Show simple item record

dc.creatorPiccoli, Matheus
dc.date.accessioned2016-06-02T19:15:03Z
dc.date.available2015-03-10
dc.date.available2016-06-02T19:15:03Z
dc.date.issued2014-09-10
dc.identifier.citationPICCOLI, Matheus. Da hegemonia a uma conjuntura de crise política (1929- 1932): a participação paulista. 2014. 125 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2014.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/1036
dc.description.abstractThe First Republic (1889-1930) is known for the existence of federalism, the domain of the state Republican Parties, and the economy focused on the production of coffee, the major export of the country until the Great Depression of 1929, which changed the dynamics the world economy. Policy frameworks in the last decade of the regime society, 1920's, there were major social disruption discharging in an untenable situation, resulting in a transformation of the political system after the victory of Julio Prestes. His candidacy, chosen by Washington Luís, and subsequently his election victory, to the disgust of mineira policy elite, gaucha and state oppositions. This disagreement was crucial to system fragmentation point, generating a new political organization in Brazil, entirely different from the republican period, based on an administrative centralization around the Union Therefore, this present study aims to study the role, mainly actors political São Paulo, the events related to the 1930 Revolution, and how it behaved before this milestone in Brazilian history. It seeks to understand for what reason federalism that benefited the State of São Paulo and his collapse affected his independence from other states achieved by the end of the Empire and Republic Day. Related to this central problem, three questions are appended: What is the reason Washington Luís have chosen a paulista candidate for his succession? He was acting as institutional norms of the period or your choice was precipitated, causing the acceleration of the decline of the system process? How to react to the political elite of São Paulo with this choice, both before and after the revolution? For this, the method of situational analysis is used. Through modeling of Brazilian society, observes the actions of individual actors in this moment of institutional crisis, to finally understand the motivations that contributed to the dissolution of the First Republic.eng
dc.description.sponsorshipFinanciadora de Estudos e Projetos
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectInstituições políticaspor
dc.subjectSão Paulo (Estado)por
dc.subjectPartido Republicano Paulistapor
dc.subjectVargas, Getúlio Dornelles, 1883 - 1954por
dc.subjectBrasil - história - revolução, 1930por
dc.subjectLuis, Washington, 1869-1957por
dc.titleDa hegemonia a uma conjuntura de crise política (1929- 1932): a participação paulistapor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Kerbauy, Maria Teresa Miceli
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4762029784021248por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/8306117216444997por
dc.description.resumoA Primeira República (1889-1930) é conhecida pela organização federativa, o domínio dos Partidos Republicanos estaduais, e a economia voltada para a produção do café, o maior produto de exportação do país até a Grande Crise de 1929, que alterou a dinâmica da economia mundial. Nos quadros políticos da sociedade da última década do regime, a de 1920, ocorreram grandes perturbações sociais desembocando em uma conjuntura insustentável, acarretando em uma transformação do sistema político após a vitória de Júlio Prestes. Sua candidatura, escolhida por Washington Luís, e posteriormente sua vitória eleitoral, provocou o descontentamento da elite política mineira, gaúcha e das oposições estaduais. Esse desentendimento foi o ponto crucial para a fragmentação do sistema, gerando uma nova organização política no Brasil, totalmente diversa do período republicano, pautada em uma centralização administrativa em torno da União. Assim, este presente trabalho visa estudar qual o papel, principalmente dos atores políticos paulistas, nos acontecimentos relacionados à Revolução de 1930, e como ela se comportou diante deste marco na historiografia brasileira. Procura-se entender por qual razão o federalismo que beneficiava o Estado de São Paulo ruísse e afetasse sua independência frente aos outros Estados conseguida com o fim do Império e a Proclamação da República. Relacionado a esse problema central, três perguntas são anexas: Qual a razão de Washington Luís ter escolhido um candidato paulista para sua sucessão? Ele estava agindo conforme as normas institucionais do período ou sua escolha foi precipitada, causando a aceleração do processo de queda do sistema? Como reage a elite política de São Paulo com esta escolha, tanto antes quanto posterior a revolução? Para isso, é utilizado o método da análise situacional. Através da modelagem da sociedade brasileira, observa-se as ações dos atores individuais neste momento de crise institucional, para enfim entender as motivações que contribuíram para a dissolução da Primeira República.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciência Política - PPGPolpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::CIENCIA POLITICApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record