Show simple item record

dc.creatorPereira, Antonio Igo Barreto
dc.date.accessioned2016-10-13T20:32:36Z
dc.date.available2016-10-13T20:32:36Z
dc.date.issued2016-02-29
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/7851
dc.description.abstractThis study discusses details of a subject that has become urgent in recent times, namely school violence in their relationships with the loss of school authority. We investigated the links between disempowerment and school violence against a teacher in a primary education institution and identify their possible effects on teaching. The research sought to provide voice to the subject victimized by disempowerment and violence and to bring out important subjective aspects not be picked up by the immediate perception that prioritizes the material and objective questions. The methodological approach of the research was a mixed nature (quantitative and qualitative), based on the assumptions of Santos Filho and Gamboa (2009) and Creswel (2010). The research is delineated as exploratory, with case study format and was held in a state public high school in the city of Rio Branco (AC). Data collection was done in two stages: preliminary (documental) and main (semistructured interview and questionnaire enclosed). The subjects were 35 teachers and 106 students. Quantitative data were processed with the help of Statistical Package for Social Sciences (SPSS) and qualitative data were interpreted by the method of content analysis proposed by Bardin (2011) and Franco (2012). Among the theoretical framework that served as the basis for analyzes and interpretations performed, it highlights Arendt (2013), Adorno (2011), Adorno and Horkheimer (1985 and 1973), Michaud (2001), Delumeau (2007), Freud (1930 / 2010 1921/2011) and Esteve (1999). To indicate that these authors, the crisis of tradition and authority has cost dearly to the teacher because his office keeps a strong connection to the past, from which it takes the basics and essential knowledge to their practice. The teachers, even the most qualified, complain about facing serious problems in school today due to the weakening of their authority, as the violence of the students, the consequences of which have been fraying and the professional frustration. Many end up sick or even quitting the profession because they can not do their work and are not rewarded as they would wish.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)por
dc.language.isoporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rights.uriAcesso abertopor
dc.subjectDesautorizaçãopor
dc.subjectViolência escolarpor
dc.subjectMal-estar docentepor
dc.subjectTrabalho pedagógicopor
dc.subjectDisempowermenteng
dc.subjectSchool violenceeng
dc.subjectTeacher malaiseeng
dc.subjectPedagogical workeng
dc.titleAutoridade enfraquecida, violência escolar e trabalho pedagógico : a percepção de professores sobre a ruptura dos vínculos de afeto e os mal-estares no magistériopor
dc.typeTesepor
dc.contributor.advisor1Zuin, Antônio Álvaro Soares
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5543562307373287por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/8373952787386213por
dc.description.resumoEste estudo abordou detalhes de um tema tornado urgente nos últimos tempos, qual seja, a violência escolar em suas relações com a perda da autoridade da escola. Teve por objetivo investigar as ligações existentes entre desautorização e violência escolar contra o professor em uma instituição de educação básica e identificar seus possíveis efeitos no trabalho docente. A pesquisa procurou dar voz aos sujeitos vitimados pela desautorização e pela violência e trazer à tona aspectos subjetivos importantes não captados pela percepção imediata que prioriza as questões materiais e objetivas. A abordagem metodológica da pesquisa foi de caráter misto (quantitativa e qualitativa), com base nos pressupostos de Santos Filho e Gamboa (2009) e Creswel (2010). A pesquisa delineou-se como exploratória, com formato de estudo de caso e foi realizada em uma escola pública estadual de ensino médio da cidade de Rio Branco (AC). A coleta de dados foi feita em duas etapas: preliminar (levantamento documental) e principal (entrevista semiestruturada e questionário fechado). Os sujeitos foram 35 professores e 106 alunos. Os dados quantitativos foram processados com o auxílio do programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) e os dados qualitativos foram interpretados pelo método da Análise de Conteúdo proposto por Bardin (2011) e Franco (2012). Entre os referenciais teóricos que serviram de base às análises e interpretações realizadas, destacam-se Arendt (2013), Adorno (2011), Adorno e Horkheimer (1985 e 1973), Michaud (2001), Delumeau (2007), Freud (1930/2010, 1921/2011) e Esteve (1999). Ao que indicam esses autores, a crise da tradição e da autoridade tem custado muito caro ao professor, pois seu ofício guarda forte ligação com o passado, de onde tira os fundamentos e saberes essenciais a sua prática. Os professores, mesmo os mais qualificados, se queixam de enfrentar hoje sérios problemas na escola por conta do enfraquecimento de sua autoridade, como a violência dos alunos, cujas consequências têm sido o desgaste e a frustração profissional. Muitos acabam adoecendo ou mesmo desistindo da profissão por não conseguirem exercer seu trabalho e não serem recompensados como desejariam.por
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Educaçãopor
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpor
dc.ufscar.embargoOnlinepor
dc.publisher.addressCâmpus São Carlospor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record