Show simple item record

dc.creatorComodo, Camila Negreiros
dc.date.accessioned2016-06-02T20:30:53Z
dc.date.available2012-09-20
dc.date.available2016-06-02T20:30:53Z
dc.date.issued2012-05-15
dc.identifier.citationCOMODO, Camila Negreiros. Intergeracionalidade das habilidades sociais entre pais e seus filhos adolescentes. 2012. 120 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2012.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/6032
dc.description.abstractThe Behavior Analysis assigns an important role in the cultural practices of a group, since they refer to behavior patterns passed down through generations that may favor the development of a healthier culture. At the same time, the literature of social skills theoretical and practical has produced evidence that an elaborate repertoire of social skills is configured as a protective factor to deficits and pathologies, contributing to individuals quality of life. Thus, the learning of social skills, which can occur through the transmission between generations (intergenerational), is essential both for the healthy development of children and teenagers as well as a more ethical culture. Considering this evidence the present study aims to: (1) characterize the repertoire of social skills of parents and teenagers, (2) analyze the characteristics of social skills more frequently in the repertoires of parents and children respondents; (3) identify the possible correlation between the repertoire of social skills of parents and children.To this end, a sample of 142 students aged 12 to 17 years of public and private schools as well as their parents were evaluated in relation to their repertoire of social skills through inventories IHS-Del Prette and IHSA-Del Prette. The data were analyzed descriptively and inferentially by the Kruskal-Wallis H and Spearman tests. The results suggest that the social repertoires of adolescents and parents are differentiated according to gender of respondents, age and parental education. The data also show that there are transmissions of social skills classes (assertiveness, empathy, emotional approach and self-confidence) from parents to children. This transmission is differentiated according to the sex of parents and children and age of children. Therefore, are discussed the importance of an elaborate social skills repertoire in parents, as well the contribution that these results can bring to the culture.eng
dc.description.sponsorshipUniversidade Federal de Minas Gerais
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectPsicologiapor
dc.subjectHabilidades sociaispor
dc.subjectPsicologia do desenvolvimentopor
dc.subjectAdolescênciapor
dc.subjectIntergeracionalidadepor
dc.subjectSocial skillseng
dc.subjectIntergenerationalityeng
dc.subjectAdolescentseng
dc.titleIntergeracionalidade das habilidades sociais entre pais e seus filhos adolescentespor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Del Prette, Almir
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2191226494887247por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1022196212162281por
dc.description.resumoA Análise do Comportamento atribui um papel importante às práticas culturais de um grupo, uma vez que elas se referem a padrões de comportamentos transmitidos ao longo de gerações que podem favorecer o desenvolvimento de uma cultura mais saudável. Ao mesmo tempo, a literatura do campo teórico e prático das Habilidades Sociais tem produzido evidências de que um repertório elaborado de habilidades sociais se configura como um fator de proteção a déficits e patologias, contribuindo para a qualidade de vida dos indivíduos. Dessa forma, o aprendizado de habilidades sociais, que pode ocorrer por meio da transmissão entre gerações (intergeracionalidade), torna-se imprescindível tanto para o desenvolvimento saudável de crianças e adolescentes quanto para uma cultura mais ética. Considerando essas evidências o presente estudo tem por objetivos: (1) caracterizar o repertório de habilidades sociais de pais e filhos adolescentes; (2) analisar as características das habilidades sociais com maior frequência nos repertórios das amostras de respondentes pais e filhos; (3) identificar a possível correlação entre o repertório de habilidades sociais de pais e filhos. Para tal, uma amostra de 142 estudantes de 12 a 17 anos de escolas públicas e privadas bem como seus respectivos pais foram avaliados em relação ao seu repertório de habilidades sociais por meio dos inventários IHS-Del Prette e IHSA-Del Prette. Os dados coletados foram analisados descritiva e inferencialmente por meio dos testes de Kruskal-Wallis H e Spearman. Os resultados encontrados sugerem que os repertórios sociais dos adolescentes e dos pais são diferenciados de acordo com o sexo dos respondentes, idade e escolaridade dos pais. Os dados também mostraram que há a transmissão de classes de habilidades sociais (assertividade, empatia, abordagem afetiva e desenvoltura social) de pais para filhos. Essa transmissão é diferenciada de acordo com o sexo dos pais e dos filhos e a idade dos filhos. Portanto, discute-se a importância de um repertório elaborado de habilidades sociais nos pais, assim como a contribuição que esses resultados podem trazer para a cultura.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Psicologiapor
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record