Show simple item record

dc.contributor.authorPereira, Karina
dc.date.accessioned2016-06-02T20:18:08Z
dc.date.available2008-05-20
dc.date.available2016-06-02T20:18:08Z
dc.date.issued2008-04-16
dc.identifier.citationPEREIRA, Karina. Perfil do desenvolvimento motor de lactentes com síndrome de Down dos 3 aos 12 meses de idade. 2008. 156 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2008.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/5092
dc.description.abstractThis study aimed to characterize and identify the rate of motor development in both infants with Down syndrome (experimental group) and typical infants (control group) at the age range of 3-12 months. The infants were assessed in terms of motor performance, motor acquisition, minimum and maximum age to acquire a motor skill, and maximum age to acquire all the skills composing each positional scale (prone, supine, sitting and standing). Three papers and one chapter of a book were written to deal with these issues. The Alberta Infant Motor Scale (AIMS) was used for data collection. In paper 1, the rate of motor development in typical infants increased over the months in all body positions. Significant motor performance was observed at 3 and 6 months for the girls, and at 12 months for the boys. There was no relationship of weight and length, whether at birth or over age, with the infants motor development. In paper II, the experimental group showed an increasing but slow rate of motor development from 3 to 12 months. In paper III, motor performance was lower in infants of the experimental group. These infants took one to four months more to acquire motor skills when compared to control group. In the chapter of the book, examples of how to handle infants emphasized neuro-sensorymotor stimuli in different body positions with the aim of instructing caregivers on how to stimulate their child to interact, explore and learn about the environment in a more functional and independent manner. The results indicated that motor development was increased in infants with Down syndrome, following the same sequence of motor acquisitions as the typical infants. However, the rate was slower for the infants with Down syndrome, especially in prone, sitting and standing positions in which they were unable to perform all the skills. Furthermore, the infants with Down syndrome took more time to acquire a new skill. These studies fill the gap in the knowledge about the process of motor development as well as about the identification of motor milestones in infants with Down syndrome under physiotherapy intervention. In this sense, this research allows therapists to properly identify and assess infants with Down syndrome, thus contributing towards both the planning of therapeutic intervention and the development of guidelines aimed at instructing caregivers on how to prioritize antigravity positions and skills.eng
dc.description.sponsorshipFinanciadora de Estudos e Projetos
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectDown, Síndrome depor
dc.subjectIntervençãopor
dc.subjectOrientação de mãespor
dc.subjectCapacidade motora nas crianças - desenvolvimentopor
dc.subjectPosturapor
dc.subjectLactentespor
dc.titlePerfil do desenvolvimento motor de lactentes com síndrome de Down dos 3 aos 12 meses de idadepor
dc.typeTesepor
dc.contributor.advisor1Tudella, Eloisa
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3207258034860219por
dc.description.resumoO estudo teve por objetivo caracterizar e identificar o ritmo de desenvolvimento motor de lactentes com síndrome de Down (grupo experimental) e típicos (grupo controle) nas idades de 3 a 12 meses. Foram analisados o desempenho motor, a aquisição motora, a idade mínima e máxima em que os lactentes adquirem cada habilidade motora e a idade máxima em que completam todas as habilidades referentes às subescalas (posturas), prona, supina, sentada e em pé. Para isto, foram elaborados 3 estudos e um capítulo de livro. Na coleta de dados, utilizou-se a Alberta Infant Motor Scale (AIMS). No Estudo I, o ritmo de desenvolvimento motor dos lactentes típicos foi crescente ao longo dos meses para cada uma das posturas. As meninas apresentaram desempenho motor significativo no 3o e 6o mês, e os meninos no 12o mês. Não houve relação das variáveis peso e comprimento ao nascimento e ao longo dos meses com o desempenho motor dos lactentes. No Estudo II, o ritmo de desenvolvimento motor do grupo experimental do 3o ao 12o mês foi crescente e lento. No Estudo III, verificou-se que o grupo experimental apresentou desempenho motor inferior ao do grupo controle e atraso de um a quatro meses a mais para iniciar a aquisição de suas habilidades motoras. No capítulo do livro, manuseios enfatizando os estímulos neuro-sensório-motores nas diferentes posturas foram ilustrados com o objetivo de ensinar os cuidadores, a estimular nas crianças o aprendizado, a interação e a exploração do ambiente com mais funcionalidade e independência. Os resultados permitem concluir que os lactentes com síndrome de Down apresentaram desenvolvimento motor crescente, seguindo a mesma seqüência de aquisições das habilidades motoras dos lactentes típicos; entretanto, o ritmo foi mais lento, principalmente, nas posturas prona, sentada e em pé, nas quais a maioria dos lactentes não completou as habilidades motoras. Os lactentes com síndrome de Down permaneceram mais tempo em determinada habilidade antes de adquirirem a habilidade subseqüente quando comparados aos lactentes típicos. Esses estudos complementam as lacunas de informações sobre o processo de desenvolvimento motor e a identificação dos marcos motores em lactentes com síndrome de Down, sob intervenção terapêutica. Dessa forma, este trabalho permite aos terapeutas avaliar e discriminar lactentes com síndrome de Down de acordo com o que é considerado adequado para a síndrome, o que, por sua vez, poderá favorecer o planejamento de intervenção terapêutica e a orientação aos cuidadores, visando a priorização de posturas e habilidades antigravitacionais.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Fisioterapia - PPGFtpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS DA SAUDE::FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONALpor
dc.contributor.authorlatteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4772959A4por


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record