Show simple item record

dc.contributor.authorLima, Waldísia Rodrigues de
dc.date.accessioned2020-10-09T04:19:10Z
dc.date.available2020-10-09T04:19:10Z
dc.date.issued2020-07-10
dc.identifier.citationLIMA, Waldísia Rodrigues de. Da escola para o trabalho: narrativas de pessoas com deficiências egressas da EJA na Baixada Santista. 2020. Tese (Doutorado em Educação Especial) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2020. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/13328.*
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/13328
dc.description.abstractThis research aimed to analyse the process of schooling and transition from school to workplace, according to people with disabilities who graduated from Youth and Adult Education (YAE), in the Baixada Santista Metropolitan Region, and verify the contributions of YAE to their inclusion in the workplace. For this purpose, ten people with disabilities from the YAE participated in the research in at least one of the segments: elementary school I, elementary school II and high school. The research is anchored on the oral history method, through Life History, and the data collection was carried out through individual interviews with unstructured script guided by issues related to life memories, family, schooling, work, wishes and dreams. The analysis of the data was based on the qualitative analysis of the life stories, recorded on video and audio, guided by the content analysis of the interview transcripts, correlating them with the main questions, the problem and research objectives, highlighting the frequent points that emerged from the narratives of the interviews, grouped into categories / subcategories followed by the discussions using content description and the interpretation of the interviewees' notes. The interviews, in addition to obtaining the data, made it possible to hear the voice of people with disabilities, in order to understand what they think and feel about the schooling process at YAE, YAE's contributions to workplace inclusion and the transition from school to the workplace. The results indicate that Youth and Adult Education contributed to inclusion in the workplace, with academic, social and communicational knowledge that allowed them to be protagonists of their history in search of their ideals for a full life in society, in addition to bringing light to various aspects related to the life trajectory in schooling at YAE, in work relationships, in the family, in society; in addition, the stories describe young people and adults who are critical and who seek rights and human dignity. Thus, it is believed that the legitimacy of their voices can contribute to the advancement of research in the area of Special Education, Youth and Adult Education and to the inclusion of disabled people in the workplace and can serve for the elaboration of educational policies aimed at schooling and professionalisation, in addition to public policies aimed at inclusion, permanence, progression and guarantees for right to work.eng
dc.description.sponsorshipNão recebi financiamentopor
dc.language.isoporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectEducação Especial.por
dc.subjectEducação de Jovens e Adultos.por
dc.subjectInserção no trabalho.por
dc.subjectHistória de vida.por
dc.subjectSpecial Education.eng
dc.subjectYouth and Adult Education.eng
dc.subjectInclusion at workplace.eng
dc.subjectLife history.eng
dc.titleDa escola para o trabalho: narrativas de pessoas com deficiências egressas da EJA na Baixada Santistapor
dc.title.alternativeFrom school to work: narratives of people with disabilities from the EJA in Baixada Santistaeng
dc.typeTesepor
dc.contributor.advisor1Campos, Juliane Aparecida de Paula Perez
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3169299095370522por
dc.description.resumoA presente pesquisa teve por objetivo analisar o processo de escolarização e transição da escola para o trabalho, segundo as pessoas com deficiência egressas da Educação de Jovens e Adultos (EJA), da Região Metropolitana da Baixada Santista, e verificar as contribuições da EJA para sua inclusão no mundo do trabalho. Para isso participaram da pesquisa dez pessoas com deficiência egressas da EJA em ao menos um dos segmentos: Ensino Fundamental I, Ensino Fundamental II e Ensino Médio. A pesquisa está ancorada no método de história oral, por meio de História de Vida, sendo a coleta dos dados obtida por entrevistas individuais com roteiro não estruturado nas quais foram lançadas questões alusivas às lembranças da vida, da família, da escolarização, do trabalho, desejos e sonhos. A análise dos dados pautou-se na análise qualitativa das narrativas de vida, gravadas em vídeo e áudio, com a qual se verificou analiticamente o conteúdo das transcrições das entrevistas. Fez-se em seguida a correlação dessas transcrições com as questões centrais, o problema e objetivos de pesquisa, destacando-se os pontos de maior frequência emergentes das narrativas das entrevistas, os quais foram agrupados em categorias/subcategorias e seguidos de discussões mediante a descrição do conteúdo e a interpretação das mensagens dos entrevistados. As entrevistas, além de se prestarem à obtenção dos dados, permitiram ouvir a própria voz das pessoas com deficiência, a fim de compreender o que pensam e sentem sobre o processo de escolarização na EJA, bem como apurar as contribuições da EJA para a inserção e transição da escola para o trabalho. Os resultados sinalizam que a Educação de Jovens e Adultos contribuiu decisivamente para a inclusão no trabalho ao lhes oferecerem conhecimentos acadêmicos, sociais e comunicacionais que lhes permitiram serem protagonistas de sua história e em busca por seus ideiais para uma vida plena em sociedade, além de trazerem luz a aspectos de sua vivência na escolarização na EJA, nas relações de trabalho, na família, na sociedade. Sobretudo, como dado importante, as narrativas revelam jovens e adultos críticos à procura de seus direitos e de sua dignidade humana. Dessa forma, acredita-se que a legitimidade de suas vozes pode contribuir para o avanço da pesquisa na área da Educação Especial, Educação de Jovens e Adultos e na questão da inclusão no trabalho das pessoas com deficiência. Pode, ademais, servir para a elaboração de políticas educacionais orientadoras à escolarização e a profissionalização, bem como de políticas públicas direcionadas para a inclusão, permanência, progressão e garantias no processo inclusivo.por
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educação Especial - PPGEEspor
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpor
dc.publisher.addressCâmpus São Carlospor
dc.contributor.authorlatteshttp://lattes.cnpq.br/4899507078393026por


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil