Show simple item record

dc.creatorReis, Luis Fernando Toniollo
dc.date.accessioned2016-06-02T20:30:54Z
dc.date.available2012-09-28
dc.date.available2016-06-02T20:30:54Z
dc.date.issued2011-07-01
dc.identifier.citationREIS, Luis Fernando Toniollo. Ensino de discriminação de acordes baseado em treino de abstração e formação de classes de equivalência. 2011. 57 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2011.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/6034
dc.description.abstractThe present study aimed to perform a music perception training for musically untrained individuals. Four university students were asked to identify major, minor and seventh chords. After hearing the sounds, they were reinforced for choosing the right image, which were either the chords guitar charts or the words MAIOR , MENOR and SÉTIMA (major, minor and seventh in Portuguese). After the training, the relation between words and charts was tested, and then, a generalization test took place in order to verify the identification of unheard chords. After this test, a new training was conducted with chords from a different root note. New equivalence tests were added, involving the different charts trained. Then, there a new generalization test was carried out, followed by the last training phase and the last testing phase. The participants generalized the trained discriminations to untrained stimuli, with an increasing score as they advanced through the procedure. However, some participants weren t able to achieve the criterion score in the more complex training sessions. These participants performed the equivalence tests, and their score was significantly lower than expected, failing to replicate prior results, and suggesting a link between difficulty in training and equivalence classes formation.eng
dc.description.sponsorshipFinanciadora de Estudos e Projetos
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectPsicologia experimentalpor
dc.subjectAbstraçãopor
dc.subjectDiscriminação auditivapor
dc.subjectEquivalência de estímulospor
dc.subjectAcordespor
dc.subjectGeneralizaçãopor
dc.subjectAbstraçãopor
dc.subjectEducação musicalpor
dc.subjectAbstractioneng
dc.titleEnsino de discriminação de acordes baseado em treino de abstração e formação de classes de equivalênciapor
dc.typeDissertaçãopor
dcterms.subjectAuditory discrimination
dcterms.subjectStimulus equivalence
dcterms.subjectChords
dcterms.subjectGeneralization
dcterms.subjectMusic education
dc.contributor.advisor1Rose, Julio Cesar Coelho de
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3386857761295187por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1536460035687251por
dc.description.resumoO presente estudo buscou fazer um treinamento de percepção musical para indivíduos sem experiência nesta área. Quatro estudantes universitários foram solicitados a identificar acordes maiores, menores e maiores com sétima. Diante dos sons, eles foram reforçados por escolherem a imagem correta. Essa imagem variava entre as cifras para violão dos acordes e as palavras MAIOR , MENOR e SÉTIMA . Após passarem pelo treinamento, a relação entre as palavras e as cifras foi testada, e após esse teste, foi feito um teste de generalização para verificar se eles classificariam acordes não ouvidos previamente. Em seguida eles passavam por um novo treino, envolvendo acordes de outra nota. Aos testes de equivalência, eram acrescidos testes envolvendo as diferentes cifras. Após estes, era realizado um novo teste de generalização, e em seguida viria a etapa final de treino, seguida pelos últimos testes. Os participantes demonstraram generalização para estímulos não treinados, com porcentagem de acertos crescente conforme o avanço no procedimento. No entanto, alguns participantes não conseguiram atingir o critério nos treinos mais complexos, mesmo tentando por repetidas vezes. Os testes de equivalência foram conduzidos de forma antecipada para estes participantes, e eles não formaram classes, contrariando resultados anteriores e sugerindo uma relação entre a dificuldade no treino e a formação de classes de equivalência.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Psicologiapor
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record