Mostrar registro simples

dc.creatorPratta, Patrícia Maria Patrizi
dc.date.accessioned2016-06-02T20:34:38Z
dc.date.available2012-12-20
dc.date.available2016-06-02T20:34:38Z
dc.date.issued2007-10-04
dc.identifier.citationPRATTA, Patrícia Maria Patrizi. Mecanismos reacionais e os processos de carga e descarga no caso de eletrodos planos de Pb em ácido sulfúrico e formação de eletrodos planos de PbO2 partindo de eletrodos de Pb. 2007. 233 f. Tese (Doutorado em Ciências Exatas e da Terra) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2007.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/6246
dc.description.abstractTwo systems that form the basis of the lead-acid batteries were studied. The first system was the lead/sulfuric acid (Pb/H2SO4) interface. This interface is equivalent to negative electrode of lead acid batteries. The second system was the lead oxide/sulfuric acid (PbO2/H2SO4) interface. This interface is equivalente to the positive electrode of lead acid batteries. Of these two interfaces the PbO2/H2SO4 interface is the more complex. In order to devise a reproducible method of synthesizing this complexelectrode (and guaranteeing the production of only PbO2), various test were performed probing the electrooxidation of Pb in many different media, including alkaline solution. For both the Pb and PbO2 interfaces, mechanisms of reaction were studied via electrochemical and spectro-electrochemical methods including Fourier Transform Infrared Spectroscopy (FTIR). The behavior of the Pb/H2SO4 system was reproducible and independentof whether the electrode was pure Pb or an alloy of Pb/Ca/Sn/Ag. The reproducibility of measurements in the Pb/H2SO4 system depended on a method developed to remove disrupted filme on the electrode surface. In fact nucleation phenomena were only observed after complete removal of disrupted films from the electrode surface. The formation of reproducible PbO2 films was the main obstacle to obtaining reliable measurements in the PbO2/H2SO4 system. Measurements were sensitive to the planarity of the film and to the presence of excess acid in the solution in which the film was grown.eng
dc.description.sponsorshipUniversidade Federal de Sao Carlos
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEletroquímicapor
dc.subjectBaterias chumbo-ácidopor
dc.subjectMecanismo reacionalpor
dc.subjectDirrupção de filmepor
dc.titleMecanismos reacionais e os processos de carga e descarga no caso de eletrodos planos de Pb em ácido sulfúrico e formação de eletrodos planos de PbO2 partindo de eletrodos de Pbpor
dc.typeTesepor
dc.contributor.advisor1D'Alkaine, Carlos Ventura
dc.contributor.advisor1Latteshttp://genos.cnpq.br:12010/dwlattes/owa/prc_imp_cv_int?f_cod=K4787209Z0por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/8073226929054180por
dc.description.resumoNeste trabalho se estudaram dois sistemas eletroquímicos que constituem a base do funcionamento das baterias chumbo-ácido. O primeiro mais simples, se refere à interface plana Pb/H2SO4 que corresponde ao eletrodo negativo da bateria. O segundo, mais complexo, se refere à interface plana PbO2/H2SO4 e se relaciona com o eletrodo positivo da bateria. Várias tentativas de formação deste segundo eletrodo foram realizadas via oxidação do Pb em diferentes meios incluindo o meio alcalino, para garantir a formação somente do PbO2 sobre o Pb. Em ambos os casos os estudos foram realizados por meio de técnicas fundamentalmente eletroquímicas, mas também se utilizou-se da FTIR (infravermelho com transformada de Fourier) para a caracterização do PbO2 eletroquimicamente formado. Todos estes resultadso foram obtidos para que se pudesse compreender os mecanismos dos processos nas interfaces destes sistemas. Para o caso do sistema Pb/H2SO4, a reprodutibilidade foi alcançada de maneira satisfatória, independente da utilização da liga Pb/Ca/Sn/Ag ou Pb puro. A comparação qualitativa dos resultados entre estes dois eletrodos não apresentou qualquer alteração. Para se obter a reprodutibilidade se desenvolveu uma metodologia de estabilização do eletrodo previamente a cada dia de medidas. Ainda para este sistema, foram observados fenômenos de nucleação que só ocorrem após a eliminação completa de filmes diruptos sobre a superfície eletródica. E para eliminar tal estrutura de filme também se desenvolveu uma metodologia onde a superfície do eletrodo se apresenta livre destas espécies. Para o sistema PbO2/H2SO4 o problema experimental inicialmente encontrado foi o de se formar eletroquimicamente sobre Pb, de maneira reprodutível, o PbO2. Além disto este filme deveria ser o mais plano possível. Isto só foi obtido com a formação desta espécie em NaOH 1 M, apesar da dissolução do filme que ocorre neste meio.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Químicapor
dc.subject.cnpqCIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICApor


Arquivos deste item

Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples