Show simple item record

dc.creatorMartinelli, Siliani Aparecida
dc.date.accessioned2016-06-02T19:46:01Z
dc.date.available2008-08-13
dc.date.available2016-06-02T19:46:01Z
dc.date.issued2008-02-27
dc.identifier.citationMARTINELLI, Siliani Aparecida. Inclusão : lazer e participação social sob o olhar de pessoas com deficiência mental e suas famílias. 2008. 104 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2008.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2988
dc.description.abstractThe history of deficiency was always made by an exclusion way. However, there were movements as integration and inclusion that have contributed to change the rights and conditions of people with deficiency. Besides all efforts of researchers to give a concept that deficiency is due to both social and cultural conditions, determined by society, the meaning of mental retardation remains as personal problem, without social context and no social sense. The participation of adult mental retarded people in their community in leisure activities, as well as places that allow sharing experiences with their peers must contribute to live together, to practice citizenship and to facilitate changes on deficiency representation, altering segregation attitudes and to develop public policies by according with an inclusive society model. In order to answer those question the objectives of this research is to identify and analyze the social participation of the adults with mental retardation, related to places, leisure activities, and also the perception of the family in this process. The approach was qualitative, using half-structured interview that was analyzed by content analysis method. The results showed lack of opportunities, lack of self-determination, no or few options to choice leisure activities among adults with mental retardation and familial over protection giving these people difficulty in participation and autonomy within that social context.eng
dc.description.sponsorshipFinanciadora de Estudos e Projetos
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectInclusão socialpor
dc.subjectEducação especialpor
dc.subjectLazerpor
dc.subjectFamíliapor
dc.titleInclusão : lazer e participação social sob o olhar de pessoas com deficiência mental e suas famíliaspor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Toyoda, Cristina Yoshie
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5872141115382552por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7898817791462421por
dc.description.resumoA história da deficiência sempre foi marcada por uma trajetória de exclusão. No entanto, vários movimentos como o da integração e inclusão têm contribuído para a melhoria de direitos e condições das pessoas com deficiência. Apesar de todos os esforços de pesquisadores em conceituar a deficiência como decorrente de condições culturais e sociais, determinada pela sociedade, o conceito de deficiência mental, mantém-se como um problema pessoal, descontextualizado do aspecto social mais amplo. A participação das pessoas adultas com deficiência mental em suas comunidades, em atividades de lazer, bem como em lugares que os permitam compartilhar experiências com seus pares, podem contribuir para a prática da cidadania e facilitar mudanças na representação das deficiências, alterando atitudes de segregação e incentivando políticas públicas condizentes com uma sociedade inclusiva. Para responder a estas questões o objetivo deste estudo consistiu em identificar e analisar a participação social dos adultos com deficiência mental, quanto a locais e atividades de lazer desenvolvidas, bem como a compreensão da família neste processo. A abordagem metodológica utilizou o enfoque qualitativo, por meio de entrevistas semi-estruturadas para a coleta de dados, os quais foram analisados com o método de análise de conteúdo. Os resultados apontaram para a falta de oportunidades, de determinações pessoais, poucas opções de escolhas de adultos com deficiência mental em atividades de lazer e a superproteção da família dificultando a participação e a autonomia destes indivíduos dentro deste contexto.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Educação Especialpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO::EDUCACAO ESPECIALpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record