Show simple item record

dc.creatorTeixeira, Emanuele
dc.date.accessioned2016-06-02T19:46:09Z
dc.date.available2009-12-09
dc.date.available2016-06-02T19:46:09Z
dc.date.issued2009-08-31
dc.identifier.citationTEIXEIRA, Emanuele. Identificação de barreiras para a escolarização inclusiva de alunos com deficiências físicas. 2009. 140 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2009.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/3042
dc.description.abstractIn recent years, studies on the efficiency and practices based on policies of school inclusion have presented results often controversial. The lack of concrete data has been considered the main difficulty encountered in the accurate assessment of how this process has been occurred. The few systematic studies related to this topic have been restricted to individual testimonies and experiences, unable to assess the impact of policy on practice in schools. As a result, studies to improve the quality of education and, thus, promote access to these students, have been necessary. In this way, the actual work aimed to conduct a study using a descriptive method to promote inclusive education of students with disabilities in common schools, through the identification and description of barriers encountered by these students. To identify such barriers, data were collected from interviews with students from three different cities, using a specific instrument for this purpose ( The School-Setting Interview 3.0 SSI ), which was translated and adapted to Brazilian reality. The participants were 24 students with disabilities, between 7 to 16 years old, actually educated in regular education classes of regular teaching from three different cities (A, B and C). The results were analyzed to identify possible variation in the number and types of barriers depending on the city, gender, education level and motor impairment, in addition to access of assistance. Qualitative analysis was performed to identify and exemplify personalized barriers encountered by students in specific situation. Results showed that these cities, which were subject to the same general laws, have very different initiatives regarded to school inclusion. As the barriers faced by students, data showed that adjustments are being made in schools, although the number and variety of barriers faced by these students is still concern, and that policies of school inclusion need to be more effective. Moreover, it is concluded that, in students perception, the social barriers overcome the physical ones, since there is a greater investment in adapting the physical environment, which involves costless attitudes that could be implemented in short period of time, while the engagement against social and educational barriers, which would require more expensive and more structural alternatives, is still considerably being ignored.eng
dc.description.sponsorshipUniversidade Federal de Minas Gerais
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de São Carlospor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEducação especial - inclusãopor
dc.subjectInclusão escolarpor
dc.subjectDeficiência físicapor
dc.subjectInterferências na aprendizagempor
dc.subjectSchool inclusioneng
dc.subjectDisabilityeng
dc.subjectBarriers to learningeng
dc.titleIdentificação de barreiras para a escolarização inclusiva de alunos com deficiências físicaspor
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Mendes, Enicéia Gonçalves
dc.contributor.advisor1Latteshttp://genos.cnpq.br:12010/dwlattes/owa/prc_imp_cv_int?f_cod=K4768474Z8por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/8003993108324709por
dc.description.resumoNos últimos anos, estudos relativos à eficiência e às práticas embasadas em políticas de inclusão escolar têm apresentado resultados, muitas vezes, controversos. A falta de dados concretos tem sido considerada a principal dificuldade encontrada na avaliação precisa de como este processo vem ocorrendo. Os poucos estudos sistemáticos relacionados a este tema têm se restringido a depoimentos e experiências singulares, incapazes de avaliar o impacto das políticas sobre a prática nas escolas. Em função disso, estudos visando melhorar a qualidade de ensino e, portanto, favorecer o acesso a estes alunos, têm se mostrado necessário. Assim, o presente projeto teve como objetivo realizar um estudo utilizando uma pesquisa descritiva, visando favorecer a escolarização inclusiva de alunos com deficiências físicas na escola comum por meio da identificação e descrição das barreiras encontradas pelos próprios alunos. Para identificar tais barreiras, foram coletados dados a partir de entrevistas com alunos de três municípios diferentes, utilizando-se um instrumento específico para este fim (o The School-Setting Interview 3.0 SSI ), traduzido e adaptado para a realidade brasileira. Os participantes foram 24 escolares com deficiências físicas, na faixa etária entre 7 e 16 anos, que estavam sendo escolarizados em classes comuns do ensino regular de três diferentes municípios (A, B e C). Os resultados foram analisados para identificar se há variação no número e tipos de barreiras dependendo do município, do gênero, do nível de escolaridade e de comprometimento motor, além do acesso a assistência. A análise qualitativa foi feita para identificar e exemplificar barreiras personalizadas encontradas por alunos específicos em determinada realidade. Os resultados evidenciaram que os municípios, sujeitos à mesma legislação geral, têm iniciativas muito variadas com relação à inclusão escolar. Quanto às barreiras encontradas pelos alunos, os dados apontaram que as adaptações nas escolas estão sendo realizadas, embora o número e variedade de barreiras encontradas por estes alunos ainda seja preocupante, e que as políticas de inclusão escolar precisam ser mais efetivas. Além disso, conclui-se que, na percepção dos alunos, as barreiras sociais superam as barreiras físicas, pois há um investimento maior na adaptação do ambiente físico, que envolve medidas com menos custos e passíveis de serem implementadas em curto prazo, enquanto que o combate às barreiras sociais e pedagógicas, que exigiriam medidas mais estruturais e custosas, continua em grande parte sendo ignoradas.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSCarpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Educação Especialpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record