Show simple item record

dc.creatorMoraes, Mayra Cristina Prado de
dc.date.accessioned2016-06-02T20:39:49Z
dc.date.available2014-09-08
dc.date.available2016-06-02T20:39:49Z
dc.date.issued2013-07-26
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/6777
dc.description.abstractThe replacement of natural habitats by cultures promotes the remaining forest s fragments reduction, they become small, highly disturbed and isolated. The Buffer Zones (BZ) were created on the Conservation Units (CU) surroundings to lessen the adverse impacts exerted by the external environment to them. The main objectives of this study were to analyze the dynamic of the land use change in its anthropic and natural contexts, during the 1971, 1988 and 2008 years; determine the conflicts presents on the Riparian Forest (RF) and understand the processes that occurred in the Buffer Zone of the State Park of Porto Ferreira (SPPF). We conducted a mapping of the study area on Geographic Information Systems (GIS) platform, defining the classes of land s use and occupation. With the aid of landscape metrics (PROX, SHAPE, NNDist, Area, Core Area) was possible to evaluate the fragments in all years of the study. According to the results of the class use, sugarcane was the one that stood out, with a growth of 38.75 % increase over the years, with the largest increase (27.55 %) for the period 1971 -1988. Analyzing the entire period studied, the forested areas, had a reduction of 4.34% in the landscape, which corresponds to 259.7 ha, the fragments became less frequent in the landscape and generally associated with watercourses. For the metric connectivity, there was a tendency to slightly over 50 % of the fragments in the three years studied are not connected with any other. To SHAPE was not observed fragments with rounded shapes for any year, the core area found to forest fragments had 764.83 ha to 1971; 361.75 ha to 1988 ha and 428,21 for the 2008 year . The RF totaled 386 ha, with 39 % natural vegetation present. For the legal scenario, if all the PPA were preserved there would be an increase of 239 ha of natural vegetation. It was found that the dynamics of the use and occupation of the SPPF s BF was governed by economic cycles, and currently it has a matrix with predominance of sugarcane monoculture. The low percentage of natural vegetation, isolation of fragments and lack of greetings legislation with respect to RF in the BZ, are probably contributing to the degradation of the park. It is necessary to propose measures to ensure the sustainability of the landscape.eng
dc.description.sponsorshipFinanciadora de Estudos e Projetos
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectpolítica ambientalpor
dc.subjectbiodiversidade - conservaçãopor
dc.subjectparquespor
dc.subjectmétricas da paisagempor
dc.subjectplanejamento ambientalpor
dc.subjectSistemas de Informação Geográficapor
dc.subjectlandscape metricseng
dc.subjectenvironmental planningeng
dc.subjectGeographic Information Systemseng
dc.subjectfragmentationeng
dc.titleDinâmica da paisagem da Zona de Amortecimento do Parque Estadual de Porto Ferreira como subsídio para a revisão do plano de manejopor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Toppa, Rogério Hartung
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4767627D8por
dc.contributor.referee1Sansolo, Davis Gruber
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9763222402206421por
dc.contributor.referee2Moschini, Luiz Eduardo
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/2728357583462262por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1246771709401210por
dc.description.resumoA substituição dos hábitats naturais pelas culturas promove a diminuição dos remanescentes florestais, gerando fragmentos pequenos, altamente perturbados e isolados. As Zonas de Amortecimento (ZA) foram criadas no entorno das Unidades de Conservação (UC) para diminuir os efeitos negativos dos impactos exercidos pelo ambiente externo à elas. Os principais objetivos do presente estudo foram analisar a dinâmica do uso e ocupação da terra em seu contexto antrópico e natural nos anos de 1971, 1988 e 2008, da Zona de Amortecimento do Parque Estadual de Porto Ferreira; determinar os conflitos nas Áreas de Preservação Permanente e entender os processos ocorridos na ZA. Foi realizado um mapeamento da área de estudo em ambiente de Sistemas de Informações Geográficas (SIG) definindo-se as classes de uso e ocupação do solo. Com auxílio das métricas da paisagem (PROX, SHAPE, NNDist, Area, Area Nuclear) foi possível avaliar os fragmentos em todos os anos do estudo. De acordo com os resultados obtidos a classe de uso cana-de-açúcar foi a que mais se destacou, com uma expansão de 38,75 % durante os anos, com o maior incremento (27,55 %) referente ao período 1971-1988. Analisando o período todo estudado as áreas florestadas, tiveram uma redução de 4,34 % na paisagem, o que corresponde a 259,73 ha, os fragmentos passaram a ser mais dispersos na paisagem e geralmente associados aos cursos d água. Para a métrica conectividade houve tendência de pouco mais de 50 % dos fragmentos nos três anos estudados em não estarem conectados com nenhum outro. Para SHAPE não foi evidenciado fragmentos com formas arredondadas para nenhum dos anos, a área nuclear encontrada para os fragmentos florestais totalizou 764,83 ha para o ano de 1971; 361,75 ha para ano de 1988 e 428,21 ha para o ano de 2008. As APP totalizaram 386 ha, sendo 39 % com vegetação natural presente. Para o cenário legal, se todas as APP estivessem preservadas haveria um acréscimo de 239 ha de vegetação natural. Verificou-se que a dinâmica de uso e ocupação da ZA do PEPF foi regida pelos ciclos econômicos, tendo atualmente uma matriz com predominância da monocultura canavieira. A baixa porcentagem de vegetação natural, o isolamento dos fragmentos e a falta de cumprimentos da legislação com relação às APP na ZA, provavelmente estão contribuindo para a degradação do PEPF. Faz-se necessária a proposição de medidas que garantam a sustentabilidade da paisagem.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Sustentabilidade na Gestão Ambiental (Campus SOROCABA)por
dc.subject.cnpqCIENCIAS BIOLOGICASpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record