Show simple item record

dc.creatorAraújo, Jefferson Santos de
dc.date.accessioned2016-06-02T20:25:23Z
dc.date.available2014-10-10
dc.date.available2016-06-02T20:25:23Z
dc.date.issued2014-08-31
dc.identifier.citationARAÚJO, Jefferson Santos de. Oralidade e letramento no primeiro ano do ensino fundamental: o gênero discursivo tertúlia em sala de aula. 2014. 105 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2014.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/5792
dc.description.abstractThis work focus on a discourse genre called tertúlia, used in classroom by teacher of first grade students of Ensino Fundamental (Elementary School). Its aim was to promote oral participation after the reading of song lyrics on sessions that occurred between August and November 2010. This study is relevant because oral language is been valued, especially considering the process of teaching and learning to read and write. Theoretically founded on the Psychology of the School of Vigotski and the thinkers influenced by the theory stabout genres of discourse developed by Bakhtin/Voloshinov and through qualitative research methods, we observed tertúlia sessions in a Public School of São Carlos city, São Paulo state, Brazil. Our aim was to analyse, through indiciary paradigm, the tertúlia sessions and also the oral interactions in classroom to verify the possibilities of pedagogical work with oral speech genres articulating oral and written language. By the analysis of audio and video recording of classes and sessions, the interview with the teacher and notes from field of research we concluded the genre tertúlia has potential to motivate oral practices, not the spontaneous, linked to primary speech genres, but near those more complex forms or oral language, linked to writing and, consequently, to secondary speech genres. In what concerns to the process of teaching and learning to read and write, tertúlia, as a speech genre, has contributions to motivating reading and writing.eng
dc.description.sponsorshipUniversidade Federal de Minas Gerais
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectLinguísticapor
dc.subjectOralidadepor
dc.subjectEnsino fundamentalpor
dc.subjectLeiturapor
dc.subjectAtividade escolarpor
dc.subjectElementary schooleng
dc.subjectOral languageeng
dc.subjectReadingeng
dc.subjectSchool actitivityeng
dc.titleOralidade e letramento no primeiro ano do ensino fundamental: o gênero discursivo tertúlia em sala de aulapor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Martins, Maria Sílvia Cintra
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9241992645160356por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7783839893543814por
dc.description.resumoA presente dissertação trata do gênero do discurso tertúlia, utilizado em sala de aula por uma professora de alunos do primeiro ano do Ensino Fundamental. Tratava-se de procurar promover a participação oral dos alunos a partir da leitura da letra de música em sessões que ocorreram entre os meses de agosto e novembro de 2010. Tal estudo é relevante num momento em que se procura atentar à importância da linguagem oral, especialmente durante o processo de alfabetização. A partir dos estudos de Psicologia da Escola de Vigotski aliados aos estudos sobre Gêneros do Discurso influenciados pela idéias de Bakhtin e por meio do abordagem qualitativa de pesquisa, acompanhamos as sessões em uma Escola do município de São Carlos, estado de São Paulo. Nosso objetivo geral foi analisar, a partir do paradigma indiciário, as sessões de tertúlia e também as interações orais ocorridas em demais momentos do cotidiano escolar para verificar a viabilidade do trabalho pedagógico com gêneros orais como forma de articular o letramento com a oralidade. Mediante a análise das gravações de áudio e vídeo das aulas e das sessões, entrevista realizada com a professora e das anotações em diário de campo, concluímos que o gênero tertúlia tem potencial para motivar a prática da oralidade, não meramente da oralidade espontânea, mais ligada aos gêneros primários do discurso, mas mais próximos das mais complexas de oralidade, mais relacionadas à escrita, e, consequentemente aos gêneros secundários do discurso. No que concerne à alfabetização, a tertúlia, enquanto gênero ou modalidade de linguagem, tem contribuições a dar no aspecto da leitura e da mobilização da atividade em torno do motivo da escrita.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Linguísticapor
dc.subject.cnpqLINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record