Show simple item record

dc.creatorLopes, Daniele Carolina
dc.date.accessioned2016-06-02T19:46:07Z
dc.date.available2009-09-16
dc.date.available2016-06-02T19:46:07Z
dc.date.issued2009-02-05
dc.identifier.citationLOPES, Daniele Carolina. Universal social skills program applied by the teacher: Impact on social and academic behaviors. 2009. 232 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2009.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/3032
dc.description.abstractSchool has an important socialization role and social skills contribute to the socio-emotional and academic development and also behavior problems reduction. To maximize this contribution, universal social skills programs should be tested and disseminated in schools, with effective participation of teachers, main mediators of interpersonal relationships in this environment. For this, it is necessary to investigate a set of practicable procedures, techniques, and resources in the classroom, attractive for both teachers and students. This study examined aspects of a universal program effectiveness, conducted by the teacher, using the audiovisual resources RMHSC-Del-Prette, which has already proved its effectiveness in selective programs conducted by a psychologist. The practicability and effectiveness of the program were evaluated in terms of: (a) impact on social skills, academic competence and behavior problems of all students from two classes, (b) impact on the repertoire of three children from each class with low academic performance, also evaluated on an ongoing basis, (c) integrity of the intervention applied by teachers. Two teachers and their students participated in three classes of fourth grade in a private school. The students evaluation was different for each class, in Class 1 only students with low academic performance (n = 3) were evaluated and in Class 2 (n = 13) and Class 3 (n = 14), all the students were evaluated. All children were assessed before and after the intervention, through the Social Skills Rating System (SSRS-BR) in its three versions. Before the intervention, the teachers were given a brief training course. The intervention program consisted of 11 sessions of 60 minutes each focusing on differents social skills and sequenced in complexity, which were previously evaluated by teachers. The results of SSRS-BR showed an improvement in Responsibility/Cooperation and Academic Competence in the overall assessment of students from two classes according to teachers evaluation; in Kindness and Self-Control and a decrease in Internalizing Behaviors (Class 2) according to parents evaluation. In relation to children with low academic performance, teachers evaluated that most children improved Responsibility / Cooperation and Academic Competence; the parents evaluated that children improved Global social skills Score, Cooperation and also decreased at least a score of Problematic behaviors; in self-assessment the children improved Self-Control. Data from continuous assessment of students with low academic performance indicated that most improved the quality of social skills after the intervention program. The intervention was implemented with integrity of 80% for Teacher 1 (Classes 1 and 3) and 75% for Teacher 2 (Class 2). In summary, the data indicated that the universal social skill program using the RMHSC-Del-Prette produced substantial changes, especially in cooperative behaviors in academic performance and behavior problems (parental assessment) when it was applied by the teacher, including children with low academic performance. It was found that, in implementing this program, the integrity equal to or above 75% was able to produce changes in children's behavior, however, the importance of teacher training and the importance of research about characteristics of the agent's intervention during the implementation of a program is discussed.eng
dc.description.sponsorshipFinanciadora de Estudos e Projetos
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectTreinamento em habilidades sociaispor
dc.subjectDificuldade de aprendizagempor
dc.subjectCriançaspor
dc.subjectLearning difficultyeng
dc.subjectSocial skills trainingeng
dc.subjectChildhoodeng
dc.titleRecursos multimídia na promoção de habilidades sociais em crianças com dificuldade de aprendizagempor
dc.title.alternativeUniversal social skills program applied by the teacher: Impact on social and academic behaviorseng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Del Prette, Zilda Aparecida Pereira
