Mostrar registro simples

dc.creatorLeal, Leila Leane Lopes
dc.date.accessioned2016-06-02T19:35:38Z
dc.date.available2004-12-09
dc.date.available2016-06-02T19:35:38Z
dc.date.issued2003-06-18
dc.identifier.citationLEAL, Leila Leane Lopes. O brincar da criança pré-escolar: estudo de caso em uma escola minicipal de educação infantil.. 2003. 227 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2003.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2238
dc.description.abstractIn this new century early childhood education experiences a magnifying and expansive moment and there appear new researches on this subject which have brought a larger and more adequate comprehension of children and childhood. I emphasize the research about the child s role along history and how the feeling on the childhood has been formed. I remade the way in which the concept of childhood has been built and how this has become a social category by investigating the relationship between playing and being a child. I privileged theoreticians who adopt the historic-cultural perspective, specifically Vygotsky, Leontiev, Elkonin, Mukhina and some Brazilian authors who have promoted recent studies on the subject. Playing is a most important activity of the preschool child as this is the factor which more cooperates to the psychic development in infancy. Considering that the child younger and younger enters into the kindergarten and there remains a greater period of time each day, I analyzed how his or her activities happen in a EMEI (Brazilian City Early childhood education) in S. Carlos, S.P., Brazil. According to parents and teachers communication, I observed that they really play.Considering this, I have made interviews with parents and teachers, as well as some observation sessions in a EMEI. A diference between playing at home and playing at the school was observed to establish the relationships between them and to try recovering the importance of its happening. From these informations there came to me the hypothesis that although the kindergarten teachers know the importance of playing in the EMEI and make it happen, they don t always understand the essentiality of this playing. As they don t generally dominate a sufficient and exact theoretical foundation to allow clarifying some mistaken points towards this infantile activity, teachers don t develop it in a complety way, as a priority in this period of life. I consider that the children s necessities and development can be objects to discussion and reflection in the early childhood education so as to guide the construction of the school projects in a way that their educators (teachers, agents, parents, principals) take part in the process. It s necessary to collectively redefine the methodology to be adopted. But to this it s necessary political will and effective actions in the dimension of public politics. One of these political axes is to invest more in the continued education for the teachers in early childhood education. Another necessary action comprehends the investment on the work conditions.eng
dc.description.sponsorshipUniversidade Federal de Sao Carlos
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEducação infantilpor
dc.subjectProfessores - formaçãopor
dc.subjectEducaçãa e culturapor
dc.subjectBrincarpor
dc.subjectCrianças de 4 a 6 anospor
dc.titleO brincar da criança pré-escolar: estudo de caso em uma escola minicipal de educação infantil.por
dc.typeTesepor
dc.contributor.advisor1Basso, Itacy Salgado
dc.contributor.advisor1Latteshttp://genos.cnpq.br:12010/dwlattes/owa/prc_imp_cv_int?f_cod=K4780310Y0por
dc.creator.Latteshttp://genos.cnpq.br:12010/dwlattes/owa/prc_imp_cv_int?f_cod=K4782208Y2por
dc.description.resumoA Educação Infantil está vivendo, neste início do século XXI, um momento de aprofundamento e de expansão. Surgem novas pesquisas sobre esta temática, que contribuem para uma maior e mais adequada compreensão da criança e da infância. Nesta tese, eu destaco as pesquisas acerca do papel da criança ao longo da história e de como o sentimento de infância foi sendo construído. Refiz o percurso da construção da concepção de infância e de como esta se tornou uma categoria social, investigando a relação entre o brincar e a criança. Privilegiei teóricos que se orientam segundo a perspectiva histórico-cultural, especificamente VYGOTSKY, LEONTIEV, ELKONIN, MUKHINA, além de outros autores nacionais, que têm promovido estudos mais recentes sobre o tema. O brincar é a atividade mais importante da criança pré-escolar, na medida em que é o fator que mais colabora para o desenvolvimento psíquico na infância. Considerando que a criança ingressa cada vez mais cedo e permanece por mais tempo de seu dia na instituição de Educação Infantil, analisei como acontecem suas atividades numa EMEI da cidade de São Carlos/SP/Brasil. Procurei saber se ela brinca, como brinca e do que brinca, em casa e na escola. Para isso realizei entrevistas com pais e professoras e ainda registrei observações na EMEI. Por meio dos depoimentos dos pais e das professoras, notei que elas, efetivamente, brincam. Verifiquei a diferença destes brincares, em casa e na instituição, para estabelecer as relações entre eles e tentar resgatar a importância de seu acontecer. A partir da análise dessas informações, surgiume a hipótese de que, embora as professoras de Educação Infantil saibam da importância do brincar na EMEI, e façam com que ele aconteça, elas nem sempre compreendem a essencialidade do brincar. Como geralmente não dominam um embasamento teórico suficiente e preciso, que possa esclarecer alguns pontos equivocados em relação a essa atividade infantil, as professoras não a desenvolvem de forma plena, como a atividade prioritária para essa faixa etária. Considero que as necessidades e o desenvolvimento das crianças podem ser objeto de discussão e reflexão nas EMEIs e orientar a construção de seus projetos pedagógicos, de modo que todos os educadores envolvidos (professores, funcionários, pais, direção) participem do processo. É necessário redefinir coletivamente a metodologia a ser adotada. No entanto para isso é preciso vontade política e ações efetivas no âmbito das políticas públicas. Um dos eixos dessa política é investir mais na formação continuada das professoras da Educação Infantil. Um outro diz respeito ao investimento nas condições objetivas de trabalho.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Educaçãopor
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpor


Arquivos deste item

Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples