Show simple item record

dc.creatorEspino, Sabrina de Paula
dc.date.accessioned2016-06-02T20:25:00Z
dc.date.available2007-11-26
dc.date.available2016-06-02T20:25:00Z
dc.date.issued2007-09-27
dc.identifier.citationESPINO, Sabrina de Paula. Present perfect: uma questão de aspecto : um estudo sobre o contexto na compreensão da noção de aspecto subjacente ao present perfect simples em inglês.. 2007. 149 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São carlos, 2007.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/5653
dc.description.abstractThis study approaches the present perfect simple (PP) in English, a verb structure that does not have a semantic equivalent in Brazilian Portuguese language. This fact brings out teaching and learning issues that one occasionally tries to answer. Frequently taught through out of context sentences and treated in grammar and language teaching books in a fragmented way, through confusing and haphazard explanations, this structure is difficult for Brazilian English learners to grasp. Although morphologically similar to the compound past tense in Portuguese, once both are formed by have and the past participle of a given verb, it is acknowledged that these structures do not always operate in the same way. Besides the concept of Tense, the PP also bears strong aspectual information which is rarely taken into consideration in its teaching, but essential for its understanding. With this in mind, this investigation goal was to analyze if a contextual approach facilitates the comprehension of the notion of Aspect underlying the PP. The experiment consisted of two distinct tasks, one structural and another contextual, and also a questionnaire with questions concerning some verb structures. Based on verbal protocols technique, the participants, 20 English language students attending the last year of Language College in two public universities in the state of São Paulo, were instructed to verbalize their thoughts while performing the tasks. The results are favorable to the use of contextual activities in the understanding of the aspectual feature that underlies the meaning of the PP, since this type of approach seems to attenuate the difficulties found by learners when carrying out tasks involving several verb structures, therefore providing greater possibility of focusing in aspectual features and less in temporality.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectLíngua inglesa ensino e aprendizagempor
dc.subjectLíngua inglesa tempo verbalpor
dc.subjectAspecto verbalpor
dc.subjectAbordagem contextual Protocolos verbaispor
dc.subjectPresent perfect simpleeng
dc.subjectAspecteng
dc.subjectContextual approacheng
dc.subjectVerbal protocolseng
dc.titlePresent perfect: uma questão de aspecto : um estudo sobre o contexto na compreensão da noção de aspecto subjacente ao present perfect simples em inglês.por
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Silva, Ademar da
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9028512631572133por
dc.description.resumoEste estudo visa a problematizar a questão do ensino-aprendizagem e aquisição do present perfect simples (PP) em inglês, estrutura verbal que não possui equivalente semântico na língua portuguesa. Freqüentemente ensinada de forma fragmentada e abordada em gramáticas e livros didáticos de maneira descontextualizada e por meio de explicações confusas e incompatíveis, tal estrutura é de difícil compreensão para aprendizes brasileiros. Mesmo sendo morfologicamente análoga ao pretérito perfeito composto do português, já que ambas são formadas pelo verbo ter + particípio passado de algum verbo qualquer, sabe-se que elas nem sempre operam da mesma forma. Além da noção de Tempo, o PP carrega também forte informação aspectual, que é raramente abordada em seu ensino, porém essencial para seu entendimento. Com isso em mente, o intuito deste estudo foi analisar em que medida uma abordagem contextual facilita a compreensão da questão de Aspecto subjacente ao PP e a partir disso apontar alguns caminhos para seu ensino. O experimento, realizado com 20 alunos do último ano do curso de Letras com habilitação na língua inglesa de duas universidades públicas do interior de São Paulo, constou de duas tarefas distintas, uma de base estrutural e outra contextual, além de um questionário com perguntas acerca de algumas estruturas verbais. Tendo como base a técnica de protocolos verbais, os participantes foram instruídos a verbalizar seus pensamentos quando realizavam as tarefas. Os resultados obtidos se mostram favoráveis ao uso de atividades contextualizadas no entendimento da noção de Aspecto que abarca o PP, uma vez que esse tipo de tratamento parece amenizar as dificuldades encontradas pelos aprendizes ao realizarem uma tarefa que envolve diversas estruturas verbais, pois proporciona uma maior possibilidade de focar na questão aspectual e menos na temporal.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Linguísticapor
dc.subject.cnpqLINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record