Show simple item record

dc.contributor.authorBergamim, Gabriel Barbosa de Souza
dc.date.accessioned2020-07-06T23:15:33Z
dc.date.available2020-07-06T23:15:33Z
dc.date.issued2018-11-21
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/13015
dc.description.abstractScholar Physical education is an environment in wich the students’ participation use to occur in a hierarchical way, different styles of participation can be observed and some power and protagonism relationships are established, especially in team sports. Among the factors that influence those relationships in classes are the student’s motor ability level, their biotype, the amount of class colleagues wherewith their establish relationships and the student’s sex. The scientific literature already points that the last aspect is an important marker. Two researches were used as base to data collection and analysis in current research, one recent and other with more than 30 years (JACO, 2012; GRIFFIN, 1984; GRIFFIN, 1985). Both researches found categories that describe different manners of participating in classes. The current study was characterized as ethnographic, making use of participating observation and the half strutuctured interview; and had as general objective to check wich participation styles can be identified in 6th grade Physical Education classes. The results appoint that there are different participation styles in Physical Education classes, especially the styles: Macho, Lost Soul, Nice Guy, Invisible Player, Protagonist, Figurant, Flutuant and excluded, proposed by Griffin (1984; 1985) and Jaco (2012), likewise the styles Egoist and Distracted, incorporated by the current research; and that the teacher must be alert to any situation that can negative influence on student’s motivation an interest in classes. It was concluded that the teacher should be aware that their students have different manners of understanding and appropriating the classes, being disposed to intervene on constringing situations that can exercise negative influence on students’ motivation, provoking their reflections about how they can act thinking on constructing a space in wich everyone can feel equally included and motivated to participate.eng
dc.description.sponsorshipNão recebi financiamentopor
dc.language.isoporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectEducação física escolarpor
dc.subjectParticipaçãopor
dc.subjectGêneropor
dc.subjectScholar physical educationeng
dc.subjectParticipationeng
dc.subjectGendereng
dc.titleUma análise sobre os estilos de participação entre meninas e meninos nas aulas de Educação Físicapor
dc.title.alternativeA analysis about the participation styles between girls and boys in Physical Education classeseng
dc.typeTCCpor
dc.contributor.advisor1Souza Júnior, Osmar Moreira de
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9176123942671062por
dc.description.resumoA Educação Física escolar (EFe) é um ambiente no qual a participação dos alunos nas atividades costuma ocorrer de forma hierarquizada, diferentes maneiras de participar da aula podem ser observadas e algumas relações de poder e protagonismo são estabelecidas, em especial nos jogos desportivos coletivos. Entre os fatores que influenciam tais relações nas aulas estão o nível de habilidade motora do aluno, seu biotipo, a quantidade de colegas de turma com os quais se relaciona e o fato de ser menino ou menina. A literatura científica já aponta que esse último aspecto é um marcador importante. Duas pesquisas foram utilizadas como base para a coleta e análise dos dados dessa pesquisa, uma é recente e a outra foi feita há mais de 30 anos (JACO, 2012; GRIFFIN, 1984; GRIFFIN, 1985). Ambas as pesquisas encontraram categorias que descrevem diferentes maneiras de participar das aulas. O presente estudo foi caracterizado como etnográfico, fazendo o uso da observação participante e da entrevista semiestruturada, teve como objetivo geral verificar quais os estilos de participação que se apresentam em aulas de Educação Física em uma turma de 6º ano. Os resultados apontam que existem diferentes estilos de participação nas aulas de Educação Física com destaques para os estilos: Macho, Lost Soul, Nice Guy, Invisible Player, Protagonista, figurante e flutuante, propostos por Griffin (1984; 1985) e Jaco (2012), bem como os estilos egoísta e distraído, incorporados pela atual pesquisa; e que o professor deve estar atento a situações que podem exercer influência negativa na motivação e no interesse de algum de seus alunos pelas aulas. Os alunos também observam que existem diferentes estilos de participação. Além disso, verificou-se que o sexo do estudante é um dos principais dos diversos fatores que exercem influência sobre a maneira como o mesmo participa da aula e sobre a sua motivação para com a mesma. Concluiu-se que o docente deve estar ciente de que seus alunos têm maneiras diferentes de entender a aula e de se apropriar da mesma, estando disposto a intervir em situações de constrangimento que podem exercer efeito negativo na motivação dos alunos, provocando a reflexão dos mesmos sobre como podem agir pensando em construir um espaço no qual todos se sentem igualmente incluídos e motivados a participar.por
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICApor
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIApor
dc.publisher.addressCâmpus São Carlospor
dc.contributor.authorlatteshttp://lattes.cnpq.br/8059679311395550por
dc.publisher.courseEducação Física - EFLpor


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil