the extreme south of Argentina and Chile, throughout the Brazilian territory. In this study we estimated the minimum number of individuals and genetic diversity of cougars in the Santa Virginia Unit, Serra do Mar State Park (PESM), São Paulo, based on fecal DNA analysis. Hair snares were also used to an attempt to obtain more samples. For the diagnosis of the species, we amplified a 146bp fragment of the cytochrome b gene of mitochondrial DNA. We used six microsatellite loci for the fecal samples individualization, to estimate the minimum number of individuals and genetic characterization of the population. No hair sample was obtained during the study. Among the 40 fecal samples obtained, 34 were successfully diagnosed, and we found 25 samples of P. concolor, eight of Leopardus tigrinus and one of Leopardus pardalis. The multiloci genotypes were obtained for only 15 samples belonging to 12 different puma individuals. The allelic dropout average rate was 10.43%. The mean observed heterozygosity was 0.6202, lower than that found for the species in fragmented areas of Cerrado, in the northeastern São Paulo. There were deviations in Hardy-Weinberg equilibrium (HWE) for one locus and a deficit of heterozygous for the set loci used. However, there was no evidence of recent population bottleneck. Therefore, the deviation in HWE could be caused by the presence of null alleles or the low number of samples. Little relationship was found between individuals (6.1% Half-Sibs), indicating a possible continuous stream of cougars in the region. Thus, the PESM deserves special attention for being the largest continuous remnant of Brazilian Atlantic Forest and, therefore, similar studies are needed in the others Units of this Park so that together they can provide a more comprehensive view of the P. concolor situation in this biome.eng
dc.description.sponsorshipFinanciadora de Estudos e Projetos
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectConservação da naturezapor
dc.subjectDNA mitocondrialpor
dc.subjectMicrossatélitespor
dc.subjectDNA fecalpor
dc.subjectMata atlânticapor
dc.subjectPuma concolorpor
dc.subjectConservationeng
dc.subjectMicrosatelliteeng
dc.subjectMitochondrial DNAeng
dc.subjectFecal DNAeng
dc.subjectPuma concoloreng
dc.subjectAtlantic foresteng
dc.titleNúmero mínimo de indivíduos e diversidade genética de onça-parda (Puma concolor) no Núcleo Santa Virgínia, Parque Estadual da Serra do Mar, São Paulopor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Galetti Júnior, Pedro Manoel
dc.contributor.advisor1Latteshttp://genos.cnpq.br:12010/dwlattes/owa/prc_imp_cv_int?f_cod=K4783603A4por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/8227849982052024por
dc.description.resumoA onça-parda (Puma concolor) é a segunda maior espécie de felino do Brasil. Possui uma ampla distribuição pelo continente americano, ocorrendo desde o sudoeste do Canadá até o Estreito de Magalhães, no extremo sul da Argentina e do Chile, passando por todo o território brasileiro. Nesse estudo foi estimado o número mínimo de indivíduos e a diversidade genética da onça-parda a partir de DNA fecal, no Núcleo Santa Virgínia, Parque Estadual da Serra do Mar (PESM), São Paulo. Armadilhas de pelos também foram utilizadas para uma mais uma tentativa na obtenção de amostras. Para o diagnóstico da espécie foi amplificado um pequeno fragmento do gene citocromo b do DNA mitocondrial. Ao todo foram utilizados seis locos de microssatélites para a individualização das amostras de fezes, estimativa do número mínimo de indivíduos e caracterização genética da população. Nenhuma amostra de pelo foi obtida durante o estudo. Dentre as 40 amostras de fezes obtidas, 34 foram diagnosticadas com sucesso, sendo encontradas 25 amostras de P. concolor, oito de Leopardus tigrinus e uma de Leopardus pardalis. Os genótipos multilocos foram obtidos para apenas 15 amostras, pertencentes a 12 indivíduos diferentes de onça-parda. A taxa média de allelic dropout foi de 10,43%. A heterozigosidade média observada foi de 0,6202, inferior a encontrada para a espécie em áreas fragmentadas do Cerrado, na região nordeste do Estado de São Paulo. Houve desvio no equilíbrio de Hardy-Weinberg (HWE) para um dos locos e déficit de heterozigotos para o conjunto de locos utilizados. Contudo, não houve evidência de gargalo populacional recente. Dessa forma, o desvio no HWE pode ter sido causado pela presença de alelos nulos ou pelo baixo número de amostras. Pouca relação foi encontrada entre os indivíduos (6,1% de HS), indicando um possível fluxo contínuo de onças-pardas na região. Sendo assim, o PESM merece especial atenção por ser o maior remanescente contínuo da Mata Atlântica brasileira e, por isso, estudos similares são necessários nos demais Núcleos desse Parque para que juntos possam fornecer uma visão mais abrangente da situação da espécie P. concolor nesse bioma.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Genética Evolutiva e Biologia Molecularpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record