Show simple item record

dc.creatorMendes, Anderson Fabrício
dc.date.accessioned2016-06-02T20:02:50Z
dc.date.available2012-09-19
dc.date.available2016-06-02T20:02:50Z
dc.date.issued2012-03-30
dc.identifier.citationMENDES, Anderson Fabrício. Da resolução de quebra-cabeças em sala de aula à aplicabilidade no cotidiano de uma marmoraria: o que os estudantes do 9º ano do ensino fundamental falam e escrevem sobre o conceito de área. 2012. 160 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Exatas e da Terra) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2012.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/4432
dc.description.abstractThe main goal of this investigation is to analyze students‟ speeches and writings of students in the 9th year (Ensino Fundamental) about the concept of area , from guiding educational activities (Moura, 1996), involving the contents of notable areas of polygons:rectangles, triangles, , parallelogram, trapezoid triangle and losanges, including, the composition and the decomposition of plane figures. The activities constitute a puzzle. They were elaborated and developed by the researcher in the classroom and in the context of a marble yard.The investigation is qualitative and it can be characterized as a case study. It was conducted by the researcher the whole time, since he is the class teacher. It means, the teacher not only observed the class but also took notes of the movement that happened in the class. The question guiding the study is: what do students from the 9th year (Ensino Fundamenta) say and write about the area concept while they really live those guiding educational activities, inside the class and also in a marble yard context? The analysis of speech and writing were made by observing the categories related to the contents. As a result, the researcher tried to gather information, identify and comprehend, from the speeches and writings, what the students learned by showing it, as well as their difficulties or still, the relations that they make between what happens inside class and every day, giving emphasis on the use of formulas for calculating the areas and the application of these ones in the marble yard. It was also produced: guiding educational activities about the polygons area concepts.It is noteworthy, that this investigation summarizes theoretical and methodological the movements that happened inside the class and also in the marble yard.eng
dc.description.sponsorshipFinanciadora de Estudos e Projetos
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectGeometriapor
dc.subjectQuebra-cabeçaspor
dc.subjectEnsino de Geometriapor
dc.subjectMatemática - aplicaçãopor
dc.subjectÁreas e volumespor
dc.subjectGeometric teachingeng
dc.subjectGeometric puzzleseng
dc.subjectApplication of mathematicseng
dc.subjectTeaching area of polygonseng
dc.titleDa resolução de quebra-cabeças em sala de aula à aplicabilidade no cotidiano de uma marmoraria: o que os estudantes do 9º ano do ensino fundamental falam e escrevem sobre o conceito de áreapor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Sousa, Maria do Carmo de
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6637658562543505por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/8091087169487406por
dc.description.resumoO objetivo desta investigação é identificar e compreender o processo de apropriação e construção do conceito de área, por estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental, analisando suas falas e suas escritas, a partir de atividades orientadoras de ensino (Moura, 1996) que envolvem os conteúdos de áreas dos polígonos notáveis: Retângulo, Triângulo, Paralelogramo, Trapézio e Losango, incluindo-se aí, a composição e a decomposição de figuras planas. As atividades se constituem por quebracabeças. Foram elaboradas pelo pesquisador , desenvolvidas na sala de aula e no contexto de uma Marmoraria. A investigação é qualitativa e pode ser caracterizada como estudo de caso. Foi conduzida pelo pesquisador em todos os momentos, uma vez que este é o professor da sala, ou seja, o professor não se limitou apenas a observar e a anotar o movimento ocorrido na sala de aula. A questão que norteia o estudo é: o que estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental falam e escrevem sobre o conceito de área enquanto vivenciam atividades orientadoras de ensino, tanto na sala de aula, quanto no contexto de uma marmoraria? A análise das falas e das escritas foi feita mediante categorias de análise relacionadas aos conteúdos envolvidos. Como resultado do trabalho, procurou-se reunir informações, identificar e compreender, a partir das escritas e das falas, o que os estudantes evidenciam que aprenderam, bem como suas dificuldades ou ainda as relações que fazem entre o que ocorre na sala de aula e no cotidiano, destacando-se o uso das fórmulas para o cálculo de áreas e aplicação destas na marmoraria. Produziram-se ainda, atividades orientadoras de ensino sobre os conceitos de área de polígonos. Ressalta-se que esta investigação sintetiza teórica e metodologicamente os movimentos ocorridos tanto na sala de aula, quanto na marmoraria.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Ensino de Ciências Exataspor
dc.subject.cnpqCIENCIAS EXATAS E DA TERRA::MATEMATICApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record