Show simple item record

dc.creatorPereira, Luiz Fernando de Paula
dc.date.accessioned2016-06-02T20:39:19Z
dc.date.available2013-12-09
dc.date.available2016-06-02T20:39:19Z
dc.date.issued2013-04-19
dc.identifier.citationPEREIRA, Luiz Fernando de Paula. No labirinto da gestão: notas sobre moradores de rua e trabalhadores da assistência social. 2013. 108 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2013.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/6759
dc.description.abstractCette thèse porte sur la gestion des sans domicile fixe en dehors des contextes métropolitains ou des grands centres urbains. Elle vise l‟analyse des mécanismes qui affectent à la fois les sans domicilie fixe assistés, que les professionnels qui travaillent dans les institutions, en interrogeant l‟action de l‟État. L'enquête a été menée dans deux institutions d‟accueil des sans domicile fixe à São Carlos/SP-Brésil: un Centre de Référence Spécialisé dans la Protection Sociale: accueil de la population des sans domile fixe (CREAS -POP) et SOS Auberge de Nuit Santa Isabel. L‟analyse mobilise notamment l‟approche de Michel Foucault, en particulier les catégories des dispositifs, des rapports de pouvoir et de la population. D‟après notre hypothèse générale, le processus de transformation des sans domicile fixe en usagers des services de l'aide sociale a des effets non prévus par l‟institution. Dans ce sens, il y a une diversité de pratiques qui peuvent être interprétées en termes de rapports de pouvoir, y compris des formes de résistance des usagers comme des professionnels qui composent, transforment et remodèlent le dispositif d'assistance sociale . Cependant, l‟analyse porte aux processus qui impliquent les professionnels et les gestionnaires des services aussi. L‟objectif de la recherche est d‟analyser un certain nombre de situations qui permettent de saisir des gestes, croyances, conduites, ressentiments, prescriptions qui correspondent à des perspectives spécifiques en interaction, pour en saisir les tensions sous-jacentes. La proposition est de traiter des questions qui ne sont pas faciles à comprendre et qui ont peu de recherches.fra
dc.description.sponsorshipUniversidade Federal de Minas Gerais
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectSociologiapor
dc.subjectPessoas desabrigadaspor
dc.subjectTrabalhadores da assistência socialpor
dc.subjectAssistência socialpor
dc.subjectMoradores de ruapor
dc.subjectFuncionários da Assistência Socialpor
dc.subjectGestãopor
dc.subjectAide socialefra
dc.subjectSans domicile fixefra
dc.subjectDes fonctionnaires de la protection socialefra
dc.subjectLa gestionfra
dc.titleNo labirinto da gestão: notas sobre moradores de rua e trabalhadores da assistência socialpor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Rizek, Cibele Saliba
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1903375661827033por
dc.description.resumoEsta dissertação de mestrado trata da gestão de moradores de rua fora de contextos metropolitanos ou de grandes centros urbanos. Seu objetivo é apresentar mecanismos que incidem, tanto sobre moradores de rua atendidos, quanto sobre os profissionais que trabalham em instituições de acolhimento. Também pretende demonstrar determinadas ações governamentais geradas em torno dessa problemática. A pesquisa foi realizada em duas instituições que atendem moradores de rua em São Carlos/SP: um Centro de Referência Especializada em Assistência Social: atendimento para a população em situação de rua (CREAS-POP) e o SOS Albergue Noturno Santa Isabel. Para a construção dos argumentos apresentados, são utilizados argumentos de Michel Foucault, sobretudo no que diz respeito aos dispositivos, às relações de poder e população. De forma geral, parte-se do pressuposto de que os moradores de rua que são transformados em usuários dos serviços de Assistência Social não necessariamente deixam a situação de rua em que se encontram. Nesse sentido, há inúmeras práticas interpretadas a partir de relações de forças, principalmente as manifestações de resistências de muitos agentes envolvidos que compõem, transformam e reformulam o que é nomeado de dispositivo de assistência social. Entretanto, deve-se levar em consideração que esses processos também incidem sobre os profissionais e gestores que dele fazem parte. A partir de determinadas situações em que se cruzam intencionalidades, gestos, opiniões, condutas, ressentimentos, normativas, enfim perspectivas a proposta é lidar com questões que não são facilmente compreensíveis e que ainda foram pouco pesquisadas.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Sociologiapor
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record