Show simple item record

dc.creatorAgostini, Tainara Duro
dc.date.accessioned2019-08-14T18:27:10Z
dc.date.available2019-08-14T18:27:10Z
dc.date.issued2019-06-25
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/11732
dc.description.abstractThis dissertation investigates the difficulty of interpreting mathematical story problems, considering the semantic relations established between the natural language in statements and the meaning in the mathematical language. The research was divided into two moments: firstly it has been a contact with four students of the junior school in order to understand how they have interpreted and how they related the meaning and reference in situations considered as simpler; secondly it has been the analysis of six story problem of three differentiated junior school years books with the thematic percentage. In this way, we had investigated the difficulties that occasionally arise in the interpretation of the statements of story problems, since the solution requires a logical-formal thought constitutive of the mathematical language. In order to avoid common sense, we have searched to understand and to analyze the various linguistic and structural reasons and aspects, which cause challenges, as well as competent individuals in mother tongue and mathematics. In addition, we had noticed that there was remarkable importance in the construction and form of the commands, sometimes composed by questions and others by imperative sentences, since they are always in search of a fulfillment to his x. Thus, some linguistic phenomena students can deal with in the wrong way, such as synonymy, paraphrase and logical entailment, have been worked on and can also be used in the interpretative process of the utterance. The analysis was based, firstly, on the questionnaire applied to some students, so that later it was possible to examine the statements of textbooks with a closer look.eng
dc.description.sponsorshipNão recebi financiamentopor
dc.language.isoporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rights.uriAcesso abertopor
dc.subjectSemântica formalpor
dc.subjectSemântica de perguntaspor
dc.subjectInterface linguagem-matemáticapor
dc.subjectResolução de problemas matemáticospor
dc.subjectFormal semanticseng
dc.subjectReference semanticseng
dc.subjectSemantics of questionseng
dc.titleEstrutura e interpretação de situações-problema em matemática: uma análise baseada na semântica formalpor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Conde, Dirceu Cleber
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2630773088169073por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/5722724183192283por
dc.description.resumoEste projeto possui como objetivo investigar a dificuldade de interpretação dos enunciados de problemas matemáticos, considerando-se as relações semânticas estabelecidas entre a linguagem natural dada em enunciados e a sua significação na linguagem matemática dada na sua solução. A escolha do objeto de estudo foi dividida em dois momentos: o primeiro foi um contato com quatro alunos do 6º ano com o objetivo de compreender como eles interpretavam e a relação que eles tinham com sentido e referência em situações tidas como mais simples; o segundo momento foi a análise de seis situações-problema de três livros de anos escolares diferenciados (6º, 7º e 8º anos) com a temática porcentagem. Dessa forma, foram investigadas quais são as dificuldades que ocasionalmente possam surgir na interpretação dos enunciados de problemas matemáticos, visto que a solução requer um pensamento lógico-formal constitutivo da linguagem matemática. Com o intuito de fugir do senso comum que apregoa que os estudantes têm baixa alfabetização tanto em língua materna quanto em linguagem matemática, buscou-se compreender e analisar os vários motivos e aspectos linguísticos e estruturais, os quais causam desafios, além de matemáticos, aos indivíduos competentes em língua materna e matemática. Ademais, percebeu-se que havia notável importância na construção e formação dos comandos, às vezes compostos por perguntas e outras por sentenças imperativas, dado que elas sempre estão em busca de um preenchimento ao seu x. Com isso, foram trabalhados alguns fenômenos linguísticos que os alunos podem tratar de forma equivocada, como a sinonímia, a paráfrase e o acarretamento lógico, e que, também, podem utilizá-los no processo interpretativo do enunciado. A análise realizada baseou-se, em primeiro lugar, no questionário aplicado a alguns alunos, para que, depois, fosse possível o exame dos enunciados dos textos didáticos com um olhar mais apurado. Assim, as perguntas são extruturas recorrentes nos problemas, seguidas pela composicnao imperativa, todavia, independente de qual estrutura foi utilizada, a escolha lexical se apresenta como uma problemática a ser enfretada, dado que afeta diretamente na compreensãoe no processo interpretativo do aluno.por
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Linguísticapor
dc.subject.cnpqLINGUISTICA, LETRAS E ARTESpor
dc.ufscar.embargoOnlinepor
dc.publisher.addressCâmpus São Carlospor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record