Show simple item record

dc.creatorSilveira, Mônica Yumi Jardim da
dc.date.accessioned2016-10-20T18:24:42Z
dc.date.available2016-10-20T18:24:42Z
dc.date.issued2015-12-18
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/7994
dc.description.abstractThe enhance of the Unified Health System (SUS) in this country is still a challenge for the Brazilian public health, in order to allow the health services access for the whole population, with a good care quality, which includes the difficulties that homeless people have to be cared at the health services in this national territory. Despite that aforementioned population is numerically greater in the metropolis, nowadays even at medium-sized cities, such as São Carlos, there are people in this condition, justifying this city’s choice as the research field. This work aimed to analyze the caring practices and the conceptions of the homeless population in the city of São Carlos, from the speech of health professionals that work with that. Thereunto, social research methodology has been utilized, having as a tool the semi-structured interview, the focal groups with sixteen health services professionals from SUS who work with the health care for the homeless, and a representative of the specialized service for the homeless population from the Unified System of Social Assistance. For analyzing the data, the Content Analysis techinique has been used. In the light of the vulnerability concept and articles about the SUS and the homeless population care, five major content categories were discussed, extracted from the interview/focal groups. These were: Conceptions about the homeless population; Conceptions about the homeless population’s health care; Care provided to homeless population’s health; Knowledge about the network and intersectoral approach; Training for professionals to take care of the homeless. It has been argued that there is a need to occur a permanent education process for the workers, about the multiple intrinsic aspects of the street population caring. And that the municipal, state and federal managements enable the adequate working conditions, so that this work may happen with quality.eng
dc.description.sponsorshipNão recebi financiamentopor
dc.language.isoporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rights.uriAcesso abertopor
dc.subjectPessoas em situação de ruapor
dc.subjectAtenção à saúdepor
dc.subjectSistema único de saúdepor
dc.subjectPopulações vulneráveispor
dc.subjectHomeless Personseng
dc.subjectHealth Careeng
dc.subjectVulnerable Populationseng
dc.subjectUnified Health Systemeng
dc.titleO cuidado à saúde das pessoas em situação de rua : invisibilidade das ações intersetoriais na cidade de São Carlos - SPpor
dc.title.alternativeThe health care of invisible homeless people: health professional concepts and social assistance in São Carlos, SP, Brazileng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Figueiredo, Wagner dos Santos
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5780408703746760por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1571158490265970por
dc.description.resumoAinda é um desafio para a saúde pública brasileira a potencialização do seu Sistema Único de Saúde (SUS) de forma a possibilitar a toda população o acesso aos serviços de saúde, e o cuidado ser realizado com qualidade. O que inclui a dificuldade da população em situação de rua em acessar os serviços de saúde neste território nacional. Apesar dessa população ser numericamente maior em metrópoles, atualmente, mesmo em cidades de médio porte, tal como São Carlos, existem pessoas nessa condição, justificando-se a escolha do município enquanto campo de pesquisa. O presente trabalho teve como objetivo analisar as práticas de cuidado e concepções sobre a população em situação de rua no município de São Carlos, a partir da fala dos profissionais de saúde que a realizam. Tratou-se de uma pesquisa social, tendo como instrumento a entrevista semi-estruturada e os grupos focais com 16 profissionais de serviços de saúde do SUS que praticam o cuidado as pessoas em situação de rua e um representante do serviço especializado para População de Rua do Sistema Único de Assistência Social. Para analisar os dados, foi utilizada a técnica da análise de conteúdos. À luz do conceito de vulnerabilidade e artigos a respeito do SUS e o cuidado à População em Situação de Rua discutiu-se cinco grandes categorias de conteúdos extraídos da entrevista/grupos focais. Foram essas: concepções sobre a População em Situação de Rua; concepções sobre o cuidado à saúde da População em Situação de Rua; cuidado realizado à saúde da População de Rua; conhecimento sobre a rede e intersetorialidade; formação para os profissionais cuidarem da População em Situação de Rua. Nos comentários finais, discutiu-se que existe a necessidade de ocorrerem processos de educação permanente para os trabalhadores sobre os diversos aspectos intrínsecos ao cuidado à população de rua. E que as gestões municipais, estaduais e federais possibilitem as condições adequadas de trabalho para que este trabalho possa ocorrer com qualidade.por
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Gestão da Clínicapor
dc.subject.cnpqCIENCIAS DA SAUDEpor
dc.ufscar.embargoOnlinepor
dc.publisher.addressCâmpus São Carlospor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record