Show simple item record

dc.creatorLorca Neto, Rafael Ocanha
dc.date.accessioned2016-06-02T20:39:50Z
dc.date.available2015-02-04
dc.date.available2016-06-02T20:39:50Z
dc.date.issued2013-09-07
dc.identifier.citationLORCA NETO, Rafael Ocanha. Environmental analysis in the River Fazenda Velha Watershed, Ibiúna-SP. Subsidies for water conservation.. 2013. 122 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos, Sorocaba, 2013.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/6782
dc.description.abstractThis study aimed to conduct an environmental analysis of the River Fazenda Velha Watershed, providing subsidies to planning for the conservation of water resources. We used a set of tools in a Geographic Information System - GIS for spatial interpretation of data, statistical analysis and preparation of cartographic products. The maps generated were used to characterize the physical area and its environmental analysis. In the field trips were identified many environmental problems such as siltation of water bodies, soil erosion, release of untreated effluents and deforestation of riparian vegetation. After the environmental analysis was prepared a map of priority areas for conservation of water resources. The sector of the upper basin is the region that contains most of the priority areas and very extremely high. Due to the structuring of relief, marked by the presence of interfluves, with steep slopes (above 20%) becomes a strategic area for groundwater recharge and protection of soil and springs. Were also identified priority areas in the field of middle basin, characterized by slopes greater than 20% and the presence of natural vegetation. With the map of priority areas was possible to draw a map of Environmental Zoning, taking into account the conservation of water resources and the use for human activities. The proposed zoning map has four zones: Zone Conservation of Water Resources, Sustainable Use Zone, Intensive Use Zone, Agricultural Use Zone.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectbacias hidrográficaspor
dc.subjectabastecimento de águapor
dc.subjectplanejamento urbanopor
dc.subjectzoneamento ambientalpor
dc.subjectrecursos hídricospor
dc.subjectenvironmental zoning, watershed, water resourceseng
dc.titleAnálise ambiental da Bacia do Ribeirão Fazenda Velha, Ibiúna-SP: subsídios para o planejamento ambiental e conservação dos recursos hídricospor
dc.title.alternativeEnvironmental analysis in the River Fazenda Velha Watershed, Ibiúna-SP. Subsidies for water conservation.eng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Arruda, Emerson Martins
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3883710507177933por
dc.contributor.referee1Santos, André Cordeiro Alves dos
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2131880667704281por
dc.contributor.referee2Missura, Ronaldo
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/6302497188072344por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/3099157857752899por
dc.description.resumoEste trabalho teve como objetivo realizar uma análise ambiental da bacia do Ribeirão Fazenda Velha, fornecendo subsídios ao planejamento para a conservação dos recursos hídricos. Foi utilizado um conjunto de ferramentas de um Sistema de Informações Geográficas SIG para a interpretação espacial dos dados, análise estatística e elaboração dos produtos cartográficos. Os mapas gerados foram utilizados para caracterização física da área e sua análise ambiental. Nas saídas de campo foram identificados diversos problemas ambientais, como assoreamento dos corpos hídricos, erosão do solo, lançamento de efluentes domésticos não tratados e desmatamento da mata ciliar. Após a análise ambiental foi elaborado um mapa de áreas prioritárias para conservação dos recursos hídricos. O setor da alta bacia é a região que contém grande parte das áreas com prioridade extremamente e muito alta. Devido à estruturação do relevo, marcado pela a presença de interflúvios, com elevada declividade (acima de 20%) torna-se uma área estratégica para recarga do lençol freático e proteção do solo e das nascentes. Também foram identificadas áreas prioritárias no setor da média bacia, caracterizadas pela declividade superior a 20% e presença de vegetação natural. Com o mapa de áreas prioritárias foi possível elaborar um mapa de Zoneamento Ambiental, levando em consideração a conservação dos recursos hídricos e ao uso para atividades humanas. O mapa de Zoneamento proposto possui 4 zonas: Zona de Conservação dos Recursos Hídricos. Zona de Uso Sustentável, Zona de Uso Intensivo e Zona de Uso Agrícola.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Sustentabilidade na Gestão Ambiental (Campus SOROCABA)por
dc.subject.cnpqCIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::CONSERVACAO DA NATUREZA::CONSERVACAO DE BACIAS HIDROGRAFICASpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record