Show simple item record

dc.creatorMelinski, Anita de Cássia
dc.date.accessioned2018-03-27T16:29:40Z
dc.date.available2018-03-27T16:29:40Z
dc.date.issued2017-04-20
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/9610
dc.description.abstractThe Family Health Strategy (ESF) aims to change the assistance standard, which is marked by curative actions, to a new way to offer care with emphasis in health promotion and prevention. However, physical activity, which is an essential component of these actions, is not always a common knowledge among the minimum ESF team. Therefore, with the implementation of the Support Nucleus to the Family Health Strategy, the Physical Education professional start to play a relevant role in general health practices, who is indicated to be present in the support team to the Family Health Unity (USF). This professional would provide the support to physical activity practices (PCAF), including for the other members of the team, since workplace expose the professionals to high levels of stress, which may affect negatively their performance. Nevertheless, until the present moment, literature regarding the long-term repercussions of an educational training to USF professionals were not found. The aim of this study was to analyse the three-year repercussions of physical-activity educational training offered to several professionals by a physical education professional in aspects related to physical activity in health and affectivity among professionals in an USF. This was a exploratory qualitative study. Nine USF professionals who had participated in a physical activity educational training were selected through multiple-types deliberated sampling. Semi-structured interviews were conducted three years after the end of the educational training. Content analysis was used to interpret the data, supported by caring the carer theoretical referential, which allowed the identification and comprehension of the repercussions due to the educational training. Professional health (physical, psychological and physiological) and affectivity (team union) were identified repercussions. The educational training conducted by a Physical Education professional lead to health and affectivity repercussions in professionals even after three years of the end of the proposal.eng
dc.description.sponsorshipNão recebi financiamentopor
dc.language.isoporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rights.uriAcesso restritopor
dc.subjectEducação física e treinamentopor
dc.subjectEstratégia Saúde da Famíliapor
dc.subjectPromoção da saúdepor
dc.subjectSaúde do trabalhadorpor
dc.subjectPhysical education and trainingeng
dc.subjectFamily Health Strategyeng
dc.subjectHealth promotioneng
dc.subjectOccupational healtheng
dc.titleRepercussões biopsicossociais de uma capacitação em atividades físicas em uma Unidade de Saúde da Família de São Carlos / SPpor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Duarte, Ana Cláudia Garcia de Oliveira
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1996950253264696por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/6957331799444487por
dc.description.resumoA Estratégia Saúde da Família (ESF) visa mudar o padrão vigente de uma assistência marcada por ações curativas para outro com maior ênfase na promoção e prevenção. Entretanto, a atividade física, parte integrante dessas ações, nem sempre é de conhecimento dos profissionais da equipe mínima da ESF. Neste sentido, com a criação do Núcleo de Apoio a Saúde da Família, o profissional de Educação Física passou a ter maior destaque nas práticas de saúde em geral, sendo indicado para compor a equipe de apoio da Unidade de Saúde da Família (USF), garantindo suporte para realização de prática corporal / atividade física (PCAF) inclusive dos demais trabalhadores, uma vez que o ambiente laboral os expõe a níveis elevados de estresse, o que com grande chance afetará negativamente seus desempenhos profissionais, justificando a existência de espaços que objetivem o cuidado voltado para eles. Porém, até o presente momento, não foram encontrados relatos na literatura a respeito das repercussões de uma capacitação com esse tema em profissionais de diferentes áreas de uma USF após três anos de término da proposta. O objetivo do presente estudo foi analisar as repercussões de uma capacitação realizada por um educador físico sobre assuntos referentes às atividades físicas na saúde e afetividade de profissionais em uma USF após três anos de término da referida capacitação. Trata-se de um estudo de campo exploratório de caráter qualitativo. Foram convidados a participar os nove profissionais atuantes em uma USF que anteriormente participaram de uma capacitação em atividades físicas, selecionados por amostragem deliberada por variedades de tipo. Para a coleta de dados foi realizada uma entrevista semidirigida após três anos do término da capacitação. Para a análise e interpretação dos dados, foi utilizada a análise de conteúdo apoiada no referencial teórico do cuidando do cuidador mediante trajetória ideográfica-nomotética, permitindo a identificação e compreensão das repercussões decorrentes de uma capacitação envolvendo atividades físicas. Foram identificadas repercussões na saúde do trabalhador (psicológicas, físicas e fisiológicas) e na afetividade (união da equipe). A capacitação realizada por um educador físico sobre assuntos referentes às atividades físicas em uma USF implicou em repercussões na saúde e afetividade de profissionais após três anos do término da proposta.por
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Gestão da Clínicapor
dc.subject.cnpqCIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICApor
dc.subject.cnpqCIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICApor
dc.ufscar.embargo24 meses após a data da defesapor
dc.publisher.addressCâmpus São Carlospor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record