Show simple item record

dc.creatorPimenta, Dionisio da Silva
dc.date.accessioned2016-06-02T20:11:03Z
dc.date.available2014-02-14
dc.date.available2016-06-02T20:11:03Z
dc.date.issued2013-10-01
dc.identifier.citationPIMENTA, Dionisio da Silva. Nação em processo e identidades em trânsito: a face pós-colonial em o último voo do flamingo, de Mia Couto. 2013. 138 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2013.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/4722
dc.description.abstractThis work intends to analyse the novel O último voo do flamingo, by Mia Couto, through the postcolonial theory, showing how the narrative constructs a political criticism to the administration of a small village called Tizangara, possible metonymy of Mozambique. In this way, the goals are to demonstrate how some aesthetic resources that the novel uses, such as the satire, the uncommon, the oral tradition and the discursive construction of the difference, work as mechanisms of expurgation of a political corruption and contribute to the fiction to be a way of promoting the catharsis of a postcolonial locus.eng
dc.description.sponsorshipFinanciadora de Estudos e Projetos
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectLiteraturapor
dc.subjectLiteratura africanapor
dc.subjectEstudos culturaispor
dc.subjectLiteratura moçambicanapor
dc.subjectCouto, António Emílio Leite, 1955- - crítica e interpretaçãopor
dc.subjectTeoria pós-colonialpor
dc.subjectMia Coutopor
dc.subjectPostcolonial theoryeng
dc.subjectMozambican literatureeng
dc.subjectMia Coutoeng
dc.titleNação em processo e identidades em trânsito: a face pós-colonial em o último voo do flamingo, de Mia Coutopor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Valentim, Jorge Vicente
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4427303771174064por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/5569800642482195por
dc.description.resumoEste trabalho pretende analisar o romance O último voo do flamingo, de Mia Couto, por meio da teoria pós-colonial, demonstrando como a narrativa constrói uma crítica política à administração de uma pequena vila chamada Tizangara, lida como possível metonímia de Moçambique. Nesse sentido, os objetivos são demonstrar como alguns recursos estéticos que o romance utiliza, como a sátira, o insólito, a tradição e a construção discursiva da diferença, funcionam como mecanismos de expurgação de uma corrupção política e contribuem para a ficção ser um modo de promover a catarse de um locus pós-colonial.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Estudos de Literaturapor
dc.subject.cnpqLINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRASpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record