Show simple item record

dc.creatorSoma, Sheila Maria Prado
dc.date.accessioned2019-01-29T18:42:29Z
dc.date.available2019-01-29T18:42:29Z
dc.date.issued2018-07-11
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/10879
dc.description.abstractParental Alienation (PA) refers to the behaviors of a parent or family member (alienator) who initiates a defamatory campaign directed at the other parent (alienated), to hinder or prevent the contact of the family member with the child. PA has a scarce number of scientific studies in Brazil and is considered controversial by the scientific literature in spite of the fact that this country has a Federal Law on the subject. Despite the lack of data in the area,forensic professionals, especially psychologists, are called to act in PA cases, and may not be prepared to do so. Thus, the present dissertation has aimed to investigate the familiarity of Brazilian psychologies with PA and how they would use the concept in simulataed cases to subsequentely plan, and evaluate an online training course on the subject, with the purpose of filling possible gaps in the training of suchprofessionals, helping them improve their practices. The results of the dissertation are presented in four scientific papers: the first one refers to an already published review study of Brazilian publications on PA which analyzed 13 studies, verifying that most of them referred to theoretical constructs with questionable validity. The second article evaluated, through an online survey, the concepts of 137 Brazilian psychologists about PA and how they would apply such concept in simulated cases, concluding, among other aspects, that although participants admitted familiarity with the term, they presented difficulties in a case study vignette that with interface with child sexual abuse, demonstrating the need for further training in the area. Article 3 aimed to develop and provide an online PA training and its effectiveness in performance of 40 psychologists in termos of comparison with a PA questionnaire before and after the training. Among the results, statistical significance was found mainly in relation to an increase of familiarity with PA. The fourth and last paper, conducted a social evaluation of 38 psychologists who took the online course. Results pointed out that participants evaluated the training as positive and enriching for their practices. Half of participants presented personal difficulties which were mostly related to personal time management, as well as using resources from the online plataform. Finally, the dissertation unveils the controversial topics associated with PA and the complexity of assessing alegations at risk of minimizing claims of the severe problem of child sexual abuse. In addition, the present work evaluates a pioneer attempt to conduct online training to Brazilian psychologists on PA, which may be a starting point for new empirical studies on the subject, particularly on continuing education to professionals on parental alienation.eng
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)por
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)por
dc.language.isoporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rights.uriAcesso abertopor
dc.subjectAlienação parentalpor
dc.subjectSíndrome de Alienação Parentalpor
dc.subjectEducação à distânciapor
dc.subjectParental alienationeng
dc.subjectParental Alienation Syndromeeng
dc.subjectDistance learningpor
dc.titleFormação continuada sobre alienação parental a profissionais da psicologia: um estudo em EADpor
dc.title.alternativeContinuing education on parental alienation for psychology professionals: a study in distance learningeng
dc.typeTesepor
dc.contributor.advisor1Williams, Lúcia Cavalcanti de Albuquerque
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6962646759651464por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/5149325760046802por
dc.description.resumoA Alienação Parental (AP) se refere aos comportamentos de um genitor ou familiar (alienador), que faz uma campanha difamatória direcionada ao outro genitor (alienado) com o objetivo de dificultar ou impedir o contato do mesmo com o(a) filho(a). Trata-se de um tópico pouco pesquisado no Brasil, sendo a AP é um constructo ainda controverso do ponto de vista científico apesar de termos uma lei sobre o tema. Apesar da lacuna em pesquisas os profissionais da área forense, no Brasil, em especial profissionais da psicologia, são convocados a atuar diante dos casos de AP, podendo não estar preparados para tal. Sendo assim, a presente tese teve como objetivo, investigar a familiaridade de profissionais de psicologia sobre a temática da AP e como se posicionariam em casos simulados, para assim criar, executar e avaliar uma capacitação online sobre tal temática, com o intuito de suprir possíveis lacunas na formação desses profissionais, auxiliando-os a aprimorar suas práticas. Os resultados da presente tese são apresentados em quatro artigos científicos sendo que o primeiro se refere a um estudo de revisão já publicado que analisou 13 estudos brasileiros sobre AP, verificando que a maioria se referia a estudos teóricos com qualidade a desejar. O segundo artigo avaliou, por meio de survey online, a familiaridade e concepções de 137 psicólogos brasileiros sobre AP e como esses utilizariam o conceito em estudos de caso simulados, concluindo, dentre outros aspectos, que apesar de estarem familiarizados com a AP, os participantes apresentaram dificuldades em avaliar a vinheta de estudo de caso com interface com o abuso sexual infantil, demonstrando necessidade de maior capacitação na área. O artigo 3 objetivou criar e executar uma capacitação online sobre AP oferecida a 40 psicólogos e avaliar a efetividade da mesma no desempenho dos mesmos em questionário aplicado antes e após a capacitação. Tal capacitação foi dividida em três unidades de aprendizagem e duas unidades de testes, compreendendo a temática da AP, maus-tratos infantis e intervenção nos casos de AP. Dentre os resultados, verificou-se que houve melhora no desempenho dos profissionais após participarem do curso, apresentando significância estatísticas principalmente em relação ao aumento de familiaridade com AP. O quarto e último artigo, realizou uma avaliação social de 38 cursistas a respeito da capacitação online oferecida. Os resultados apontaram que os cursistas, em grande maioria, avaliaram a capacitação como positiva e enriquecedora para suas práticas. Metade dos participantes indicou dificuldades pessoais em acompanhar o curso, bem como em utilizar os recursos da plataforma online. Por fim a presente tese descortina a as controvérsias associadas ao conceito de AP e complexidade em avaliá-lo, havendo risco de tal conceito injustificadamente encobrir o grave fenômeno de Abuso Sexual Infantil. Além disso, a tese disponibiliza e avalia um curso inédito no Brasil em EAD a psicólogos sobre AP, constituindo um ponto de partida para novos estudos empíricos sobre a temática, em especial sobre avaliação e formação continuada a profissionais que atuam com tal tema.por
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Psicologiapor
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::TRATAMENTO E PREVENCAO PSICOLOGICApor
dc.description.sponsorshipIdFAPESP/CAPES: 2014/09582-5por
dc.description.sponsorshipIdCNPq: 445199/2015-6por
dc.ufscar.embargoOnlinepor
dc.publisher.addressCâmpus São Carlospor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record