Mostrar registro simples

dc.creatorAraújo, Juliana Pereira de
dc.date.accessioned2016-06-02T19:35:36Z
dc.date.available2010-01-15
dc.date.available2016-06-02T19:35:36Z
dc.date.issued2009-12-11
dc.identifier.citationARAÚJO, Juliana Pereira de. A docência em uma escola do campo: narrativas de seus professores. 2009. 171 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2009.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2228
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEducaçãopor
dc.subjectEducação ruralpor
dc.subjectFormação de professorespor
dc.subjectNarrativaspor
dc.titleA docência em uma escola do campo: narrativas de seus professorespor
dc.typeTesepor
dc.contributor.advisor1Oliveira, Rosa Maria Moraes Anunciato de
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3064136997342775por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/4192018360933676por
dc.description.resumoo Brasil desde os tempos coloniais há a coexistência de escolas do campo e de escolas da cidade, pois coexistem também padrões de produção e produtividade típicos do meio urbano e do meio rural. Sobre a docência nas escolas da cidade muito já se foi dito e existe noção objetivada de seus sujeitos, seus desafios e avanços. A docência no campo, no entanto, ainda é pouco conhecida, assim como seus professores. A crença que a melhoria da qualidade de nossa educação depende do conhecimento e da valorização de e sobre seus sujeitos, sejam eles do campo ou da cidade e, a concepção da pesquisa como um dos caminhos para esse processo permitiu a realização da pesquisa que originou este trabalho. Nela admitiu-se como objetivo, conhecer como se dá a constituição da docência em uma escola do campo. Adotou-se como hipótese a existência de um processo de resignificação alimentado pelas especificidades do contexto, que modificaria a docência destes sujeitos, tanto na dimensão da prática quanto naquela caracterizada pela própria visão que os professores constroem sobre o ser professor. A metodologia da pesquisa pautou-se em referenciais sobre formação de professores, narrativas e escola do campo. Participaram quatro professores de uma escola localizada em área de assentamento rural no interior do estado de São Paulo. As narrativas dos professores, obtidas na pesquisa de campo contribuíram para que o resultado final expressasse com maior fidedignidade e riqueza o objeto do estudo que é a docência no campo. Como resultado é defendida a tese de que a docência na escola do campo é marcada pela re-significação das dimensões do ensinar e do ser professor e aponta-se, a partir dela, a necessidade de olhares mais atentos e comprometidos, tanto dos pesquisadores como do Estado para estes sujeitos e para a educação do campo.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Educaçãopor
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpor


Arquivos deste item

Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples