Show simple item record

dc.creatorSilva, Daniela Baleroni Rodrigues
dc.date.accessioned2016-06-02T19:45:57Z
dc.date.available2007-10-31
dc.date.available2016-06-02T19:45:57Z
dc.date.issued2007-05-31
dc.identifier.citationSILVA, Daniela Baleroni Rodrigues. Avaliação das atividades de crianças com paralisia cerebral na escola regular : participação, níveis de auxílio e desempenho.. 2007. 144 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2007.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2967
dc.description.abstractFacing the great debate on the inclusion of students with special needs, this study investigated the involvement, level of support and activities performances of children with cerebral palsy on the school context through the School Function Assessment ( SFA ). It also demonstrates the valuation s contributions through the presentation of a case on the identification of the capacities and limitation of those students and also to determine possible intervention points along with the teacher. On this study, 10 teachers and their respective students with cerebral palsy of public and private schools in São Paulo and neighbor cities were involved. Was applied the SFA the consists of a test in questionary s format systematized answered by the teachers. The results indicated children s involvement were more restricted on the restrooms, transportation and transitions, once that those environments demanded practice of physical tasks such as go to the restrooms, managing clothes flushing the toilet, embark and disembark of schools transportation and move inside the school. It also notable high levels of assistance on the execution of those tasks and minimal or no adaptation in environment as restrooms or adapted vehicles, such as a flat surface of easy access at schools. Also, the use of mobility resources such as crutches and walkers consisted as important facilitators of participation, opposite of the students who moved helped by other people. Regarding the cognitive/behavior aspects required at school like memory, attention, communication and integration with classmates and adults, it s notable that happened minimal limitation that consists in favorable points for inclusion in regular schools. It is also accentuated the importance of special education professionals such as occupational therapists, physical therapists, on the school environment in order to accomplish the as with the teachers to potentiate the participation those students. Also, it s necessary governmental actions for introduce environment s adaptations at schools.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEducação especial - inclusãopor
dc.subjectParalisia cerebralpor
dc.subjectSFA (School Function Assessment)por
dc.subjectProfessorespor
dc.subjectParticipaçãopor
dc.subjectSchool function assessmenteng
dc.subjectCerebral palsyeng
dc.subjectInclusioneng
dc.subjectTeacherseng
dc.subjectParticipationeng
dc.titleAvaliação das atividades de crianças com paralisia cerebral na escola regular : participação, níveis de auxílio e desempenho.por
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Martinez, Claudia Maria Simões
dc.contributor.advisor1Latteshttp://genos.cnpq.br:12010/dwlattes/owa/prc_imp_cv_int?f_cod=K4785852E9por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/5716518628833379por
dc.description.resumoDiante do amplo debate acerca da inclusão do educando com necessidades especiais em escola regular, o presente estudo buscou investigar a participação, níveis de auxílio e desempenho de atividades de crianças com paralisia cerebral no contexto escolar por meio da aplicação da School Function Assessment ( SFA). Visou ainda demonstrar as contribuições da avaliação por meio da apresentação de um estudo de caso a fim de identificar a capacidade e as limitações desses alunos e determinar possíveis pontos de intervenção junto ao professor. Participaram deste estudo 10 professores e seus respectivos alunos com paralisia cerebral pertencentes a escolas públicas e privadas do município de São Paulo e cidades vizinhas. Foi realizada a aplicação da SFA que consiste em um teste em formato de questionário estruturado respondido pelos professores. Os resultados indicaram que a participação das crianças foi mais restrita no banheiro, transporte e transições, uma vez que estes ambientes requeriam desempenho de tarefas físicas tais como direcionar-se até o banheiro, manipular as roupas, dar descarga, além de embarcar e desembarcar do transporte escolar e mover-se em todos os espaços da escola. Nota-se ainda altos níveis de assistência para execução dessas tarefas e pouca ou nenhuma adaptação como banheiros ou veículos adaptados, bem como terrenos planos de fácil acessibilidade nas escolas. Além disso, o uso de recursos para mobilidade como andador ou muletas consistiram em importantes facilitadores da participação, ao contrário dos alunos que deslocavam-se com auxílio de terceiros. Em relação aos aspectos cognitivo/comportamentais requeridos na escola como memória, atenção, comunicação, interação com colegas e adultos, nota-se que houveram poucas limitações, indicando pontos favorecedores da inserção em escola regular. Destaca-se ainda a importância da atuação de profissionais de educação especial como terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas no ambiente escolar a fim de realizar um trabalho conjunto com professores para potencializar a participação desses alunos. Além disso, faz-se necessário ações de esferas governamentais para implementação de adaptações ambientais nas escolas.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Educação Especialpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO::EDUCACAO ESPECIALpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record