Show simple item record

dc.creatorTeodósio, Marcela Dias
dc.date.accessioned2016-06-02T20:25:13Z
dc.date.available2012-03-14
dc.date.available2016-06-02T20:25:13Z
dc.date.issued2011-05-13
dc.identifier.citationTEODÓSIO, Marcela Dias. O rap e suas ressignificações. 2011. 137 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2011.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/5736
dc.description.abstractz This study aims to analyze the linguistic practices by hip hop young activists, specially, through the artistic expression of the rap, conceived as the most expressive face of the movement, where the young people use a specific language to referring to the problems related to the daily routine of the suburbs. Among them, may be cited, violence, the poverty, unemployment and the failures in the government. To accomplish the proposed research, the main themes presented in the rap lyrics were selected, and, later, the semantic fields concerning the same themes, composed from the following lexical units, mother, suburbs, slums, ghettos, politics, hip hop and school were elaborated. From the elaboration of these semantic fields, it was possible to observe how such units are described in accordance with three dictionaries from different typologies, O Mini Houaiss Dicionário de Língua Portuguesa, o Dicionário Aurélio e o Dicionário de Usos do Português, in comparison with the meanings proposes in the rap lyrics, to verify the maintenance occurrence or removal, according to the relation of the sense of the words.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectLinguísticapor
dc.subjectLíngua portuguesa - estudo e ensinopor
dc.subjectDicionáriospor
dc.subjectMúsicapor
dc.subjectRapeng
dc.subjectLanguage useeng
dc.subjectDictionarieseng
dc.titleO rap e suas ressignificaçõespor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Barbosa, Lúcia Maria de Assunção
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5030878430187815por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1697979962665916por
dc.description.resumoEste estudo visa a analisar as práticas linguísticas dos jovens ativistas do hip hop, em especial, por meio da expressão artística do rap, concebido como a face mais expressiva do movimento, em que os jovens utilizam uma linguagem específica para referirem-se aos problemas relativos ao cotidiano da periferia. Entre eles, podem ser citados a violência, a pobreza, o desemprego e as falhas do poder público. Para realizar a pesquisa, foram selecionados os principais temas que circundam as letras de rap e, posteriormente, foram elaborados os campos semânticos desses temas, compostos a partir das unidades lexicais mãe, periferia, favela, gueto, polícia, hip hop e escola. A partir da elaboração desses campos semânticos, foi possível observar como tais unidades são descritas em três dicionários de diferentes tipologias, O Míni Houaiss Dicionário de Língua Portuguesa, o Dicionário Aurélio e o Dicionário de Usos do Português, em comparação com os sentidos propostos nas letras de rap, para verificar a ocorrência de manutenção ou afastamento no que tange ao sentido dos vocábulos. Os dados apontam para um distanciamento, ao que se refere ao sentido propostos nos dicionários e nas letras de rap.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Linguísticapor
dc.subject.cnpqLINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record