Show simple item record

dc.creatorSánchez, Liliana Torcoroma García
dc.date.accessioned2016-06-02T20:21:30Z
dc.date.available2004-08-14
dc.date.available2016-06-02T20:21:30Z
dc.date.issued2004-04-23
dc.identifier.citationSÁNCHEZ, Liliana Torcoroma García. Subclonagem e expressão do domínio catalítico da jararagina: estudo do efeito das modificações pós-traducionais na atividade hemorrágica.. 2004. 135 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2004.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/5509
dc.description.abstractMetalloproteases are Zn++-dependent peptidase enzymes, richly found in Crotalidae and Viperidae snake venoms. Most snake venom metalloproteases (svMPs) are active on extracellular matrix components and this effect is thought to result in bleeding as a consequence of the basement membrane disruption in capillaries. Jararhagin is a hemorrhagic svMP from Bothrops jararaca venom. This enzyme has proteolytic activity on fibrinogen and fibronectin and inhibits collagen-induced platelet-aggregation in vitro. Its amino acid sequence corresponds to a N-terminal metalloprotease domain, a disintegrin-like and a C-terminal Cysteine-rich, being classified as a P-III snake venom metalloprotease (svMP). This work describes the expression, purification and successful refolding of the recombinant catalytic domain of jararhagin. The heterologous protein was produced in E.coli, an in vivo expression system that does not make post-translational modifications. The recombinant refolded protein did not show any hemorrhagic activity in mice skin, as well as, the native deglycosylated jararhagin. However, they preserved their proteolytic activity on fibrinogen and fibronectin. It seems that the hemorrhagic properties of these hemorrhagins are dependent on post-translational modifications, whereas their proteolytic activity is not completely dependent on such modifications.eng
dc.description.sponsorshipFinanciadora de Estudos e Projetos
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectGenética experimentalpor
dc.subjectVeneno de serpentepor
dc.subjectClonagempor
dc.subjectJararaginapor
dc.subjectMetaloproteasespor
dc.titleSubclonagem e expressão do domínio catalítico da jararagina: estudo do efeito das modificações pós-traducionais na atividade hemorrágica.por
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Araújo, Heloísa Sobreiro Selistre de
dc.contributor.advisor1Latteshttp://genos.cnpq.br:12010/dwlattes/owa/prc_imp_cv_int?f_cod=K4787059Y2por
dc.description.resumoAs metaloproteases são enzimas peptidases dependentes de zinco. Estas proteínas são ricamente encontradas em venenos de serpentes Crotalidae e Viperidae. Muitas Metaloproteases de Venenos de Serpentes (svMPs) são ativas sobre componentes da Matriz Extracelular (MEC) e este efeito pode resultar em hemorragia como conseqüência da degradação da membrana basal nos capilares. A Jararagina é uma svMP hemorrágica proveniente do veneno da Bothrops jararaca. Esta enzima tem atividade proteolítica sobre fibrinogênio e fibronectina e inibe a agregação plaquetária induzida pelo colágeno in vitro. Sua seqüência de aminoácidos corresponde a um domínio metaloprotease N-terminal, um domínio tipo desintegrina e um domínio rico em cisteína C-terminal, sendo classificada como uma metaloprotease de veneno de serpente (svMP) de classe P-III. Este trabalho descreve a expressão, purificação e re-enovelamento do domínio catalítico da Jararagina. A proteína heteróloga foi produzida em E.coli, um sistema de expressão in vivo, que não faz modificações pós-traducionais. A proteína recombinante enovelada não mostrou atividade hemorrágica sobre pele de camundongo. O mesmo resultado foi obtido para a proteína nativa deglicosilada. Porém, tanto a proteína recombinante, quanto a proteína nativa, tinham sua atividade proteolítica preservada sobre fibrinogênio e fibronectina. Em conclusão, parece possível que a propriedade hemorrágica da Jararagina seja dependente de modificações pós-traducionais, enquanto que sua atividade proteolítica não dependa completamente de tais modificações.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Genética Evolutiva e Biologia Molecularpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record