Show simple item record

dc.creatorBlanco, Juliana
dc.date.accessioned2016-06-02T20:25:18Z
dc.date.available2013-05-23
dc.date.available2016-06-02T20:25:18Z
dc.date.issued2013-02-15
dc.identifier.citationBLANCO, Juliana. A avaliação de língua inglesa no ENEM : efeitos de seu impacto social no contexto escolar. 2013. 133 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2013.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/5768
dc.description.abstractDuring all life we test and are tested, in many contexts and situations and with many purposes. (MCNAMARA, 2000) One of the most famous tests is the educational one, which can be internal, prepared and applied by the teacher of the subject, or can be external, designed by an expert and applied to students. About external tests, nowadays, in Brazil we have Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). This exam was first applied in 1998 with performance function, to evaluate students at the end of basic education. In 2010, ENEM was changed and one of the changes was the insertion of English language test. The English test part is composed of five multiple choice questions of text comprehension. At this moment, ENEM became a high stake exam in Brazilian context due to its multiple functions: entrance exam, or part of it, in federal universities; way of selection for private universities; and it also continued to be a performance test. As a consequence, the number of people applying the exam grew, and in 2012 it was taken by more than five millions of people. Thus, according to Scaramucci (2010), this exam tends to have consequences in English teaching and learning and in people‟s lives. Therefore, our focus in this study is on the insertion of the English test in ENEM and its implications, which can be positive or negative about English and its subject. It is important to consider the importance of knowing the English language nowadays, because of its hegemony in the world, due to political and social importance of countries where it is spoken. (RAJAGOPALAN, 2010) By this way, this dissertation has the objective of presenting a master research whose focus is discovering and analyzing the social initial impact caused by the insertion of English in the exam, by data collected among students and teachers, all of them involved with studying or preparing students for the exam. This study is qualitative, without testing ready hypothesis, but intending to find out what students and teachers think about ENEM and, mainly, about the English language. The participants of this research project are students and teachers of the last year of high school and from a preparatory course for entrance exam. All of them took ENEM in 2011. Data was collected using questionnaires and interviews with students and teachers of one school and one preparatory course in a city of São Paulo state. An initial impact could be evidenced from data analysis, showing the exam relevance to society and to Language education at regular schools. However, even though the English test in ENEM has been recently applied to students, some consequences are notable and considerable. The analysis showed both external and internal classroom consequences and the opinion of people involved with the exam about ENEM English questions mainly. We believe that the impact will be more evident in some years when the exam is effectively established and teachers are familiar with its format and its constructeng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectLinguísticapor
dc.subjectExame Nacional do Ensino Médio (ENEM)por
dc.subjectLíngua inglesapor
dc.subjectAvaliaçãopor
dc.subjectImpacto socialpor
dc.subjectENEMeng
dc.subjectEnglish languageeng
dc.subjectTesteng
dc.subjectImpacteng
dc.titleA avaliação de língua inglesa no ENEM : efeitos de seu impacto social no contexto escolarpor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Paula, Sandra Regina Buttros Gattolin de
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9228036521343293por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/5956499257075926por
dc.description.resumoDurante toda a vida avaliamos e somos avaliados, em variados contextos e situações e com diversos propósitos. (MCNAMARA, 2000) Uma das formas mais conhecidas de avaliação é a educacional, que pode tanto ser interna, elaborada e aplicada pelo professor responsável pela disciplina, como pode ser externa, elaborada por especialistas e aplicada aos alunos. Em relação à avaliação externa, atualmente, temos no Brasil o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), ao qual as atenções estão voltadas. Tal exame foi aplicado pela primeira vez em 1998 com a função de avaliação de rendimento, ou seja, para avaliar os alunos ao final da educação básica. Em 2010 o exame sofreu diversas alterações e dentre tais alterações, está a inserção da prova de língua inglesa, composta por 5 questões de múltipla escolha que avaliam interpretação de texto na língua estrangeira. Nesse momento, a prova tornava-se de alta relevância no contexto nacional devido às suas múltiplas funções: exame de entrada, ou parte dele, em instituições federais de ensino superior; forma de seleção de bolsistas para instituições particulares; além de continuar sendo um exame de rendimento. Consequentemente, o número de pessoas que fazem tal exame vem crescendo consideravelmente, tendo em 2012 mais de 5 milhões de examinandos. Dessa forma, segundo Scaramucci (2010), tal exame tende a ter consequências no ensino e na vida dos envolvidos nele. Assim, nosso foco neste trabalho é na inserção da prova de língua inglesa no ENEM e nas implicações disso, que podem tanto ser positivas como negativas, em relação à essa língua estrangeira e ao seu ensino. É importante considerar a relevância de conhecer a língua inglesa nos dias atuais, uma vez que sua hegemonia no mundo é histórica, devido à sua importância no cenário político e social de países onde é falada. (RAJAGOPALAN, 2010) Assim, esta dissertação tem como objetivo apresentar uma pesquisa de mestrado cujo foco é conhecer e analisar o impacto social inicial causado pela inserção da língua inglesa no exame, a partir de dados coletados tanto de alunos como de professores envolvidos e com a preparação de alunos para o mesmo. Esta pesquisa é qualitativa, sem hipóteses pré-estabelecidas, mas buscando o que os principais envolvidos com o exame têm a dizer sobre o ENEM e principalmente, sobre a língua inglesa no exame. Os participantes da pesquisa são alunos e professores do último ano do ensino médio ou de curso preparatório para vestibular e todos fizeram o ENEM em 2011. Foram coletados dados a partir de questionários e entrevistas com alunos e professores de uma escola e de um curso preparatório para vestiular de uma cidade do interior do estado de São Paulo. Um impacto inicial pode ser evidenciado a partir da análise dos dados, ressaltando a relevância do exame para a sociedade e para o ensino de língua inglesa na escola regular. Mesmo com pouco tempo de aplicação, algumas consequências são notáveis e consideráveis. A análise dos dados evidenciou tanto consequências externas, como internas à sala de aula, assim como a opinião dos envolvidos acerca da prova de inglês especificamente. Acredita-se que tal impacto será mais notável em alguns anos quando o exame estiver estabelecido efetivamente, com professores conhecendo tanto seu formato como seu construto.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Linguísticapor
dc.subject.cnpqLINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record