Show simple item record

dc.creatorSouza, Renata Olzon Dionysio de
dc.date.accessioned2017-04-17T18:39:48Z
dc.date.available2017-04-17T18:39:48Z
dc.date.issued2016-08-29
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/8616
dc.description.abstractIntroduction and purpose: Disease of important medical and social impact, pneumonia reaches, especially, the age of children under five years. The family, responsible for child care should be understood in this context. Thus this research aimed to "understand the family as a unit of care in the child's illness situation pneumonia." Methodology: Descriptive documentary research led families of children hospitalized for pneumonia, under 5 years of age from areas of greater social vulnerability, in which the Calgary Family Assessment Model (CFAM) was used for data collection and analysis of results Results: 245 admissions were analyzed, which pointed to 22 families who contemplated the purpose of the study, of which 14 effectively participated in the interview. The application of CFAM granted us to observed families in the life cycle of development of young children, receiving the support of the extended family, using the various health facilities, unordered form and not referenced, with difficult access. The daily activities allowed to observe the care provided to children from the moment of prenatal, through breastfeeding and the mothercraft, in care for the prevention and disease situation. The female figure was more present in the mother's form and support of grandparents, and beliefs permeated the attitudes related to the disease in an attempt to control. Conclusion: This research allowed us to understand how health promotion occurs in the family unit, considering its support and the relationship with the health networks. Regarding the institutions, it was found not to effectiveness in carrying out its role. The model allowed a comprehensive look and systematized the family, demonstrating the need to understand the singularity of each, a movement, essential for nursing, making it possible to build jointly solutions, timely and assertive.eng
dc.description.sponsorshipNão recebi financiamentopor
dc.language.isoporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rights.uriAcesso abertopor
dc.subjectEnfermagem pediátricapor
dc.subjectDoença respiratóriapor
dc.subjectHospitalizaçãopor
dc.subjectHumanização da assistênciapor
dc.subjectVulnerabilidade socialpor
dc.subjectFamíliapor
dc.subjectRelações familiarespor
dc.subjectPediatric nursingeng
dc.subjectRespiratory diseaseeng
dc.subjectSocial vulnerabilityeng
dc.subjectFamilyeng
dc.subjectFamily relationshipseng
dc.subjectHospitalizationeng
dc.subjectHumanization of assistanceeng
dc.titlePneumonia e vulnerabilidade social : um olhar para famíliapor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Dupas, Giselle
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9461883918498554por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/8223503716906093por
dc.description.resumoIntrodução e objetivo: Doença de grande impacto médico social, a pneumonia atinge especialmente a faixa etária de crianças menores de cinco anos. A família, como responsável pelo cuidado da criança deve ser compreendida neste contexto. Desta forma esta pesquisa objetivou “compreender a família como unidade de cuidado na situação de adoecimento da criança por pneumonia”. Metodologia: A pesquisa documental descritiva levou as famílias de crianças internadas por pneumonia, menores de 5 anos de idade provenientes de regiões de maior vulnerabilidade social, nas quais o Modelo Calgary de Avaliação Familiar (MCAF) foi aplicado para coleta de dados e análise dos resultados. Resultados: Foram analisadas 245 internações, que apontaram para 22 famílias que contemplavam o objetivo do estudo, das quais 14 efetivamente participaram da entrevista. A aplicação do MCAF nos permitiu observar famílias no ciclo vital de desenvolvimento de filhos pequenos, recebendo o apoio da família extensa, utilizando os diversos equipamentos de saúde, deforma não ordenada e não referenciada, com dificuldade de acesso. As atividades de vida diária permitiram observar o cuidado prestado à criança desde o momento do pré-natal, passando pela amamentação e pela puericultura, em cuidados relativos a prevenção e a situação de doença. A figura feminina esteve mais presente na forma da mãe e no apoio das avós, e as crenças permearam as atitudes relacionadas à doença na tentativa do seu controle. Conclusão: Esta pesquisa permitiu compreender como a promoção à saúde ocorre na unidade familiar, considerando seus apoios e o relacionamento com as redes de saúde. Quanto às instituições, observou-se a não efetividade na realização de seu papel. O modelo utilizado permitiu um olhar amplo e sistematizado à família, demonstrando a necessidade de compreender a singularidade de cada uma, movimento este, fundamental para a enfermagem, tornando possível a construção de soluções de forma conjunta, pontual e assertiva.por
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Enfermagem - PPGEnfpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEMpor
dc.ufscar.embargoOnlinepor
dc.publisher.addressCâmpus São Carlospor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record