Show simple item record

dc.creatorCorrea, Paulo Gustavo Pellegrino
dc.date.accessioned2016-06-02T19:14:53Z
dc.date.available2010-04-05
dc.date.available2016-06-02T19:14:53Z
dc.date.issued2009-06-04
dc.identifier.citationCORREA, Paulo Gustavo Pellegrino. MINUSTAH e diplomacia solidária : criação de um novo paradigma nas operações de paz?. 2009. 110 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2009.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/973
dc.description.abstractThe purpose of our research is to test the Brazilian proposal of creating a new paradigm of intrastate conflict resolution from its experience in the command of United Nations Stabilization Mission in Haiti ( MINUSTAH ). The Brazilian motivations in joining the rebuilding process of Haiti ( Solidarity Diplomacy ) and a multidimensional vision are aspects that, according to the Brazilian government, would distinguish MINUSTAH from past unsuccessful missions commanded by the United States. First of all, we ll analyze the political/ ideological motivations of the peacekeeping operation contributors, more specifically the USA and Brazil. Then, we will evaluate any innovative aspect in Brazil s cooperation projects carried out by Brazilian Agency for Cooperation (ABC) provided to Haiti and we ll compare them to the projects developed by the United States Agency for International Development (USAID) concerning the projects formulation process and objectives. At last, we'll analyze MINUSTAH s modus operandis, more specifically the Brazilian troops, to be able to check if, in fact, there is a Brazilian ethos capable of supporting a change of paradigm in the peacekeeping operations.eng
dc.description.sponsorshipFinanciadora de Estudos e Projetos
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectPolítica internacionalpor
dc.subjectNações Unidaspor
dc.subjectPazpor
dc.subjectBrasil - intervenção militarpor
dc.subjectHaitipor
dc.titleMINUSTAH e diplomacia solidária : criação de um novo paradigma nas operações de paz?por
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Martins Filho, João Roberto
dc.contributor.advisor1Latteshttp://genos.cnpq.br:12010/dwlattes/owa/prc_imp_cv_int?f_cod=K4721496H0por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/4935704081469903por
dc.description.resumoO propósito de nossa pesquisa é de submeter à crítica a proposta brasileira de criar um novo paradigma de solução de conflitos intra-estatais a partir de sua experiência no comando da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (MINUSTAH). As motivações do Brasil em participar do processo de reconstrução do Haiti (Diplomacia Solidária) e uma visão multidimensional são elementos que, de acordo com o governo brasileiro, diferenciariam a MINUSTAH das mal sucedidas missões anteriores comandadas pelos Estados Unidos. Primeiramente analisaremos as motivações político-ideólogicas dos países contribuintes em operações de paz, mais especificamente dos EUA e do Brasil. Em seguida, avaliaremos qualquer elemento inovador nos projetos de cooperação do Brasil via Agência Brasileira de Cooperação (ABC), com o Haiti e faremos uma comparação com os projetos desenvolvidos pela Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), no que diz respeito ao processo de formulação e objetivos dos projetos. Posteriormente, analisaremos o modus operandi da MINUSTAH, mais especificamente das tropas brasileiras, para então averiguar se existe de fato um ethos brasileiro capaz de sustentar uma mudança de paradigma dentro das operações de paz.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Ciência Políticapor
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::CIENCIA POLITICApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record