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8113238388739093por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7453800338008511por
dc.description.resumoPessoas com dificuldades de aprendizagem podem requerer recursos e estratégias educacionais diferenciados no ensino regular, tal como regulamentado pela política de inclusão, uma vez que apresentam desempenho acadêmico abaixo do esperado para a idade cronológica e série escolar em tarefas acadêmicas, influenciando o progresso escolar normal, o rendimento acadêmico geral, o desenvolvimento socioemocional e outros aspectos de ajustamento. Estudos sugerem uma relação entre habilidades sociais e dificuldades de aprendizagem, indicando que o Treinamento em Habilidades Sociais (THS) pode favorecer o desempenho acadêmico. Os programas de THS para escolares constituem uma alternativa relevante de ser investigada, em seus efeitos para o rendimento acadêmico e no desenvolvimento de recursos e estratégias de intervenção. Considerando a relevância de produzir recursos, para utilização no ensino regular, que auxiliem a população com dificuldade de aprendizagem, os indicadores negativos da dificuldade de aprendizagem na qualidade de vida e a relação exposta na literatura entre habilidades sociais e dificuldades de aprendizagem, esta pesquisa envolveu a elaboração de um programa de intervenção em habilidades sociais em contexto escolar e teve como objetivo a identificação dos efeitos de um programa de THS, que teve como base do procedimento a utilização das vinhetas de vídeo do Recurso Multimídia de Habilidades Sociais para Crianças (RMHSC-Del-Prette), sobre o repertório de habilidades sociais e acadêmico de crianças com dificuldade de aprendizagem. A pesquisa envolveu dois estudos que utilizaram os mesmos instrumentos e procedimento, tendo o Estudo I, delineamento experimental, e o Estudo II, séries temporais. O Estudo I teve como participantes 14 crianças com dificuldade de aprendizagem com idade média 9,4 anos, sendo 9 meninas e 5 meninos, que foram alocados aleatoriamente em dois grupos, o Experimental (G1) e o Controle (G2). O Estudo II envolveu 9 crianças, 6 do sexo feminino e 3 do masculino com idade média de 9,5. Antes da intervenção, as crianças foram avaliadas por meio do Critério Brasil, Teste de Desempenho Escolar, Sistema de Avaliação de habilidades sociais (SSRS-BR) nas três versões de avaliação (pais, professores e autoavaliação) e Avaliação com role-play breve (RPB). Após a intervenção, as crianças foram reavaliadas somente com SSRS-BR e Avaliação RPB. Ao longo do programa, as crianças foram avaliadas por meio da Avaliação RPB, a fim de identificar seus progressos. Foram realizadas 22 sessões de intervenção no Estudo I e 20 no Estudo II, todas com duração de 70 minutos. Durante a intervenção utilizou-se o RMHSC-Del-Prette que contém vinhetas de vídeo para a promoção de habilidades sociais, conforme sugestão de uso dos autores. O procedimento de intervenção incluiu a apresentação das vinhetas de vídeo com discussões, atividades lúdicas e utilização de técnicas cognitivo-comportamentais como reforçamento, modelagem, modelação, role-play etc. No Estudo I, análises inferenciais indicaram que G1 apresentou ganhos estatisticamente maiores em habilidades sociais e competência acadêmica quando comparado ao G2, segundo os três informantes. Em relação à avaliação contínua, foi possível verificar que à medida que as habilidades sociais eram ensinadas os participantes as adquiriram e as mantiveram ao longo do THS. Comparando G1 e G2 nas avaliações contínuas pode-se observar que os participantes do G1 apresentaram melhor desempenho em todas as classes após a intervenção. No Estudo II, após a intervenção, G3 apresentou aumento na freqüência de habilidades sociais nas avaliações dos três informantes. Nas avaliações contínuas mostraram que após o ensino de cada classe os participantes adquiriram e/ou aperfeiçoaram as habilidades sociais. Concluiu-se que o procedimento de intervenção com a utilização das vinhetas de vídeo foi capaz de produzir mudanças no repertório de habilidades sociais e competência acadêmica de crianças com dificuldade de aprendizagem e pode ser sugerido como base para intervenções preventivas do tipo universais em salas de aulas.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Educação Especialpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO::EDUCACAO ESPECIALpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record